Busca

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Vacinação contra a gripe vai até 20 de maio em 109 unidades de saúde de Curitiba


O primeiro dia da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começou movimentado, com grande procura em todas as 109 unidades básicas de saúde de Curitiba. A vacina, no entanto, estará disponível até o dia 20 de maio para todos os integrantes dos grupos definidos pelo Ministério da Saúde como prioritários para receber a imunização. E, no próximo sábado (30), várias unidades de saúde em todas as regiões da cidade estarão abertas durante o dia todo para garantir a vacinação a quem que não têm tempo durante a semana. (Veja abaixo a relação dos postos de vacinação que estarão funcionando no sábado).
A meta da Secretaria Municipal da Saúde é vacinar pelo menos 260 mil pessoas entre as crianças com idades de seis meses e menores de 5 anos, pessoas com mais de 60 anos, gestantes, mães que tiveram filhos há menos de 45 dias (puérperas) e indígenas – o equivalente a 80% do total destes públicos, que totalizam aproximadamente 320 mil pessoas. Portadores de doenças crônicas e trabalhadores da área de saúde também têm direito de receber a vacina pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
Tatiana Moreira Pereira, 34 anos, está no quarto mês de gestação e esta é a primeira vez que toma a vacina, por orientação médica. “Na minha primeira gravidez, eu descobri que estava grávida já no final do inverno e não foi necessário me vacinar. Desta vez, minha médica pediu que eu tomasse a vacina por questão de segurança”, comentou.
A dona de casa Divahir Romeia de Oliveira, 76 anos, disse que toma vacina todos os anos e por isso nunca fica gripada. A iniciativa é a mesma do casal de aposentados Sergio Siloto, 66 anos, e Corina Figueiredo Pereira Siloto, 76 anos, que não deixa passar a oportunidade para garantir a imunização. Siloto lembra, porém, que a vacina é só uma das alternativas de prevenção e que os cuidados com a higiene não podem ser descartados para quem quer ficar livre da gripe. “É fundamental lavar as mãos com frequência. Lá em casa, temos álcool gel espalhado por todos os cantos”, completa Corina.
O secretário municipal da Saúde, César Monte Serrat Titton, destacou que não há necessidade de correria, pois as vacinas estarão disponíveis até o final da campanha, no dia 20 de maio. Além disso, todas as unidades básicas estão fazendo a vacinação, conforme seus horários de funcionamento. “É importante lembrar que Curitiba conta com dez unidades de saúde que funcionam até as 22 horas. Quem quer fazer a vacinação durante a semana e não tem tempo durante o dia, pode ir em qualquer um destes equipamentos”, enfatizou.
Nestas unidades de saúde, a vacinação é realizada até as 21h30. São elas: US Bairro Alto, US Pilarzinho, US Bairro Novo (Sítio Cercado), US Eucaliptos (Boqueirão), US Camargo (Cajuru), US Oswaldo Cruz (CIC), US Ouvidor Pardinho (Centro), US Concórdia (Pinheirinho), US Monteiro Lobato (Tatuquara) e US Santa Felicidade. Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) 24 Horas e Centros de Especialidades não fazem a vacinação.
Públicos prioritários
A diretora do Centro de Epidemiologia da Secretaria, Juliane Oliveira, explicou que a definição dos grupos prioritários para receber a vacina contra a gripe é feita pelo Ministério da Saúde, de acordo com os riscos de evolução do quadro gripal. “São vacinadas as pessoas que apresentam mais riscos de complicações por doenças respiratórias e infecções provocadas pelo vírus influenza”.
Juliane explica que a influenza é uma infecção viral que afeta o sistema respiratório, principalmente nariz, garganta e brônquios. “A transmissão é bastante elevada em ambiente domiciliar, creches, escolas e em ambientes com pouca circulação de ar”, afirmou. Juliane lembra que as estratégias de prevenção à gripe não se limitam à vacinação. “Manter os ambientes bem ventilados, fazer a higienização das mãos, além de buscar tratamento médico logo no início dos sintomas da gripe são tão importantes quanto a imunização”, destaca.
A vacina que está disponível na rede pública protege contra três tipos de vírus: Influenza AH1N1, Influenza AH3N2 e Influenza B. Os principais sintomas da gripe são calafrios e febre que podem ser acompanhadas por dores no corpo, tosse, espirros, dor de cabeça, dor de garganta, congestão nasal, irritação nos olhos, entre outros.
Documentação
Para receber a vacina em qualquer uma das unidades de saúde de Curitiba, as pessoas devem levar os seguintes documentos:
Idosos: carteira de identidade;
Crianças de seis meses a menores de 5 anos de idade: registro de nascimento ou carteira de identidade, além da carteira de vacinação;
Grávidas: basta informar ser gestante, independentemente da época da gestação;
Mulheres até 45 dias após o parto: deverá apresentar qualquer documento que comprove o parto (certidão de nascimento, carteirinha de gestante, documento do hospital onde ocorreu o parto, etc);
Portadores de doenças crônicas: as pessoas deverão levar a solicitação ou prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina (categoria de risco clínico). Para ver a lista completa de doenças crônicas, veja tabela abaixo.
Profissionais de saúde das redes pública e privada: serão vacinados, prioritariamente, nos hospitais ou nas unidades básicas de saúde onde atuam, ou nos postos de vacinação, mediante identificação profissional. Trabalhadores de clínicas e consultórios que atendem casos suspeitos de gripe devem levar a declaração do médico responsável pelo serviço onde atua, com a indicação da vacina.
Indígenas: serão vacinados pela equipe da SMS.

LOCAIS DE VACINAÇÃO GRIPE PARA O DIA D – 30 de abril
SANTA FELICIDADE
UMS CAMPINA DO SIQUEIRA - Rua General Mario Tourinho, esquina com Martim Afonso - 8:00 às 17:00 horas
UMS SANTA FELICIDADE - Avenida Via Vêneto, n°10 - Santa Felicidade - 8:00 às 17:00 horas

BOA VISTA
UMS PILARZINHO - Rua Amauri Lange Silvério, n° 1251-Pilarzinho - 8:00 às 17:00 horas
UMS BAIRRO ALTO - Rua Jornalista Alceu Cichorro, n° 314 - Bairro Alto - 8:00 às 17:00 horas
UMS BACACHERI - Av. Erasto Gaertner, nº 797 – Bacacheri - 8:00 às 17:00 horas
UMS SANTA CÃNDIDA - Av. Paraná, nº 5050 – Santa Cândida - 8:00 às 17:00 horas
UMS MEDIANEIRA - Av. Anita Garibaldi, 2652 – São Lourenço - 8:00 às 17:00 horas
UMS BARREIRINHA - R. Santa Gema Galgani, nº353 - Barreirinha - 8:00 às 17:00 horas
UMS ABAETÈ - R. Del. Miguel Zacarias, nº403 – Boa Vista - 8:00 às 17:00 horas
UMS HIGIENÓPOLIS - R. Santa Madalena Sofia Barat, nº 725 - Higienópolis - 8:00 às 17:00 horas

BOQUEIRÃO
UMS MENONITAS - R. Domício da Costa nº52 - 8:00 às 17:00 horas
UMS TAPAJÓS - R. André Ferreira Camargo s/n - 8:00 às 17:00 horas
UMS ÉRICO VERÍSSIMO - R. Exped. Francisco Pereira dos Santos, nº510 - 8:00 às 17:00 horas
UPA BOQUEIRÃO - R. Profª. Maria Assumpção nº2590 - 8:00 às 17:00 horas** (só participa da vacinação no sábado, dia 30)
UMS WALDEMAR MONASTIER - R. Romeu Bach, nº80 - 8:00 às 17:00 horas
US MORADIAS BELÉM - Rua Cezinando Dias Parede, 1096 – Boqueirão – 8:00 às 17:00

PORTÃO
UMS VILA GUAÍRA - Rua São Paulo s/n° esquina com Rua Augusto de Mari - 8:00 às 17:00 horas
SUPERMERCADO ANGELONI - Avenida República Argentina, n° 900 – Agua Verde - 9:00 às 17:00 horas

PINHEIRINHO
UMS VILA MACHADO - Rua Laudelino Ferreira Lopes, n° 2959 - Pinheirinho - 8:00 às 17:00 horas
SHOPPING POPULAR - Avenida República Argentina, nº5259 – Novo Mundo - 9:00 às 17:00 horas
SUPERMERCADO MUFFATO-PORTÃO - R. Eduardo Carlos Pereira, nº3605 - Portão - 09:00 às 17:00 horas

CAJURU
UMS IRACEMA - Rua Professor Nivaldo Braga, nº130 - 8:00 às 17:00 horas

MATRIZ
UMS OUVIDOR PARDINHO - Rua 24 de Maio s/n - Praça Ouvidor Pardinho - 8:00 às 17:00 horas
UMS MÃE CURITIBANA – Rua Jaime Reis,331 – São Francisco - 8:00 às 17:00 horas

BAIRRO NOVO
UMS COQUEIROS - R. Coronel Victor Agner Kendrick, 80 - 8:00 às 17:00 horas

CIC
UMS OSWALDO CRUZ - R. Pedro Gusso,n° 3497 CIC - 8:00 às 17:00 horas
UMS CAIUÁ - R. Arnaldo Ferreira Vellozo, nº200 - 8:00 às 17:00 horas
UMS NOSSA SRª. DA LUZ - R. Emidio Nonato da Silva, nª45 - 8:00 às 17:00 horas
UMS BARIGUI - R. Arthur Martins Franco, nº5516 - 8:00 às 17:00 horas
UMS JARDIM GABINETO - R. Eng. João Visinoni, nº458 -  8:00 às 17:00 horas

TATUQUARA
UMS MONTEIRO LOBATO - R. Olívio José Rossetti, s/n, Tatuquara -8:00 às 17:00 horas
UMS RIO BONITO - R. Fanny Bertoldi, nº170 Campo do Santana - 8:00 às 17:00 horas
UMS DOM BOSCO - R. Angelo Tozin, nº100 – Campo do Santana - 8:00 às 17:00 horas
UMS CAXIMBA - R. Delegado Bruno de Almeida, 7881 Caximba - 8:00 às 17:00 horas

Tabela doenças crônicas
Pessoas portadoras de doenças crônicas
(conforme listagem definida pelo MS em conjunto com sociedades científicas):
  1. A vacinação desse grupo deve ser realizada em todos os postos de vacinação.
  2. As pessoas deverão comparecer munidas de solicitação ou prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina, que deverá ser apresentada no ato da vacinação.
  3. Pacientes já cadastrados em programas do SUS devem se dirigir à Unidade de Saúde onde estão cadastrados, para receber a vacina.                                                                                                                                                            
Categoria de Risco Clínico:
Indicações:
Doença Respiratória Crônica
  • Asma em uso de corticóides inalatório ou sistêmico (Moderada ou Grave);
  • DPOC;
  • Bronquiectasia;
  • Fibrose cística;
  • Doenças Intersticiais do pulmão;
  • Displasia broncopulmonar;
  • Hipertensão arterial pulmonar;
  •  Crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade.
Doença cardíaca crônica
  • Doença cardíaca congênita;
  • Hipertensão arterial sistêmica com comorbidade;
  • Doença cardíaca isquêmica;
  • Insuficiência cardíaca.
Doença renal crônica
  • Doença renal nos estágios 3, 4 e 5;
  • Síndrome nefrótica;
  • Paciente em diálise.
Doença hepática crônica
  • Atresia biliar;
  • Hepatites crônicas;
  • Cirrose.
Doença neurológica crônica
  • Condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica;
  • Considerar as necessidades clínicas individuais dos pacientes,  incluindo: AVC, indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla e condições similares;
  • Doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular;
  • Deficiência neurológica grave.
Diabetes
  • Diabetes Mellitus tipo I e Tipo II em uso de medicamentos;
Imunossupressão
  • Imunodeficiência congênita ou adquirida;
  • Imunossupressão por doenças ou medicamentos.
Obesos
  • Obesidade grau III.
Transplantados
  • Órgãos sólidos;
  • Medula óssea.
Portadores de trissomias
  • Síndrome de Down
  • Síndrome de Klinefelter
  • Síndrome de Wakany
  • Outras trissomias

Nenhum comentário: