Busca

sábado, 15 de abril de 2017

Unesco auxilia países a combater a violência de gênero na escola

Agência da ONU tem um guia para ajudar Ministérios da Educação a tratar de um problema que "viola os direitos humanos das crianças"; representantes de nações africanas participaram de um workshop sobre o assunto.

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.

Combater a violência de gênero nas escolas é uma prioridade para a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco. Em dezembro de 2016, a agência lançou, em parceria com a ONU Mulheres, um guia global sobre como prevenir e tratar do problema.
O material pode ser utilizado pelos Ministérios da Educação como base para reforçar ações neste sentido. A Unesco lembra que a violência de gênero nas escolas "viola os direitos humanos fundamentais das crianças e é uma forma de discriminação".

Depressão

A agência calcula que o problema "afete milhões de crianças, que sofrem violência física ou psicológica no ambiente escolar, motivada por  estereótipos". Algumas das consequências para as vítimas: baixa autoestima, depressão, fraca performance nos estudos e abandono das salas de aula.

No continente africano, a violência de gênero, os casos de gravidez indesejada e os índices de HIV são problemas sérios que estão prejudicando as chances dos jovens atingirem todo o seu potencial.

Curso

A Unesco destaca que as três situações estão conectadas, tendo as mesmas causas e consequências: pobreza, normas sociais desiguais e falta de acesso à educação, incluindo educação sexual.

Recentemente, representantes e ministros da Educação de 12 países do sul e do leste da África participaram de um workshop da agência da ONU, realizado no Zimbábue.

No curso, a Unesco mostrou como apoiar as estudantes vítimas da violência e como evitar que esses casos aconteçam nas escolas.

Nenhum comentário: