Busca

sexta-feira, 4 de março de 2016

Procuradoria diz que há provas de que Lula recebeu dinheiro desviado no petrolão



O Ministério Público Federal afirmou em nota nesta sexta-feira (4) que o ex-presidente Lula foi um “dos principais beneficiados” de crimes cometidos envolvendo a Petrobras. A manifestação dos procuradores diz que há evidências de que o petista recebeu valores do esquema da estatal por meio das reformas do apartamento tríplex no Guarujá, do sítio em Atibaia e por doações e palestras, segundo reportagem publicada nesta sexta-feira (4) pelo site do jornal Folha de S. Paulo.
Lula foi levado pela PF em seu apartamento em São Bernardo do Campo em condução coercitiva (quando o investigado é levado para depor e depois liberado) ao aeroporto de Congonhas, onde está prestando depoimento.
Além de mencionar os casos dos dois imóveis investigados, o MPF afirma que há “fortes indícios” de que a empreiteira OAS repassou R$ 1,3 milhão a uma empresa contratada para armazenar pertences de seu período na Presidência.
O comunicado ainda afirma que o contrato teve seu real objeto ocultado porque a nota fiscal informava que os itens armazenados eram da OAS.
O MPF disse que surgiram evidencias de que Lula recebeu, pelo menos, R$ 1 milhão sem justificativa da OAS para reformas e móveis de luxo implantados no apartamento tríplex do Guarujá.
No fim do comunicado, a força-tarefa diz que os fatos investigados são de competência federal porque ocorreram também quando ele estava na Presidência da República.
A defesa do petista, em manifestação ao Supremo Tribunal Federal (STF) na semana passada, questionou a competência do Ministério Público Federal para tratar do tema. Disse que não havia interesse da União no caso.

Nenhum comentário: