Busca

sábado, 5 de março de 2016

"Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho"

Crônica do amanhecer


Por Hélcio Silva


(05/03/2016)



Com meus quase 80 anos e ainda com o sangue guerreiro de Upaon-Açu, disposto para grandes batalhas, imaginando embalar meu corpo nesta antiga cadeira preguiçosa, de riscado azul - já tão em desuso nos dias de hoje – sentindo, neste terraço de sol nascer, o ventinho suave desta encantadora Curitiba, na manhã deste sábado, dia 5 de março.
Fecho os olhos - quase em meditação - pareço levitar acima do corpo..., além de mim... Mas era eu!
Chega Longinus, o Cassius, que um dia foi Pedro. Puxa conversa e falamos até da Lava Jato. No fim, indaga se tenho visto Humberto...
Humberto, a quem Longinus se referiu, é um escritor brasileiro nascido no solo de Miritiba em terras do Maranhão no ano de 1886, tendo uma vivência de 48 anos no Brasil, voltando ao mundo espiritual em 1934.

E foi no mundo espiritual que ele escreveu o livro “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho”, obra psicografa pelo querido Francisco Cândido Xavier – o nosso Chico.
Havia uma expectativa de esperança! A Pátria do Evangelho... Sim! Uma esperança de paz, amor, ética, progresso, desenvolvimento... E outras coisas boas...
E eu - na minha cadeira preguiçosa – pergunto ao querido Humberto: o que aconteceu?
O que temos hoje é um Brasil quebrado, envolto numa grave crise política em que a ética foi substituída pela ação maléfica de mentes diabólicas que destroem e roubam a Nação.
Estou cansado! Vou indo... Noutro dia – breve - volto para uma conversa mais longa com meu querido conterrâneo Humberto de Campos, jornalista, poeta, escritor, filho de seu Joaquim e dona Ana, miritibano do Maranhão, que em 1919 entrava para a Academia Brasileira de Letras.
Humberto foi autor de muitas e belas obras literárias, aqui e além daqui, inclusive “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho” – psicografada por Chico Xavier.

Nenhum comentário: