Busca

Carregando...

quinta-feira, 28 de julho de 2016

CHUVA / POESIA DE LUCINDA



(Por Raimunda Lucinda Martins)

Chuva
caem águas
caem pingos
liberdade da natureza
nuvens condensadas
vibração de sons
tons
cores opacas
luzes de sol molhado
rostos ensopados de amarguras
de alegrias puras
centelhas de ouro puro
sobre as cabeças morenas
Delírios
ou serão pétalas de lírios
sacudidos dos céus,
por algum anjo que
pousa na terra, perto daqui?

DIÁRIO DO HÉLCIO

(28/07/2016)


UMA QUINTA FLORIDA...


Amanhece o dia nesta quinta florida de bons aromas. Abrem-se as cortinas para o sol entrar livre, com seus raios de luz.
Puxo o banco, sento-me à mesa e abro o velho computador, antes mesmo do café. Lembro-me dos três últimos prefeitos de São Luís – Tadeu, Castelo e Edivaldo Junior!... Que fizeram eles de bom pela cidade?
A máquina cansada da minha cabeça entra em pânico, agita-se, tenta relembrar de alguma coisa boa feita pelos citados, mesmo uma coisa simples, e nada encontra... Só relembra rascunho de muitas promessas...

VAGUEIA TUDO EM MIM...


Sinto-me voar, levitar e sair por aí..., como aquele poeta que voa sem pensar e nem pensa pra voar!...
Do alto, vejo minha pátria roubada. Roubaram o Brasil. Criaram a propina e enriqueceram com o dinheiro sujo, construindo grandes fortunas que as deixaram (ou deixarão) aos herdeiros.
Dinheiro roubado é dinheiro sujo... E os herdeiros vão esbanjar na nossa cara... Sim, na nossa cara!..., enquanto uma massa de povo pobre sofre as agonias das dificuldades..., e muitos, sem salário, a agonia da fome...

PARO NA ESQUINA...


Paro na esquina, quando volto do vagueio! Releio o artigo de Dom José Alberto Moura, arcebispo metropolitano de Montes Claros - Falsas seguranças - das heranças que formam riqueza.
Ontem publiquei artigo citado no meu blog.

LEMBRANDO ECLESIASTES...


E só para quem não leu o artigo, relembro o primeiro texto, quando Dom José escreve sobre a má herança. Vejam:
- Diz o livro do Eclesiastes: “Tudo é vaidade... um homem que trabalhou com inteligência, competência e sucesso vê-se obrigado a deixar tudo em herança a outro que em nada colaborou” (Eclesiastes 1,2.21). O que diríamos mais ainda de quem rouba, aproveitando-se de cargos públicos, acumula fortunas em imóveis, jóias, dinheiro até em bancos de outros países! Muitos não pensam que vão morrer. No mínimo, quem tem altivez de caráter, gostaria de ser lembrado como gente do bem, de ética, de moral, de honestidade e de trabalho intenso pelo bem comum, sem lesar o público, principalmente o mais carente. Até os herdeiros de fortuna e qualquer dinheiro desonesto deveriam ter a grandeza moral de restituir o que sabe desse legado podre. A justiça deveria fazer o sequestro do dinheiro roubado. -

MUITOS HÁ...


Caminho agora sem voar, pela minha velha cidade. Bato com as duas mãos abertas na minha cabeça..., e ela se agita..., e me faz lembrar que muitos, nesta cidade, enriqueceram com a má herança!

E O POVO...


E o povo da minha cidade cada vez mais pobre... Aqui, neste ponto de divisão das águas do atlântico, entre duas baias – as mais belas que já vi – testemunho que os pobres ficam mais pobres e os ricos mais ricos... E vejo até as rochas que ficam mais ricas; e os pobres como poeiras miúdas que não crescem... Injustiças sociais! Contradições sociais!...

A ESCADA DO SUCESSO...


Aqui, nesta Ilha Grande, onde Japiaçu já reinou e permitiu que em 1612 fosse rezada a primeira missa e erguida uma cruz, muitos enriqueceram e fizeram fortunas usando o trabalho de gerações de muitos pobres que serviam de escadas para os donos do poder... Ah!... Quanto sofrimento na época da escravidão! A história relata fatos doloridos...

VOU PARANDO...


Sinto um apertado na mente..., ou na semente da mente onde nascem as ideias!... Lembro até de fatos recentes de um povo sofrido... E vejo, também, a natureza chorar, nossos rios morrendo, nossas praias gemendo... E até hoje, sou testemunha, de uma cidade em que a administração pública não tem um Plano Municipal de Saneamento Básico... E a cidade geme / a cidade chora / a cidade grita!... Poluição..., falta de trato com a cidade!...
E a cidade, sequer, tem um Plano Municipal de Saneamento Básico... Se tem, ninguém sabe, ninguém viu!...



...E vou ficando por aqui, neste curto DIÁRIO de hoje...
Até amanhã.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Falsas seguranças

Nada é mais seguro na vida do que realizar o bem ao outro por causa daquele que nos criou para isso.


Dom José Alberto Moura
Arcebispo Metropolitano de Montes Claros

Diz o livro do Eclesiastes: “Tudo é vaidade... um homem que trabalhou com inteligência, competência e sucesso vê-se obrigado a deixar tudo em herança a outro que em nada colaborou” (Eclesiastes 1,2.21). O que diríamos mais ainda de quem rouba, aproveitando-se de cargos públicos, acumula fortunas em imóveis, jóias, dinheiro até em bancos de outros países! Muitos não pensam que vão morrer. No mínimo, quem tem altivez de caráter, gostaria de ser lembrado como gente do bem, de ética, de moral, de honestidade e de trabalho intenso pelo bem comum, sem lesar o público, principalmente o mais carente. Até os herdeiros de fortuna e qualquer dinheiro desonesto deveriam ter a grandeza moral de restituir o que sabe desse legado podre. A justiça deveria fazer o seqüestro do dinheiro roubado.

A formação do caráter para o respeito ao outro e ao que lhe pertence deveria ser regra de ouro das famílias, das escolas e dos meios de comunicação. O rito dos processos judiciários deveria dar sim, o direito de defesa, mas com limites. Atualmente os recursos são quase infinitos. Quem sofre injustiça é ainda mais injustiçado com a demora do veredicto judicial.

Dentro da realidade dos extremos de riqueza e pobreza, em que uns têm demais e grandes parcelas têm de menos, é muito importante a formação para o cultivo da simplicidade. Isso exige vida menos luxuosa de elites, que quase não pagam impostos em comparação com os assalariados. A hipoteca social da riqueza deveria incluir a exigência de mais tributos por parte de quem recebe muito em relação à maioria.  Abusos de salários e aposentadorias de determinados grupos privilegiados de vários poderes gritam por justiça.

Quem assume a vida com valores transcendentes deveria olhar para o objetivo da mesma. Em agradecimento ao Criador pelo dom da vida e pelas oportunidades de realizar o bem da comunidade, tais pessoas poderiam contribuir mais com uma convivência de promoção real da inclusão social dos mais fragilizados. A recompensa virá, não somente de Deus na eternidade, mas também já na terra, com sua respeitabilidade e reconhecimento de seu bom exemplo. A vida vale e recompensa por si mesma quando se usam os talentos para o serviço ao semelhante.

Nada é mais seguro na vida do que realizar o bem ao outro por causa daquele que nos criou para isso. As seguranças terrenas são importantes, mas não são objetivo de vida. São instrumentos a serem bem usados. Distorcidos, corrompem o coração, a mente e o convívio social. Assim são as coisas materiais, os prazeres e o poder. Tudo tem seus valores e suas normas objetivas. Se as normas forem apenas o desejo pessoal e os instintos, ficamos no chão da vida sem olhar para o objetivo mais elevado. A natureza criada por

Deus já o revela. O que dirá o Filho de Deus (Cf. Colossenses 3,1-2)! Ele não tinha nem onde reclinar a cabeça. Deu tudo de si, mostrando que a vida vale para darmos vida de sentido aos outros!

Jesus lembra que a ganância não realiza a pessoa humana. A felicidade não está na abundância de bens. Ele narra a estória de um homem que fez grande armazenamento do que colheu da plantação, pensando que ia ter vida cômoda por muitos anos. Mas, de repente, morreu e não usufruiu do que acumulou (Cf. Lucas 12,13-21). Quem mais tem coisas e exagerado bem estar materiais, em geral não se contenta com o que tem. Muitos não têm paz na vida, preocupados em administrar suas riquezas materiais. Outros têm pouco e são felizes por realizarem o bem. É justo ter o necessário para se viver dignamente e fazer o bem, mesmo tendo bastante, para servir a comunidade. Os bens sem hipoteca social são ilusão e vaidade inútil.

DIÁRIO DO HÉLCIO

(27/07/2016)



AS SANTAS CASAS...


Bom dia! Faço um levantamento e seleciono algumas manchetes sobre nossas Santas Casas:
Santa Casa de São Luís passa por vários problemas, suspendendo atendimento, Atendimento na Santa Casa de São Luiz do Paraitinga é suspenso, Maternidade da Santa Casa de Leme anuncia suspensão de atendimentos, Santa Casa (em São Paulo) suspende cirurgia não emergencial e tem falta de remédios...
Tudo isso em 2016... O que está acontecendo com as nossas Santas Casas?

A SAÚDE PÚBLICA...


Saindo das Santas Casas... Olho os nossos administradores. Olho no olho!... Vejo nos olhos de cada um e pergunto: o que estás fazendo de bom pela a saúde do teu município?
Há alguns poucos prefeitos trabalhando com bons projetos tentando melhorar o atendimento no sistema de saúde pública (são poucos)...  Muitos são, no entanto, irresponsáveis, incompetentes e nunca se preocuparam em melhorar o atendimento à população: promovem verdadeira quebradeira no sistema e usam a saúde para atender interesses partidários.

FALTAM RECURSOS?


O problema da saúde pública nem sempre é a falta de recursos. É mais a incompetência, a irresponsabilidade do gestor público... Muitos prefeitos foram eleitos em 2012 sem o devido conhecimento de gestão pública, notadamente no setor da saúde pública.

VAMOS VER...


Cidade suja, com amontoado de lixo que chama o rato e a barata que causam doenças. Cidade cheia de buracos, vias irregulares, sem sinalização e sem iluminação que causam acidentes fazendo vítimas que acabam nas upas ou hospitais de urgência e emergência. Feiras e mercados mergulhados em sujeira que também são causas de muitas doenças.
E aqui vai o aviso... Se o prefeito cuidar bem da cidade, evitando esses fatos citados, vai diminuir o número de doentes...
Registra-se também que a violência e a poluição causam também doenças...
Um bom projeto para a Saúde Pública precisa levar em consideração todos esses fatos.

O MUNICÍPIO É RESPONSÁVEL...


Os recursos para a Saúde Pública vêm, em grande parte, como transferência do governo federal, mas, a execução e o planejamento são atribuições do município, levando em consideração as linhas básicas do plano Nacional de Saúde Pública. O governo do Estado entra, também, com sua parte no planejamento e transferência de recursos.

AQUI PARA O NOSSO GASTO...


E aqui para o nosso gasto, ninguém aguenta mais o péssimo atendimento que o município de São Luís oferece no setor da Saúde Pública. O povo sofre... E como sofre!

E NÃO FAZ MAL PERGUNTAR...


Como vai o atendimento aos nossos dentes neste sistema de saúde pública em São Luís?... Ou será que os nossos dentes não fazem parte da saúde?...
O Prefeito com a palavra...

E OS NOSSOS OLHOS?


E os nossos olhos?... Como estão as filas por uma consulta ao oftalmologista do sistema de saúde pública de São Luís?... E a fila para cirurgia?

VOU PROVOCAR O RICARDO...


Vou provocar o Ricardo que foi secretário de saúde do Estado do Maranhão e, hoje, sua esposa, Teresa Murad, é prefeita de Coroatá. A Saúde Pública de Coroatá vai bem ou vai mal? Tá melhor ou pior do que do tempo em que Amovelar foi prefeito?...
Pergunto sobre Coroatá porque conheço bem a cidade e já estive morando um tempo por lá.

E SÃO JOÃO BATISTA?


Também conheço São João Batista e os problemas da cidade. Lá, em São João, a saúde pública é complicada. Qualquer febre mais alta, a ambulância traz o paciente pra São Luís... Mas como já são quase 4 anos que não vou por lá, pergunto se a coisa melhorou com a administração de Amarildo... Tá melhor ou piorou?

CUIDAR BEM DO POVO...


Qualquer bom administrador precisa ter um projeto de cuidar bem do povo...

EM SÃO LUIS...


Em São Luís, o prefeito tem boa saúde. É só ver as fotos e suas andanças pedindo voto... Agora!... Vixe!... Oxente!... Perguntem como vai a saúde do povo...
Gente!... Quanta gente sofrendo para marcar uma consulta com um médico especialista!... ou para uma cirurgia...

O QUE DIZ A NOSSA CONSTITUIÇÃO SOBRE SAÚDE PÚBLICA... 

Constituição Federal (Artigos 196 a 200)

Seção II

DA SAÚDE

Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.
Art. 197. São de relevância pública as ações e serviços de saúde, cabendo ao Poder Público dispor, nos termos da lei, sobre sua regulamentação, fiscalização e controle, devendo sua execução ser feita diretamente ou através de terceiros e, também, por pessoa física ou jurídica de direito privado.
Art. 198. As ações e serviços públicos de saúde integram uma rede regionalizada e hierarquizada e constituem um sistema único, organizado de acordo com as seguintes diretrizes:
I - descentralização, com direção única em cada esfera de governo;
II - atendimento integral, com prioridade para as atividades preventivas, sem prejuízo dos serviços assistenciais;
III - participação da comunidade.
§ 1º. O sistema único de saúde será financiado, nos termos do art. 195, com recursos do orçamento da seguridade social, da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, além de outras fontes.
(Parágrafo único renumerado para § 1º pela Emenda Constitucional nº 29, de 2000)
§ 2º A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios aplicarão, anualmente, em ações e serviços públicos de saúde recursos mínimos derivados da aplicação de percentuais calculados sobre: (Incluído pela Emenda Constitucional nº 29, de 2000)
I - no caso da União, na forma definida nos termos da lei complementar prevista no § 3º; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 29, de 2000)
II - no caso dos Estados e do Distrito Federal, o produto da arrecadação dos impostos a que se refere o art. 155 e dos recursos de que tratam os arts. 157 e 159, inciso I, alínea a, e inciso II, deduzidas as parcelas que forem transferidas aos respectivos Municípios; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 29, de 2000)
III - no caso dos Municípios e do Distrito Federal, o produto da arrecadação dos impostos a que se refere o art. 156 e dos recursos de que tratam os arts. 158 e 159, inciso I, alínea b e § 3º.(Incluído pela Emenda Constitucional nº 29, de 2000)
§ 3º Lei complementar, que será reavaliada pelo menos a cada cinco anos, estabelecerá: (Incluído pela Emenda Constitucional nº 29, de 2000)
I - os percentuais de que trata o § 2º; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 29, de 2000)
II - os critérios de rateio dos recursos da União vinculados à saúde destinados aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios, e dos Estados destinados a seus respectivos Municípios, objetivando a
progressiva redução das disparidades regionais; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 29, de 2000)
III - as normas de fiscalização, avaliação e controle das despesas com saúde nas esferas federal, estadual, distrital e municipal; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 29, de 2000)
IV - as normas de cálculo do montante a ser aplicado pela União.(Incluído pela Emenda Constitucional nº 29, de 2000)
§ 4º Os gestores locais do sistema único de saúde poderão admitir agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias por meio de processo seletivo público, de acordo com a natureza e
complexidade de suas atribuições e requisitos específicos para sua atuação. .(Incluído pela Emenda Constitucional nº 51, de 2006)
§ 5º Lei federal disporá sobre o regime jurídico e a regulamentação das atividades de agente comunitário de saúde e agente de combate às endemias. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 51, de 2006) (Vide Medida provisória nº 297. de 2006) Regulamento
§ 6º Além das hipóteses previstas no § 1º do art. 41 e no § 4º do art. 169 da Constituição Federal, o servidor que exerça funções equivalentes às de agente comunitário de saúde ou de agente de combate às endemias poderá perder o cargo em caso de descumprimento dos requisitos específicos, fixados em lei, para o seu exercício. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 51, de 2006)
Art. 199. A assistência à saúde é livre à iniciativa privada.
§ 1º - As instituições privadas poderão participar de forma complementar do sistema único de saúde, segundo diretrizes deste, mediante contrato de direito público ou convênio, tendo preferência as entidades filantrópicas e as sem fins lucrativos.
§ 2º - É vedada a destinação de recursos públicos para auxílios ou subvenções às instituições privadas com fins lucrativos.
§ 3º - É vedada a participação direta ou indireta de empresas ou capitais estrangeiros na assistência à saúde no País, salvo nos casos previstos em lei.
§ 4º - A lei disporá sobre as condições e os requisitos que facilitem a remoção de órgãos, tecidos e substâncias humanas para fins de transplante, pesquisa e tratamento, bem como a coleta, processamento e transfusão de sangue e seus derivados, sendo vedado todo tipo de comercialização.
Art. 200. Ao sistema único de saúde compete, além de outras atribuições, nos termos da lei:
I - controlar e fiscalizar procedimentos, produtos e substâncias de interesse para a saúde e participar da produção de medicamentos, equipamentos, imunobiológicos, hemoderivados e outros insumos;
II - executar as ações de vigilância sanitária e epidemiológica, bem como as de saúde do trabalhador;
III - ordenar a formação de recursos humanos na área de saúde;
IV - participar da formulação da política e da execução das ações de saneamento básico;
V - incrementar em sua área de atuação o desenvolvimento científico e tecnológico;
VI - fiscalizar e inspecionar alimentos, compreendido o controle de seu teor nutricional, bem como bebidas e águas para consumo humano;
VII - participar do controle e fiscalização da produção, transporte, guarda e utilização de substâncias e produtos psicoativos, tóxicos e radioativos;
VIII - colaborar na proteção do meio ambiente, nele compreendido o do trabalho.

terça-feira, 26 de julho de 2016

BETO RICHA VAI DE GRECA



Tô acabando de saber, de coisa lida na Gazeta do Povo, que o  governador Beto Richa fechou  o apoio à candidatura de Rafael Greca para as eleições deste ano na disputa pela prefeitura de Curitiba. Além do PSDB de Richa, também vão participar da coligação o DEM, o PSB e o PTN, além do próprio PMN de Greca. Com isso, a candidatura do Rafael Greca deve ter o maior tempo de tevê na cidade.

PF indicia Paulo Bernardo por organização criminosa e corrupção

(Do UOL notícias)

Paulo Bernardo (de jaqueta clara), ex-ministro do Planejamento e Comunicações nos governos Lula e Dilma, após ser preso

A Polícia Federal indiciou criminalmente o ex-ministro Paulo Bernardo (Planejamento do governo Lula) na Operação Custo Brasil - investigação sobre suposto desvio de R$ 100 milhões de empréstimos consignados no âmbito do Planejamento, entre 2010 e 2015. A PF enquadrou Paulo Bernardo por integrar organização criminosa e corrupção passiva.

O inquérito da Custo Brasil foi relatado pela PF na sexta-feira (22) e enviado à Justiça Federal. Agora, o Ministério Público Federal vai analisar o inquérito para denunciar ou não o ex-ministro e outros envolvidos na Custo Brasil, entre eles o ex-tesoureiro do PT, Paulo Ferreira.

Paulo Bernardo foi preso na Operação Custo Brasil no dia 23 de junho, sob suspeita de recebimento de propinas de R$ 7,1 milhões do esquema Consist, empresa de software contratada em sua gestão em 2010 para administrar contratos de consignados com entidades de bancos e previdência - Associação Brasileira de Bancos Comerciais e para o Sindicato das Entidades de Previdência Privada. A Consist teria cobrado uma taxa em valor quatro vezes superior ao de mercado.

A Custo Brasil é um desdobramento da Pixuleco II que, em agosto de 2015, descobriu o esquema dos consignados. Um dos alvos da Pixuleco II, o advogado Alexandre Romano, o Chambinho, fez delação premiada e revelou os bastidores do caso Consist. Valores obtidos ilicitamente teriam abastecido a campanha de Gleisi Hoffmann (PT/PR), mulher de Paulo Bernardo, ao Senado em 2010.

A Custo Brasil prendeu também o advogado Guilherme Gonçalves, de Curitiba, que teria realizado repasses do esquema Consist para o ex-ministro e para bancar despesas eleitorais de Gleisi. Gonçalves nega elo com o esquema.

Seis dias depois de sua prisão - decretada pelo juiz Paulo Bueno de Azevedo, da 6.ª Vara Criminal Federal em São Paulo -, o ex-ministro de Lula e também de Dilma (Comunicações) foi solto por ordem do ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal.

Na semana passada, Paulo Bernardo foi ouvido na PF e negou ter recebido propinas do esquema dos consignados. Ele afirma que não existe contrato da Consist com o Ministério que dirigiu. "O Ministério do Planejamento nunca contratou a Consist."

Defesa

Em nota, a advogada Verônica Abdalla Sterman afirmou: "O ex-ministro Paulo Bernardo reitera que não participou ou teve qualquer ingerência na celebração ou manutenção do acordo de cooperação técnica celebrado autonomamente entre a Secretaria de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e as associações de Bancos e Previdência (ABBC e SINAPP). Também reitera que não recebeu qualquer quantia da Consist, direta ou indiretamente."

RICARDO E AMOVELAR: CORONÉIS DE LÁ...



Pras bandas de Coroatá e Peritoró tem os coronéis de lá.
Quem pensa que Luís da Amovelar quer só a prefeitura de Coroatá, com a candidatura do filho, não sabe a outra verdade.
Leio hoje, depois do almoço, um texto raiando alegria, num dos blogs lá de Coroatá, que a esposa do Amovelar confirmou sua candidatura à prefeitura de Peritoró.
Agora é!... Psiu!...  O filho em Coroatá e mulher na cidade vizinha de Peritoró... É um coronelismo moderno do século XXI pras bandas de lá, na região dos ricos cocais do Maranhão...
E como perguntar não é pecado: Qual será a candidatura que o Ricardo Murad vai apoiar em Peritoró?
Ricardo apoiar uma candidatura em Peritoró para enfrentar o grupo de Amovelar será dever de oficio, pois, um coronel nunca vai deixar o outro coronel adversário caminhar livre sem um enfrentamento justo...
Tenho dito... e assino!...

DIÁRIO DO HÉLCIO

(26/07/2016)



VOU MORRER OLHANDO OLIGARQUIA...


DEUS do céu!... Valei-me!...
Aqui no Maranhão tudo é diferente. Desde que nasci só vejo sucessão de oligarquias... Vitorino (o vitorinismo), Sarney (o sarneismo) e, agora, chegou o novo pregando novos tempos... Novos tempos nada!... Mesmo jeitinho do sarneismo e do vitorinismo... E nessa nova oligarquia, o novo colocou um visconde de escudo!...  Vou morrer olhando oligarquia...

O SENADOR RICO...


Aqui tem senador rico, cuja origem, lá de longe, era de uma geração pobre... O pai foi meu colega de liceu, pobre como eu... Nós éramos lascadinhos / lascadinhos de dinheiro... 
Mas a gente participava com alegria as nossas vidas de jovens liceistas... E lutamos juntos contra o governo do Dr. Newton Bello..., contra o vitorinismo... Uma juventude de luta.

O PAINHO FOI MUITO BOM...


E a história de hoje é assim: O pai foi governador, e ele - o filho - é senador, hoje, - já foi deputado estadual - novinho/novinho - pelas mãos do pai. Foi deputado federal... Hoje é senador... Tem um irmão prefeito de uma das mais importantes cidades do Maranhão. Tem um filho vereador da capital que deseja “ser” vice para “ser” (no futuro) prefeito de São Luís, possivelmente daqui a dois anos, quando o Edivaldinho, filho do Edivaldão, sair  para ser vice na chapa de governador, em 2018...  Tudo dentro das normas da oligarquia do novo (da nova Oligarquia), embora o painho (aquele que foi meu colega de liceu) tenha sido gente da oligarquia passada, funcionando, na época, como régua e compasso do Rei José... Mas, hoje, o Rei é o novo... O José é ex...
Assim é no Maranhão! Eles fazem o planejamento deles, e o povo entra pelo cano...


AQUI TEM ATÉ BIRA...


E este - o outro "ele" do pindaré - quis ser senador, mas, passaram a régua nele..., e ele, coitado!!!..., foi ser deputado estadual, tendo passado um tempo como titular da pasta das ciências, no governo do novo Rei...  Agora quer ser prefeito da minha cidade... Era só o que faltava...

LOUVAÇÃO A SÃO LUÍS...


E eu fico aqui, sozinho, no canto do casarão da minha cidade, cantando a poesia de Bandeira Tribuzzi, o Hino da minha Cidade:

- Ó minha cidade / Deixa-me viver / que eu quero aprender / tua poesia / sol e maresia / lendas e mistérios / luar das serestas / e o azul de teus dias // Quero ouvir à noite / tambores do Congo  / gemendo e cantando / dores e saudades / A evocar martírios / lágrimas, açoites / que floriram claros / sóis da liberdade
 // Quero ler nas ruas / fontes, cantarias / torres e mirantes / igrejas, sobrados / nas lentas ladeiras / que sobem angústias / sonhos do futuro / glórias do passado. –

REJEIÇÃO CONTORNÁVEL...


Chamaram um psicólogo! Com certeza chamaram.
Não havia visto ou lido algo sobre rejeição contornável... Porém, aqui, na política do Maranhão, tudo se resolve e de tudo acontece. O prefeito Edivaldo Junior apareceu com um elevado crescimento de rejeição. Índice muito grande de rejeição. Chamaram um especialista, e ele diagnosticou: 
 - Rejeição contornável…..
Qual o remédio, cara pálida?...
Rejeitado, em política, perde voto..., e perde eleição!...

É VERDADE...


Li no blog do Aragão, sobre o assunto: “Especialista diz que rejeição de Edivaldo é contornável...”

E fui adiante lendo mais, no dito blog do Aragão:

- Nesta segunda-feira (25), o especialista em marketing político e jornalista Daniel Mendes concedeu entrevista exclusiva ao Blog do Robert Lobato e entre os questionamentos feitos, Mendes respondeu sobre a rejeição de Edivaldo Júnior.
”Se a rejeição fosse à pessoa física do prefeito, suas qualidades humanas, seria muito grave. Mas como, aparentemente, é mais ao gestor, caberá à campanha dele desfazer essa imagem. Não irá desfazer de toda, mas pode diluir o suficiente para dar a ele mais competitividade no segundo turno”, afirmou.

E A FOTO DO REJEITADO...


E ainda saiu, no blog do Aragão, a foto do rejeitado..., uma  foto sorridente, com o povo:

O Rejeitado


FALTA DE ESCOLHA?


Não entendi a frase da deputada Andrea sobre a eleição para a prefeitura de São Luís:

“Acho inacreditável, no mundo de hoje, eleger-se prefeito por falta de escolhas”...

Tá faltando completar alguma coisa na frase da Andrea.

PMDB COM WELLINGTON?


Tem fogo queimando o Fábio no PMDB. A Roseana estaria querendo - e luta - para que o partido fique com Wellington do Curso na disputa pela prefeitura de São Luís. Mas o João Alberto prefere o vereador Fábio Câmara...

POR QUE NÃO LANÇAR A ANDREA?...


Ainda não entendi, nesta luta dentro do PMDB, o veto ao nome da Andrea. A deputada colocou seu nome à disposição do partido e o carcará vetou... Quais são as razões? Andrea não é eleitora de São Luís? Não é filiada ao PMDB?

E O PT ROMPE COM HOLANDINHA...


É verdade ou intriga? A notícia tá nas ruas e navega nos blogs:  PT suspende aliança com Holandinha e ameaça apoiar Wellington, em São Luís.

EM CURITIBA...


Em Curitiba, parece aos nossos olhos uma disputa também cheia de lances sensacionais. Tem novidade! Claro que tem. Quem vai ganhar? O Greca? O Fruet renova o mandato? O Ney chega? A Victória tem chances? E o Requião Filho continua com esperança?... Depois eu conto...

segunda-feira, 25 de julho de 2016

ONDE ESTÁ A MUDANÇA?...

Por Hélcio Silva

(25/07/2016 - às 13 horas, desta segunda-feira)



Nós gostamos de escrever sobre as vidas dos poderosos.
Eles são gente como a gente. Nasceram nus, sem roupa, são da mesma origem nossa..., a mesma semente universal... Mas..., eles pensam que são deferentes... E aí a gente - movido pela grande mídia - adora falar deles... E a gente ainda os escolhe como nossos governantes... E aí eles concentram o poder político e o poder econômico em suas mãos..., formando impérios, oligarquias..., pequenas e grandes.... E ainda se acham protetores da gente... A enganação é grande! E a gente acredita em tudo, mesmo sofrendo.
Volto a refletir, fazer perguntas: 
Qual a diferença que a gente notou do governo Luiz Rocha para o governo de Castelo, para o governo Cafeteira, para o governo Lobão, para o governo de Zé Reinaldo, para o governo de Roseana, para o governo de Flávio Dino?
Tudo do mesmo jeitinho!... 
Tudo no mesmo caos!...O caos administrativo... Nenhum fez uma boa administração pública voltada para o bem do Maranhão.
Não governaram bem o Maranhão... O atual governador caminha do mesmo jeito... Tá pior que o anterior, notadamente na Saúde Pública, na Educação e na Segurança...
A cada ano é a mesma coisa; são as mesmas práticas políticas, as mesmas práticas eleitorais...
Alguém viu alguma mudança?...
Quando vamos, realmente, mudar essa história?...

DIÁRIO DO HÉLCIO

(25/07/2016)



O TREM DE FERRO...


Que bons tempos aqueles em que havia o trem da Estrada de Ferro São Luís-Teresina!... Havia o chefe de trem. Havia também o maquinista... Muitas frutas, arroz e feijão – em abundância – chegavam do interior para abastecer São Luís. Havia o trem cargueiro e o trem de passageiros...
Pouca gente lembra, porque somente pouca gente daquela época ainda vive... Época em que o apito do trem era parte da nossa vida...

“FAZ-CARREIRA”...


Um dos maquinistas mais popular das máquinas (os marias/fumaça) era o “faz-carreira”... Todos admiravam o “faz-carreira”...

O BONDE...


Havia também os bondes, um transporte bem melhor que esses “latas-velhas” de hoje... Não havia os “medeiros” que hoje atrapalham o transporte público. O bonde era romântico, principalmente aquele que fazia linha Gonçalves Dias... Lembram o “caradura” que fazia a linha do anil?...

UM PARAIBANO ACABOU OS BONDES...


E apareceu um paraibano desajeitado, contador de histórias - bom de conversa - (gente boa, pra ele!!!) para acabar com os bondes...  Nascido em 1924, o bom de conversa chegou aqui, todo desajeitado, aparentemente mansinho. com uma ripa nas mãos, dizendo que era pra surrar a onça, e acabou com os bondes...

TAMBÉM COM A MÁSCARA...


E ele – o mesmo – acabou também com o baile de máscara, no carnaval da cidade... Ele governou nossa cidade entre 1966 a 1969... O dito cujo nasceu em 1924... Sim, em 1924..., antes da ditadura de Vargas!... Seis anos mais velho que o Sarney...

O CARRO ELÉTRICO...


O bonde era um carro elétrico que deslizava em trilhos...  E a máscara era a alegria dos carnavais de baile... Quanta alegria!

PAREI PARA PERGUNTAR...


Por falar nos bondes elétricos, por onde anda ou está escondido o VLT, que o prefeito Castelo comprou, com o dinheiro do povo, para ser referência no transporte público da cidade?... E aí o povo e canta:

“O edivaldo escondeu / e ninguém viu, nem no areal / Nem no areal/ Mas há quem diga que o bichinho tá no tirirical / No tirirical...”

(Vai ser a marchinha de sucesso no carnaval de 2017).  

COMO PODE?...


Como pode isso acontecer? Um administrador público compra um veículo de luxo – caro – muito caro – pra melhorar o transporte coletivo de uma cidade, e o outro administrador (o vencedor das eleições de 2012) manda colocar o veículo comprado em um depósido e lá permanece até hoje, sem que seja dada qualquer informação ao povo dos motivos da tomada de tal medida.

UMA INVESTIGAÇÃO...


A este fato não caberia uma investigação? O VLT foi comprado com o dinheiro público... Será que informaram erradamente ao Edivaldo Junior que o poder é pessoal?... Que seria dele?  
Não, Junior!... O poder é público, vem do povo!

A ANIDRIA QUER O SUL SEPARADO DO BRASIL...


Essa história não é de hoje, mas pensei que nunca mais entraria em pauta... E agora vejo que Anidria colocou em pauta!
Quando ouvi pelo rádio não acreditei... Mas a matéria está em destaque na Folha de São Paulo. Vejam:

- A gaúcha Anidria Rocha, 46, administra 20 grupos de Whatsapp e acompanha centenas de outros. O requisito para fazer parte é simpatizar com a causa "O Sul é Meu País", que deseja separar Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul do Brasil.
Moradora de São Jerônimo (a 70 km de Porto Alegre), a empresária lidera o movimento que organiza um plebiscito informal marcado para outubro, com 4.000 "urnas" nos três Estados.
A votação ocorrerá no dia 2 de outubro, simultaneamente às eleições municipais, das 8h às 17h. As urnas estarão a pelo menos cem metros dos colégios eleitorais.
A cédula fará a pergunta: "Você quer que o Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul formem um país independente?".
A meta é alcançar 1 milhão de pessoas, o equivalente a 5% dos eleitores do Sul. Voluntários irão bancar custos de urnas e cédulas.
Segundo o promotor gaúcho Rodrigo Zilio, do gabinete eleitoral, a votação não tem legalidade, mas é permitida. Para ter algum valor, o plebiscito deveria seguir a lei 9.709, o que exigiria que fosse aprovado pelo Congresso e sob regulação da Justiça Eleitoral.

DIÁLOGO DEPOIS DO IMPEACHMENT...


Já estão afirmando que, logo depois do impeachment, o ex-presidente Lula vai querer um canal de diálogo com o presidente Temer...

FIRME NA LUTA...


Em sua página no facebook, Dilma Rousseff abriu esta nota na manhã de hoje:

- Não é de hoje que parcela da imprensa brasileira alardeia que a presidenta Dilma considera improvável sua vitória no Senado. E que deveria desistir. Isso não vai acontecer. A resistência ao golpe vai continuar por meio de viagens da presidenta pelo Brasil e por meio do diálogo político construtivo com o Senado. -

domingo, 24 de julho de 2016

DIÁRIO DO HÉLCIO

(24/07/2016




EM COROATÁ, METADE DO MISTÉRIO...


Desdobrei-me até Coroatá. Fui ver como está o mistério de lá.
A oposição continua brigando?
Não!...
Parte do mistério acabou. A chapa, formada por Luis da Amovelar Filho (Pré-Candidato a prefeito) e Domingos Alberto vice, anunciou oficialmente a convenção geral para o dia 31 de julho, acabando de vez (de vez?...) com os boatos e as fofocas que rolavam na cidade. Estão aliados nesta chapa - coligados - PT, PSB, PHS e DEM... E onde está o PC do B???... Onde está o PDT?... Então o mistério foi revelado só pela metade...

E A TURMA DO RICARDO SAIU NO RISO...


Soube, durante minha revoada por lá, que a turma do Ricardo saiu no riso... E sabem?... Já canta vitória... O Ricardo não tem dúvida. Acha que vai ganhar...
E a turma do Ricardo feriu de leve... 
Pelo conhecimento que me chegou, como informação bomba, os vereadores Juscelino da Fazendinha (PT) e Diogo Gonçalves (PT), portanto, ambos petistas, não estariam satisfeitos com os “ti-ti-tis” do acordo... Porém, puxados para uma conversa dura cederam às exigências firmes do Domingos Alberto... Por isso, naturalmente com o aval do Ricardo, um blog ligado ao trator saiu com uma manchete forte: Diogo e Juscelino: arrastados pela coleira!!!

COMO FICA O ODAIR?


Como fica o Odair José, que dizia ser candidato a prefeito ou até aceitaria a vice de Amovelar Filho?... Mas como contrariar o Domingos Alberto, um cacique experiente que sabe mexer as pedras?

E EU PERGUNTO...


E o Ciba, como fica nessa história?

SERÁ “KI” SERÁ?


Alias, em política, tudo pode acontecer, principalmente, em Coroatá; mas essa em duvido: Odair e Ricardo em paz... aliados?... (Não creiam: esse fuxico é meu)... Porém, quem sabe!... , pode acontecer... rs rs rs rs

O MEDO DO VISCONDE...


Fechado o acordo em Coroatá para derrotar o Ricardo, a ordem é fortalecer a oposição rumo a uma vitória esmagadora... E ai estão  eles, em foto abaixo: o Amovelar (pai do candidato a prefeito), Domingos Alberto e o Visconde – homem forte das tropas do Dino...



UMA BATALHA...


A eleição em Coroatá vai ser uma batalha que envolverá toda a cidade... Mas não vai ser fácil derrotar o Ricardo..., que marcha firme com a candidatura de Dona Teresa, sua esposa, que disputará a reeleição...

E VEM O WALTER...


E ainda tem a candidatura de Walter Santos para as eleições de Coroatá. O Walter é adversário histórico do Ricardo e acha que pode ganhar... Vai pra luta...
Na foto abaixo, o Walter...




O JOÃO DE SÃO JOÃO...


E em São João Batista, próspero município da baixada maranhense, João Dominici vai enfrentar o Amarildo, atual prefeito... Vai ser uma disputa dura... O João acredita que chega lá...

EM CURITIBA, O GRECA ASSUSTA...


Em Curitiba, lá no Paraná, os grequistas acham que o Greca pode levar... E o Rafael Grega assusta os adversários... O Freut – atual prefeito – está espantado... e o filho de Requião fazendo de tudo para se mostrar entusiasmado... A Victória e o Ney não perdem a esperança... Porém, tá todo mundo falando é do Rafael...

DOIDEIRA EM SÃO LUÍS...



É uma doideira, dependendo da fonte que interpreta os dados.
Se você clicar em uma página ligada a um determinado candidato a interpretação é bem diferente das demais... No fundo estão embolados na disputa pela prefeitura de São Luís os candidatos Edivaldo Junior, Eliziane Gama e Wellington do Curso...
Eu volto a este assunto em outra oportunidade, pois, acho que tá todo mundo chutando..., nas pesquisas. Assim é a febre política da capital... Incerteza!!!... Incerteza!!!... Incerteza!!!!