Busca

sábado, 12 de novembro de 2016

Tá tudo quebrado: Estados, Municípios e o Brasil; e o Temer vem com a varinha do diabo


Hélcio Silva

(12/11/2016)

Meu protesto da tarde...


É uma quebradeira geral no Brasil. Tudo isso pelo fato de terem roubado demais, conforme constatado no mensalão e na operação Lava Jato, além da má gestão na aplicação do dinheiro público em Estados e Municípios. Gastam o dinheiro público até em eleição... Gastam em carnaval... O carnaval era do povo: hoje é de políticos que usam a nossa mais importante festa como recanto e redutos eleitorais...  Isso é uma vergonha! Por isso, faltam recursos para o pagamento de salários dos servidores e também faltam recursos para gestões em obras públicas...  Fizeram o diabo na eleição de 2014 pela chapa Dilma/Temer... Teve até cheque nominal.  Nessas eleições municipais, deste ano, o uso da máquina pública entrou na disputa..., com muitos capetinhas gastando dinheiro à lasca, em campanha eleitoral milionária... Houve denúncias na mídia. É verdade ou estou mentindo?...  E os caras ainda falam em nome de Deus...  Conheço um que tem por moda levantar as mãos para o céu agradecendo ao Espírito Santo!

Te manca, cara, tu também és capetinha!

E agora vem o Temer – pensando que engana a gente – com um plano para salvar os Estados, como se ele não fosse também a sementinha do mal deste grupo de outras sementes da maldade causadoras desse quadro de penúria.

Mas leia, abaixo, a notícia que saiu esta tarde no site da CBN falando das providências anunciadas pelo “salvador” Temer:

Temer mobiliza equipe para criar plano de socorro para os estados

Presidente se reúne durante o fim de semana e o feriado para garantir que todos os governadores paguem o 13º e evitar que algum deles peça intervenção federal. Estados estão de olho nos R$ 46,8 bi da repatriação.



Caso algum estado pedisse intervenção, atrapalharia a tramitação da PEC do teto de gastos.

Mais estados podem ser beneficiados com uma fatia maior dos recursos da repatriação. Pelo menos é o que se espera após uma nova decisão do Supremo Tribunal Federal. A ministra Rosa Weber que já tinha determinado que a União depositasse em juízo recursos da regularização de bens de brasileiros no exterior, para Pernambuco e Piauí, também estendeu a medida para outros 16 estados.

A nova liminar atende a um pedido feito em uma ação coletiva dos governos de Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Santa Catarina, Roraima, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Tocantins.

Nenhum comentário: