Busca

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

AS DROGAS DESTRUINDO VIDAS





Saulo de Tarso



Em memorável entrevista publicada no Anuário Espírita edição nº 1, de 1964, André Luiz (Espírito) respondeu a inúmeras perguntas formuladas de números ímpares através do médium Waldo Vieira e as de números pares para o saudoso médium Chico Xavier. E logo na primeira pergunta aborda o tema de nosso editorial desta edição.

Qual a quantidade aproximada de habitantes espirituais – em idade racional – que se desenvolvem, presentemente, nas circunvizinhanças da Terra?

“Será lícito calcular a população de criaturas desencarnadas em idade racional, nos círculos de trabalho em torno da Terra, para mais de (20) vinte bilhões, observando-se que alta percentagem ainda se encontra nos estágios primários da razão e sendo esse número passível de alterações constantes pelas correntes migratórias de espíritos em trânsito nas regiões do Planeta.”

Naquela oportunidade, o planeta Terra possuía uma população de encarnados de quatro bi. Logo, se dividirmos os mais de vinte bi de desencarnados por 4 bi de encarnados teremos o número de cinco; ou seja para cada um encarnado cinco desencarnados.

Além da concorrida reencarnação, o dependente de droga que partiu para o plano extrafisico lesou também seu corpo perispiritual conforme obra "Missionários da Luz", "O corpo perispiritual, que dá forma aos elementos celulares, está fortemente radicado no sangue. O sangue é elemento básico de equilíbrio do corpo perispiritual."

Na obra "Evolução em Dois Mundos", esclarece "que os neurônios guardam relação íntima com o perispírito".

Após as informações podemos dizer que o efeito das drogas refletirá sobremaneira no corpo perispiritual, em forma de graves lesões chegando até na condições de corpos físicos altamente deformados.

Diga não as drogas. Evite a dor! Seja feliz!

Nenhum comentário: