Busca

domingo, 13 de novembro de 2016

O canto poético que vem do terreiro

Oxalá criou a Terra
Oxalá criou o mar
Oxalá criou o mundo
Onde reina os orixás

A pedra deu pra Xangô
Meu pai Rei e justiceiro
As matas deu pra Oxossi
Caçador, grande guerreiro

Mar com pescaria farta
Ele deu pra Iemanjá
Os rios deu pra Oxum
Os ventos para Oyá

Grandes campos de batalha
Deu pra Ogum guerreiro
Campinas, Pai Oxalá
Deu para seu boiadeiro

Jardins com lindos gramados
Deu pras crianças brincar
Oxalá criou o mundo
Onde reina os Orixás

O poço deu pra Nanã
A mais velha Orixá
E o cruzeiro bendito
Deu pras almas trabalhar

Finalmente deu as ruas
Com estrelas e luar
Pra Exu e Pombogira
Nossos caminhos guardar



Nenhum comentário: