Busca

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Vereador é preso durante operação em Parauapebas



Um vereador e um empresário foram presos e vários documentos apreendidos nesta terça-feira (26), durante a operação “Filisteu”, realizada no município de Parauapebas, no sudeste paraense.
A operação desmontou esquema criminoso oriundo de fraudes em processos licitatórios e superfaturamento de terrenos desapropriados pela prefeitura; emissão de notas fiscais frias e desvio de recursos públicos entre membros da câmara e o comércio na região.
Até o início da tarde desta terça-feira, foi preso o vereador Odilon Rocha de Sansão (SD), conhecido pela afirmação polêmica acerca do valor do salário de vereador e o empresário do ramo do comércio local, Edmar Cavalcante, conhecido como “Boi de Ouro”, acusado de emitir e vender notas fiscais frias.
Outro alvo da operação é a casa do ex-presidente da câmara municipal, Josineto Feitosa de Oliveira.


A operação coordenada pelo Grupo de Atuação especial de combate ao crime organizado (Gaeco) do MPPA foi deflagrada na madrugada desta terça-feira (26), contra a Prefeitura, Secretaria de Obras e a Câmara no município de Parauapebas, região sudeste do Pará.
Durante a manhã de hoje, enquanto estavam sendo realizadas as buscas na prefeitura, funcionários eram impedidos de sair ou entrar no local.

PRISÕES

Mandados de busca e apreensão e de prisões foram expedidos em Belém, pela desembargadora Maria de Nazaré Silva Gouveia, do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA), em desfavor da prefeitura municipal cujo titular é o prefeito Valmir Queiroz Mariano (PDT) e, ezm desfavor da câmara, pelo juiz da comarca de Parauapebas, Libio Araújo Moura.

Nenhum comentário: