Busca

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Alma perdida

Por Hélcio

(Curitiba , 10/06/2016 - às 17 horas)

Quem deseja minha alma?

Não sei de quem é filho esta alma que vaga, não para, que anda, que corre, que voa!...

Sem rumo, sem destino, sem rota, sem norte – esta alma vagueia!...

Não sei que alma sou!...

Como espírito, aqui cheguei...

E não sei de onde sou, nem sei para aonde vou...

Só sei que sou uma alma..., em solidão!

Quem me quer, se ninguém me quer?!...

Nenhum comentário: