Busca

terça-feira, 18 de abril de 2017

Coluna “Quintal de Casa”


Por Hélcio Silva

18 de abril de 2017

Bom Dia - Paz na Terra! Não à violência!


O Rei vai ouvir!

Pula, para, pensa e mexe!... Mexe tanto nas coisas, sem olhar consequências... E, assim, o Lula pensa que abafa! Ele ainda se acha o centro das atenções... O Rei de todos: o coronel do Brasil.  Vez por outra se machuca... E ele acaba por não saber o que quer ou para onde vai. Deseja o planalto, mas pode ir pra Curitiba... O último caminho é mais provável.
Ontem, lá pelas 10 da noite, eu ouvia a notícia, na Jovem Pan, que o réu terá que assistir (ouvir) 87 testemunhas de sua defesa... É uma decisão do juiz Moro... Não entendi bem!... Ele vai ficar sentadinho ouvindo 87 testemunhas...

A leitura da manhã

Amanheci imaginando o Lula sentado e ouvindo. Abri o jornal impresso e iniciei a leitura, em silêncio, sem voz... O juiz federal Sérgio Moro decidiu aceitar pedido feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para arrolar 87 testemunhas de defesa em uma das ações penais da Operação Lava Jato. No entanto, Moro determinou que Lula compareça a todas as audiências para “prevenir a insistência na oitiva de testemunhas irrelevantes...
“Já que este julgador terá que ouvir 87 testemunhas da defesa de Luiz Inácio Lula da Silva, além de dezenas de outras, embora em menor número arroladas pelos demais acusados, fica consignado que será exigida a presença do acusado Luiz Inácio Lula da Silva nas audiências nas quais serão ouvidas as testemunhas arroladas por sua própria defesa, a fim prevenir a insistência na oitiva de testemunhas irrelevantes, impertinentes ou que poderiam ser substituídas”, decidiu Moro.

O bom do “Quintal de Casa ”...

O bom do “Quintal de Casa” é a gente ficar livre para pensar e escrever, com liberdade... Aqui não tem e nunca terá interferência estranha com interesses de grupos políticos... Não tem o bico do Sarney, do Dino, do Renan, do Temer, do Lula, do Aécio, do Geraldão, do Beto, do Greca, do Ricardo, da Andrea, do Jucá e nem do Pezão...  Tudo do “Quintal” é de livre pensar!

Aécio e Renan são os maiores...

O Aécio e o Renan (o Lula também) sempre com presenças garantidas em listas e pedidos de investigações... O ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato, determinou ontem, dia 17, o envio dos inquéritos envolvendo os senadores Aécio Neves, Romero Jucá e Renan Calheiros para a Polícia Federal. A decisão dá início ao processo de investigação na PF, que poderá solicitar quebras de sigilo telefônico e fiscal, além da oitiva dos próprios acusados.

É bomba de alto poder de fogo

O meu querido amigo João Bentivi - poeta, jornalista, médico, escritor, músico - escreveu que o governador do Maranhão, citado na lista do ministro Fachin, saiu chamuscado...  E eu, na minha crônica de ontem - na boca da noite -, escrevi:  Não! Não é assim tão fácil, meu querido poeta. Acho, neste caso, que o petardo não foi uma espoleta, sim uma bomba política de alto poder de fogo... Vai ser preciso chamar o bombeiro!   

E o Márcio está escondidinho...

Lembro-me daquela história de chicote queimado, em nossos tempos de criança: a brincadeira do esconde!... E agora, depois da citação do ministro, da lista bordada com o nome do governador do Maranhão, o tempo tem deixado o nosso amigo Márcio Jerry mais calado... Parece com medo até da Andrea... Mas, acho que o Márcio vai aparecer (reaparecer) hoje... Bem mais falante!... Vai falar até pelos cotovelos...

Maldade!!!...

Blogs ligados aos sarneys estão mais alegres, por dois motivos: candidatura de Roseana e a escorregada do Dino que o levou para o listão da Lava Jato... Alguns estão dizendo que o Flávio era conhecido, na tarefa, como “cuba”, e a senha era “charuto”...  Como diria minha avó: caiu na caixa 2....

Lula era o chefão..

A gente nunca sabe realmente... Porém, pelo que é divulgado, o Lula era o chefe... Ou seria o Emilio?... A Odebrecht era o quartel do dinheiro... A mídia hoje, em dias de todos os dias, revela tudo... Diz uma notícia de hoje que Marcelo Odebrecht criou um sistema de “contrapartida” para se certificar de que seu principal interlocutor no PT antes de 2011, Antônio Palocci, falava de fato em nome de Lula. Ele pedia ao pai, Emílio, para informar a Lula sobre propinas já pagas ao PT, totalizações e valores que só a Odebrecht tinha. Em 2010 pediu que o pai informasse a Lula sobre o total ao PT: R$ 200 milhões. Palocci mencionou o valor numa conversa posterior; era a prova de que seu interlocutor falava em nome de Lula.

E ele ainda quer ser presidente...

E a gente aqui, vendo o Brasil destruído por essa gente, escuta, dia e noite, vozes lulistas pedindo a volta do Lula... É um desrespeito à Nação...

O Geraldão está triste...

O Geraldão - Geraldo Alckmin – que sempre sonhou em ser presidente não sonha mais... Tá também nas investigações da Lava Jato... O Serra já tirou o time e o Aécio, com tantas citações, já saiu fora... Os caciques do PSDB entraram forte neste corredor corrompido...

R$200 milhões para o PT

E o Marcelo pediu a Emílio Odebrecht, seu pai, para informar ao Lula sobre o balanço da corrupção: em dois anos, foram R$200 milhões em propina paga ao PT.

João e Mônica...

O ex-marqueteiro do PT João Santana e a mulher Mônica Moura serão interrogados pelo juiz federal Sérgio Moro, na tarde nesta terça-feira, dia 18, a partir das 16 horas, na sede da Justiça Federal do Paraná, em Curitiba. João Santana e Mônica serão interrogados pelo juiz federal Sérgio Moro, em ação penal da Lava Jato que apura se o ex-ministro Antônio Palocci recebeu propina para atuar a favor da Odebrecht. O casal teve o acordo de delação premiada homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 4 de abril.

Acusação...

O processo, do qual João e Mônica serão interrogados, nesta tarde, em Curitiba, apura se Palocci recebeu propina para atuar em favor do Grupo Odebrecht, entre 2006 e o final de 2013, interferindo em decisões tomadas pelo governo federal. Segundo a denúncia do Ministério Público Federal, o ex-ministro também teria participado de conversas sobre a compra de um terreno para a sede do Instituto Lula, que foi feita pela Odebrecht, conforme as denúncias. A denúncia trata, ainda, de pagamentos feitos para beneficiar a empresa SeteBrasil, que fechou contratos com a Petrobras para a construção de 21 sondas de perfuração no pré-sal. O caso foi delatado pelo ex-gerente de Serviços da Petrobras, Pedro Barusco. As investigações mostram que o valor pago pela Odebrecht a título de propina pela intermediação do negócio chegou a R$ 252.586.466,55. Esse valor foi dividido entre as pessoas que aparecem na denúncia. Em troca disso, a empresa firmou contratos que, somados, chegaram a R$ 28 bilhões.

Até mais ver!

Bom Dia meus amigos e minhas amigas desse Brasilzão... Até mais ver! 

Nenhum comentário: