Busca

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Delação da Odebrecht pode atingir centenas de políticos e autoridades

Empreiteira oficializou negociação da delação premiada e vai detalhar doações

Do Jornal do Brasil

A Odebrecht e o Ministério Público Federal assinaram na última quarta-feira (25) o documento da negociação de delação premiada e de leniência no âmbito da Operação Lava Jato. Os procuradores terão acesso a toda contabilidade de caixa dois da empresa, o que pode envolver centenas de políticos e autoridades de outros poderes. Em março, uma única operação de busca e apreensão da empreiteira já tinha revelado uma lista com o nome de mais de 300 políticos.

O documento oficializa ainda o compromisso da Odebrecht de detalhar o financiamento de campanhas majoritárias recentes, como da chapa de Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB, e também de Aécio Neves (PSDB), em 2014 -- o que atingiria os maiores partidos do país. Especulações de que a delação envolveria diretamente a presidente afastada Dilma Rousseff, contudo, não consta na negociação.

O Ministério Público pretenderia até convocar o ex-presidente Emílio Odebrecht para dar informações. Ele é pai de Marcelo Odebrecht, que está preso. O número de executivos da empresa que devem delatar pode chegar a 50. As conversas entre a empreiteira e o MPF já vinham ocorrendo há alguns meses, e agora são oficiais. As informações são de Mônica Bergamo para a Folha de S. Paulo.

Nenhum comentário: