Busca

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

SÃO LUIS


Igor Matos Lago

"Vencer não é convencer, e há que convencer, sobretudo, e não pode convencer o ódio que não deixa lugar para a compaixão".

É uma frase do poeta e escritor basco Miguel de Unamuno quando enfrentou um general franquista na Universidade de Salamanca nos idos de 1936.

Disse mais: "Vencereis, mas não convencereis. Vencereis porque tens de sobra a força bruta, mas não convencereis porque convencer significa persuardir. E para persuadir necessitas de algo que lhe faz falta: razão e direito na luta".

Infelizmente o candidato que usou e abusou da força bruta das máquinas municipal e estadual, com uma milionária campanha e com factóides até no dia da eleição para desconstruir o seu adversário venceu o candidato que revelou ser a boa surpresa das eleições, Eduardo Braide Braide, a quem parabenizo e agradeço por alimentar a esperança por dias melhores para a nossa querida São Luis.

A vida continua e cabe a todos nós que torcemos, fizemos campanha e votamos nos candidatos oposicionistas no primeiro turno, e no candidato que representou todas as oposições no segundo turno, reconhecer somente a derrota eleitoral porque a política a obtivemos, principalmente o próprio candidato.

E ajudar o prefeito reeleito às custas do poder político, econômico e midiático cobrando as promessas não cumpridas de 2012, tais como o hospital de emergência, as 20-25 creches, os 2 viadutos, as 4 escolas de tempo integral etcétera e, principalmente, a transparência dos atos administrativos.

Ao vencedor as batatas e os abacaxis criados por ele mesmo e suas "boas" companhias. Terá que justificar a inépcia a si mesmo e não mais e injustamente ao seu antecessor.

PS: Alguém soube da deputada Eliziane Gama? Os seus eleitores estranharam o sumiço no segundo turno.

Nenhum comentário: