Agências Nacionais e Internacionais

Loading...

Municípios do Maranhão

Loading...

Busca

Carregando...

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

férias!... Até 2 de fevereiro!

O meu blog entra de férias... Só recomeça dia 2 de fevereiro...  Será uma breve parada... No face, a gente continua...

Quando o Governador vai abrir a gaveta da Saúde?


Pensei até em sair para umas férias de 15 dias. Mas como? Não vou aguentar ficar fora. É tanta conversa no campo da política que perder a ponta do fio é perder a meada. O Edivaldão, eleito deputado estadual e provável líder do governo Dino - quem sabe! – teria pensado em largar tudo para reinstalar o seu Oxente no shopping São Luís. O atual senador Roberto Rocha almoçou algumas vezes por lá..., em tempos idos! O Roberto – mal-agradecido – deve ter saído falando mal da comida. No Oxente não havia lagosta, mas a gente adorava uma gostosa farinha d’água... Aliás – por determinação divina - quem sabe! – o Edivaldo é hoje um general (ou o Marquês de Pombal) do time da farinha d’água, no Palácio dos Leões... Almocei uma vez no Oxente. Melhor do que a comida lá de casa. Gostava do Edivaldo fiscalizando a comida do Oxente! Provava até do sarrabulho, pra não deixar o cliente insatisfeito.

FLÁVIO PRECISA FAZER MELHOR DO QUE O RICARDO...

Aí não tem só roupa!!!
O governador Flávio Dino continua abrindo as gavetas do poder – "Quanto mais abrimos as gavetas e armários do poder, mais ficamos indignados. Não havia governo, era mera aglomeração de interesses privados." -  disse o governador; e eu pontuei com destaque na minha coluna de ontem.
Não sei se o Flávio já abriu a gaveta da secretaria da saúde...  Na abertura, o governador não deve levar o Marcelo. E sabem por quê? No governo Zé Reinaldo, a saúde foi uma droga, pior do que o atual quadro apresentado na administração do nosso prefeito Edivaldo Junior...
O Ricardo tem lá seus defeitos, quem não os tem? Mas revolucionou o setor. No início do ano passado, quando estive em São Luís, ouvi de alguns médicos que Ricardo foi o melhor secretário de saúde dos últimos tempos.  Para eles, Ricardo ampliou e modernizou o sistema...
O Flávio pode abrir a gaveta – e é bom abrir -, no entanto, precisa fazer melhor que o Ricardo.  Se não fizer um bom trabalho – melhor do que o Ricardo – na Saúde Pública, o trator esmaga o Junior (filho do Edivaldão) e ganha a prefeitura em 2016...

A RAIVA DO RICARDO...

Ricardo raivoso
Muita gente acha que o Ricardo é raivoso, eu também acho. Ele quer que apenas a ideia dele prevaleça...  Ele tá picado com o Flávio – com raiva do governador –, a quem chama de prepotente. Sabem por quê? Porque não aceita a saída da  Bernardete da direção dos Hospitais do estado para a entrada de Luis Júnior... Ricardo raivoso é um trator sem freio...

E EU TÔ QUERENDO SABER...

Pedro, na moldura de Roseana
Que diabo passou pela cabeça do Pedro para levar a Secretaria de Educação do Estado do Maranhão comprar um Hotel?...  O que leva uma Secretaria de Educação comprar um Hotel, com tanta Escola precisando de investimento?...  Foi o último armário velho comprado pela administração de Roseana!
Aliás, perguntar não faz mal: O governador Flávio  já abriu as gavetas da Educação?...

GASTÃO E LUÍS A CAMINHO DO FLAVISMO?

Aliados? Já?
Estão dizendo por aí que Gastão Vieira (meu amigo velho) e meu outro amigo Luís Fernando estariam de malas prontas com destino ao quartel dos flavistas... O Sarney está ficando enfraquecido..., na solidão de curupu! 
Já postaram até foto de Luís com Flávio...
O Maranhão mudou do sarneyismo para o flavismo... Na Assembleia Legislativa, devem ficar na turma do Sarney somente o Roberto Costa (ligado a João Alberto), a Andrea (filha do Ricardo) e Adiano (filho do Sarney Filho)... E é nesse ritmo que a graça também vai voltar... para as hostes flavistas!..., Apesar do visconde!...

ATENÇÃO FLÁVIO DINO...

Atenção amigo Flávio Dino – governador do Estado do Maranhão – se não fizer na Saúde Pública do Maranhão melhor que o Ricardo, modernizando e agilizando mais o sistema, incluindo principalmente São Luís, o trator ganha disparado do Edivaldo Junior na eleição de 2016...
... E a minha avó tá aqui pertinho "d'eu", dizendo: É verdade!!!



terça-feira, 13 de janeiro de 2015

PSDB denuncia a existência de manobras em investigações

Nota à Imprensa  

PSDB denuncia a existência de manobras em investigações

O PSDB vem a público denunciar as manobras em curso para confundir, enfraquecer e tirar a credibilidade das investigações que estão sendo conduzidas na Operação Lava Jato.

A comprovação feita pelo doleiro Alberto Youssef, divulgada hoje pelo seu advogado, de que o policial Jayme Alves Filho  mentiu quando envolveu o senador Antonio Anastasia como um dos beneficiários da organização criminosa investigada,  revela a gravidade  e o alcance dessas articulações.

Misturar falsas acusações com fatos  reais já comprovados é estratégia de quem tenta minar a credibilidade das investigações.

A oposição permanecerá atenta, denunciando todas as tentativas de impedir que a Operação Lava Jato atinja o seu objetivo de apresentar  ao país a verdade sobre o maior escândalo de corrupção da nossa história, revelando seus mentores e beneficiários.

Mesmo tendo sido desmascarada a farsa que atingiu o ex-governador e senador eleito, o PSDB considera fundamental que sejam identificados responsáveis pela mesma e as suas motivações.

Aécio Neves

Presidente do PSDB.

Repasse da Prefeitura de Curitiba a hospitais aumenta 18,3% em dois anos



Durante o ano de 2014, a Prefeitura de Curitiba repassou um total de R$ 385,4 milhões aos hospitais da capital paranaense que têm contrato de prestação de serviços com o Sistema Único de Saúde (SUS). O volume de pagamentos no ano passado foi 11% maior do que o realizado ao longo de 2013, quando foram repassados R$ 347,1 milhões.
Levando-se em conta o ano de 2012, o crescimento chega a 18,3% – neste caso, o cálculo exclui o custeio dos antigos Centros Municipais de Urgências Médicas (CMUMs), atuais Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), que à época eram administrados por instituições hospitalares e hoje ficam sob a gestão da Secretaria Municipal da Saúde e da Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde (Feaes).
Nesse cenário, cinco hospitais receberam no ano passado mais recursos do que em 2013. Pequeno Príncipe e Trabalhador, por exemplo, encerraram 2014 com verba do SUS aproximadamente 30% superior à recebida em 2013. Nos casos em que o repasse ficou abaixo do verificado no ano anterior – Evangélico e Santa Casa – houve redução no número de leitos hospitalares ofertados pelas instituições.

“TERRORISMOS” E “FUNDAMENTALISMOS” CONSUMEM OS HUMANOS “IRRACIONAIS” (Jorge Hessen)

Jorge Hessen

Dois homens vestidos de preto, encapuzados e armados com fuzis automáticos abrem o fogo na redação de Charlie Hebdo, em plena reunião de pauta, aos gritos de "Allah akbar" (Alá é grande). Matam 11 pessoas na sede do jornal e um policial na saída, antes de fugir de carro rumo à zona nordeste de Paris. A maioria das capas de jornais pelo mundo têm a cor dominante preta em sinal de luto, e anônimos colocam flores, lápis, velas e mensagens perto da sede de Charlie Hebdo. Toda França respeita um minuto de silêncio, enquanto os sinos dobram na catedral Notre Dame de Paris. As luzes da Torre Eiffel, outro cartão postal da cidade, são desligadas por alguns instantes às 20h.

Não há, ao menos por enquanto, uma definição oficial no plano internacional sobre o que é propriamente o terrorismo, mas se pode considerar como terrorista todo e qualquer ato ou organização que utilize métodos violentos ou ameaçadores para alcançar um determinado objetivo político. Assim, sequestros, atentados a lugares públicos e privados, ataques aéreos, assassinatos ou outras formas de agressão podem ser relacionados com o terrorismo. Embora as definições de terrorismo sejam imprecisas a atuação dessas organizações é antiga, a exemplo do atentado de Sarajevo, em 1914, constituído pela organização Mão Negra e que culminou na morte do herdeiro do Império Austro-Húngaro, Francisco Ferdinando (estopim da Primeira Guerra Mundial).

Levanta o ferro: Ricardo diz que Flávio é prepotente

Texto do deputado Ricardo Murad, ex-secretário de Saúde do Estado do Maranhão na gestão da governadora Roseana Sarney:

Começou o desmanche dos hospitais


Nosso prepotente, autoritário e agora engraçadíssimo governador, mostra mais uma faceta de sua personalidade doentia.
Por vingança, manda retirar do hospital Macrorregional de Coroatá, que atende pacientes de setenta municípios maranhenses em procedimentos de média e alta complexidade, inclusive UTI adulto, infantil e neonatal, o aparelho que realiza cirurgias videolaparoscópicas.
Eu sei aonde ele quer chegar. Nunca tive dúvidas de sua incapacidade, ódio, rancor e arrogância, mas também sempre tive certeza que já ultrapassamos situações muito mais adversas.
E já aviso ao governador: fizemos buscas e até agora verificamos que ainda não nomeou o corrupto ex-secretário de Saúde de Coroatá, Luís Júnior, para dirigir os hospitais do Estado, no lugar da enfermeira Bernardete.
Confirmada a nomeação será processado por improbidade e obrigado a demite-lo.
E o pior, o que demonstra a mais absoluta desorganização de um governo sem comando e rumo, é que esse cidadão já decide tudo da rede sem sequer estar devidamente nomeado.
Uma verdadeira esculhambação.
Fizemos um trabalho sério, honesto e obtivemos um resultado extraordinário que não permitiremos seja destruído por incompetência e vingança.

Para conhecimento do nosso ditador-juiz (deve ainda saber o que significa trânsito em julgado de uma condenação) vejam abaixo a certidão do TCE.



ELE TÁ ABRINDO AS GAVETAS DO PODER E VAI ACHANDO AS COISAS FEIAS

Flávio Dino e seu estilo de governo

Ele tá abrindo as gavetas do poder bem lentamente..., Devagar!


Vejam o que disse o governador:

"Quanto mais abrimos as gavetas e armários do poder, mais ficamos indignados. Não havia governo, era mera aglomeração de interesses privados."

Governo do Maranhão determina perfuração de poços para reforçar abastecimento de água



O abastecimento de água na capital será reforçado com a perfuração de poços dos sistemas Paciência I e II. O trabalho de perfuração será desenvolvido pela Companhia de Saneamento Ambiental (Caema) em conjunto com o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA).
“As obras de perfuração desses poços são resultado de convênio com a Defesa Civil, por meio do Corpo de Bombeiros, que deve homologar a empresa vencedora da licitação e emitir ordens de serviço”, explicou o presidente da Caema, David Telles.
A parceria foi estabelecida, nesta segunda-feira (12), em reunião entre o presidente David Telles com o comandante do CBMMA, Roberto Pinto de Araújo. Na ocasião, eles definiram como será a execução dos trabalhos que beneficiarão a Zona III, que compreende a região Cohab/Cohatrac.
Davi Telles explicou, ainda, que o encontro com o comandante do CBMMA também teve como objetivo estabelecer um diálogo institucional para acelerar o processo de perfuração de poços, com recursos do Ministério da Integração Nacional.

Hidrantes

O comandante do Corpo de Bombeiros aproveitou a oportunidade e solicitou ao presidente da Caema a reativação de hidrantes localizados na área do Centro Histórico. Davi Telles disse que será constituída uma espécie de força-tarefa, com funcionários da Caema, para manter os hidrantes funcionando dentro dos padrões de segurança.
 

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

“Um ano difícil”, análise do ITV


Dilma Rousseff iniciou seu segundo mandato trazendo nas costas um saco cheio de maldades. Os primeiros dias do ano estão sendo marcados pelo anúncio de medidas recessivas e, sobretudo, pelo ataque a direitos dos trabalhadores e pela penalização dos contribuintes. 2015 promete ser duro.

As maldades começaram a vir a público aos poucos, assim que a petista obteve sua vitória nas urnas. Paulatinamente, foram se materializando medidas opostas às da plataforma que Dilma sustentou na campanha. Foram sucessivos atos de estelionato eleitoral.

As tesouradas ganharam força no fim do ano passado, quando a equipe econômica do novo mandato começou a pôr as asinhas de fora. Desde então, se desenhou um quadro de arrocho e forte ajuste nas contas públicas – tudo o que Dilma afirmou aos eleitores que não seria necessário fazer.

Até agora, a lista de maldades já conta com mudanças substanciais na concessão de benefícios trabalhistas e previdenciários, como seguro-desemprego, abono salarial, pensão por morte e auxílio-doença, objeto de duas medidas provisórias (n° 664 e 665) editadas em 30 de dezembro. Certamente encontrarão forte resistência no Congresso.

Inclui também o corte nas despesas dos ministérios, que objetiva economia de R$ 22,7 bilhões neste ano. Como a contradição é a linha-mestra das ações da presidente Dilma, a pasta mais afetada pela tesoura foi a da Educação, a mesma que inspirou o novo slogan oficial “Brasil, Pátria Educadora”: perderá cerca de R$ 7 bilhões neste ano.

O objetivo declarado das medidas é correto: obter um superávit fiscal maior, equivalente a 1,2% do PIB. Ocorre que o desarranjo nas contas, a disparada da dívida pública, o baixo crescimento econômico e a inflação resistente são consequências diretas de uma política equivocada posta deliberadamente em marcha por Dilma em seu primeiro mandato.

Em nenhum momento até agora, porém, ouviu-se da presidente um mea culpa pela lambança cujo custo agora é socializado com todos os brasileiros – que também já se vêem ameaçados pelo novo ministro da Fazenda de ter que pagar impostos ainda mais altos.

Aos poucos, políticas desastrosas vão sendo abandonadas, como a dos “campeões nacionais” que mamaram bilhões em incentivos fiscais e não produziram quase nada em troca. Mas ninguém do governo vem a público reconhecer o fracasso de anos de equívocos; apenas apressam-se a empurrar a fatura para os contribuintes pagarem.

As medidas conhecidas até agora indicam que o custo dos desequilíbrios e da farra de experimentos econômicos malsucedidos virá na forma de crescimento anêmico do PIB, inflação ainda muito alta e avanço do governo no bolso e nos direitos dos cidadãos. Pode resultar só num ano difícil, mas também corre risco de virar um quadriênio desastroso.

Crise da Petrobras afeta empreiteiras, estaleiros e 20 mil fornecedores


A crise da Petrobras atingiu a maior fornecedora de plataformas e de sondas para o pré-sal. Hoje, a Sete Brasil precisa de US$ 5 bilhões para pagar aos estaleiros. Reportagem da Folha de S. Paulo desta segunda-feira (12) destacou que, agora, os bancos terão de fazer provisões para cobrir possíveis calotes em cascata no setor de óleo e gás.

Estudo do governo mostrou que os bancos privados e públicos teriam emprestado R$ 130 bilhões ao setor. Sem balanço auditado, a Petrobras não consegue captar novos recursos e começa a ficar sem caixa para pagar fornecedores e dívidas.

De acordo com a reportagem, a crise tem o potencial para desestabilizar todo o setor de petróleo e gás brasileiro, além das cadeias petroquímica, de fertilizantes e de biocombustíveis, que têm a estatal como principal parceira ou fornecedora de insumos.

Último dado disponível apontou que o setor respondia em 2012 por 13% do PIB brasileiro, algo como R$ 560 bilhões; em 2014, deve ter caído devido ao recuo nos preços do petróleo e dos desdobramentos da Operação Lava Jato.

Quem vai enfrentar Holandão? Adriano ou Andrea?


 Holandão
Se eu fosse o Flávio, convidaria o Edivaldo para ser o líder do governo na Assembleia Legislativa. O crente é bom de tribuna e segura debate... Já houve grandes debates entre Edivaldo e Ricardo Murad, na época do governo Jackson Lago. Muita gente lotava as galerias da Assembleia para ver os debates... Não tinha Aleluia! O pau cantava!

Agora a história é outra. O Ricardo, sem mandato, vai tocar violão no Cajueiro, lá em Coroatá, onde tem residência... Ou então ficar sentado nos bancos da praça José Sarney, também em Coroatá, em frente à sede da prefeitura, falando mal da vida alheia!...

Adriano Sarney
Na Assembleia, apesar do grupo Sarney anunciar que o líder será o Adriano, filho do Zequinha, quem vem se destacando na luta, antes mesmo de assumir, é a Andrea, filha do Ricardo... Vai dar trabalho e preocupação para o governo de Flávio...
E o Edivaldo como líder não vai encontrar a facilidade que pensa... Será mais fácil imitar o Luciano Pavarotti, na igreja do pastor Jorge Berredo, que rebater as críticas da Andrea...
Acho que vamos ter bons debates na Assembleia... Mas, pelo visto e indicado, o crente vai precisar muito dos ensinamentos do calado!...   

Um cruzado de esquerda pra cima do Ricardo

Dino acabou com a festa de Murad

Todo mundo comentava o que todo mundo sabia. Diziam as más e as boas línguas que, no Maranhão, o Ricardo Murad era o dono da saúde. Ele era mesmo o homem forte do governo Roseana: foi até secretário de segurança, por poucos dias..., mas foi!... Ele, no governo Roseana, era uma espécie de visconde..., tal como acontece no governo de agora... Não entenderam? Perguntem ao márcio. 
Mas o governador Flávio Dino mandou, pelo twitter, um recado forte que doeu no lombo do Ricardo... Vejam o que o governador botou na sua página no twitter:

Rede estadual de saúde não tem mais "donos". Agora é de TODOS, e a prioridade é atender o cidadão, sem querelas politiqueiras.

Assim, pacientes oriundos da rede municipal de saúde não são mais rejeitados na rede estadual e os sistemas trabalham em parceria.  

Anuncio que implantamos na saúde a Regulação Única entre Estado e Município, acabando com a situação absurda que havia antes.

Quem vai almoçar com o Governador? Tem lagosta ou farinha d'água?

Quem quer participar da mesa?


Parece que de nada adiantou a condenação pública da festa da lagosta duramente esmagada, com aplausos da opinião pública, pelo batalhão da farinha d’água.
Agora vem a proposta do almoço mensal com o governador, e ninguém sabe o que será servido na extensa mesa farta aos 42 parlamentares, com o governador á cabeceira!
Já..., Já...., vem o desmentido ou uma justificativa da Secretaria de Comunicação do Governo.

ELA É ANDREA...!



Não sou eu o autor da notícia do dito/cujo/anunciado almoço.  Vejam... Leiam:
“Principal proposta de Humberto Coutinho é levar os deputados para almoçar com Flávio Dino”, diz Andrea Murad
Andrea afirma em sua nota: “Estava refletindo sobre a eleição da Assembleia e lembrei que a principal proposta, até agora, de Humberto Coutinho como candidato único para a presidência da Casa é levar os deputados para almoçar todo mês com o governador Flávio Dino.”
Faço as minhas perguntas aqui do blog:  É verdade o que afirma a deputada Andrea?  E se for verdade, quem vai pagar a conta?...

OUTRO ASSUNTO


Ele disse que foi tudo legal
Mudando de assunto... – O Dr. Flávio Dino está concentrando preocupação em melhorar a educação pública do Maranhão, mas o que teria o governador para dizer (dar sua opinião) sobre a Educação Pública em São Luís onde seu aliado deixou a rede escolar municipal 100 dias sem aulas?... Outra pergunta: Como o atual governo vai encarar o caso que envolveu a compra do antigo Hotel São Francisco, feita pela Secretaria de Educação do Estado, por um valor superior a 20 milhões? A compra teria ocorrido na administração de Roseana Sarney e o secretário da época afirma que a operação foi legal.

O DESPEITADO


 Nosso saudoso Moacir

Havia no Maranhão, em tempos que já se foram, uma figura querida de todos que foi empresário, cantor e fazia política. No seu cardápio, duas músicas fizeram sucesso: Mãe e Despeitado...  Os mais antigos conhecem as musicas e conheceram Moacir Neves, de boas lembranças...
No Maranhão, quando alguém perde eleição e logo/logo, constantemente, amanhece e anoitece raivoso com o vencedor, vem logo a lembrança: “Tá Despeitado”...
Vejam o que diz o trator em sua página do face:

FICHAS SUJAS

Esse é só um exemplo:
No lugar de Bernardete, na SES, para dirigir os hospitais do Estado, comandando um orçamento de quase 1 bilhão de reais, o nosso governador, com toda a sua arrogância e prepotência, nomeia o ex-secretário de Saúde de Coroatá, Luís Júnior, da época de Luís da Amovelar, condenado pelo TCE, junto com o ex-prefeito, ao pagamento do débito no valor de R$ 7.003.562,69 (sete milhões, três mil, quinhentos e sessenta e dois reais e sessenta e nove centavos) com a aplicação da multa no valor R$ 700.356,26 (setecentos mil, trezentos e cinquenta e seis reais e vinte e seis centavos).
Decisão está publicada no DO 111/2013, Acórdão PL-TCE 874/2013.
Personalidades que já estavam expurgadas da política voltam agora mais fortes do que nunca ressuscitadas pelo governo do novo e da mudança.
Flávio Dino é um no discurso e outro na prática.
Essa é a regra do seu governo com honrosas exceções.

O DIABO...



O diabo é que parece que o Ricardo tem razão...
Podem aguardar,  que logo/logo (tô chato com esse negócio de logo/logo)...  Mas, vem já uma Nota esclarecedora do Governo...

E agora o Flávio vai precisar enfrentar a dupla Murad: “Ricardo e Andrea...”
E tem mais: O Ricardo é candidato a Prefeito de São Luís... E quer um choque de vergonha!... Não foi isso que ele disse?
Te segura, Junior!!!...

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Governador Flávio Dino visita escola de tempo integral que deverá ter mais vagas


O governador Flávio Dino estuda a ampliação da oferta de vagas e a melhor utilização da estrutura do prédio do Centro de Ensino Médio (CEM) Marcelino Champagnat, antigo Colégio Marista, no Centro de São Luís. O anúncio foi feito durante visita, nesta quarta-feira (7), ocasião em que conversou com estudantes, professores e gestores da escola.

No encontro, o governador elogiou o esforço dos alunos e professores na promoção de ensino e aprendizagem com qualidade e lembrou que estudou naquela escola na década de 1970. “Fazemos esta visita para verificar o que podemos ampliar e como podemos criar uma rede de escolas em tempo integral nas diferentes cidades maranhenses, democratizando o acesso à educação”, afirmou.

Municípios do Maranhão receberão assistência para concluírem planos em educação

O Governo do Estado prestará assistência técnica a todos os municípios maranhenses para garantir a adequação ou elaboração dos Planos Municipais de Educação (PME) até junho deste ano. O trabalho será desenvolvido através da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) que durante esta quarta-feira (6) promoveu reunião na sede do órgão, no bairro Monte Castelo, em São Luís, para dar celeridade ao processo.

Durante a reunião foi feito um diagnóstico da situação atual dos municípios em relação aos PMEs, onde foi constatado que dos 217 municípios, 23 ainda não iniciaram os planos. Os trabalhos serão coordenados pela articuladora estadual do Plano de Educação, Elisabeth Gomes, com a assessora técnica da Seduc, Renata Marques.

“O trabalho será intensificado nos municípios maranhenses que ainda não fizeram adesão ao PME”, destacou Elisabeth Gomes.

O Governo também fortalecerá as parcerias com a União de Dirigentes Municipais de Educação (Undime-MA) e a Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) para incentivar aqueles que ainda não aderiram aos planos. “A dimensão política e estratégica que o PME carrega em si é fundamental para a garantia da melhoria da qualidade da educação pública”, ressaltou Renata Marques.