Busca

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Formigas e cupins...


Crônica do amanhecer

Hélcio Silva

(20 / 11 / 2017)

Amanhece o dia! Que belo dia! Que bom dia! Que dia bom!

Tempo nublada, nesta cidade banhada pelas águas salgadas do atlântico!

Chega Teodoro com leve pancadinha na porta, pedindo entrada!

Traz nas mãos um bolo de manuê e no bolso dois textos: o Sermão aos Peixes e Operação Pegador...

Faz tempo que Sermão aos Peixes foi arte do dia; mas, hoje, o agito é a Operação Pegador, tudo investigado pela PF...

E tudo envolvendo desvio de dinheiro da Santa Saúde Pública... E faz tempo que formigas e cupins estão desviando o sagrado dinheiro que seria para saúde do povo...

Mas – vixe! -, formigas e cupins não picotam – em picadinhos! – o dinheiro. São formigas e cupins inteligentes que colocam o dinheiro nos bolsos: formigas e cupins têm bolsos...

E depois, formigas e cupins saem pelas mídias enganando o povo...

Formigas e cupins se acusam, uns acusando os outros...

São formigas e cupins com pés, mãos e bolsos...

E o povo, sem o dinheiro da saúde, vai morrendo lentamente em hospitais e upas sem remédio e algodão, em camas sujas ou nos corredores...

Assim é na cidade da Ilha dos Leões, onde Reis e Príncipes herdeiros se fazem Imperadores do Mundo...

Bom Dia, meus amigos!... Bom Dia, minhas amigas!

Até mais ver!

domingo, 19 de novembro de 2017

Governo Sorvete


José Sarney

É uma glória para o nosso Estado a descoberta que acaba de ser feita no Maranhão — o penúltimo estado comunista no mundo depois que a Albânia acabou com esse sistema —, de que descobrimos aquilo que nunca tinha sido achado na mesa dos cientistas: o medicamento universal que liquida com qualquer doença.

A Sociedade Internacional de Medicina, com sede em Londres, acaba de tomar conhecimento de que aqui foi descoberto o remédio final para a saúde, que causa verdadeiro milagre: o Sorvete Milagroso!

A Operação Pegadores, deflagrada pela Polícia Federal, que há quinze meses acompanhava os trabalhos estatais, tornou transparente o programa governamental para salvar a Saúde Pública.

Mais de UM MILHÃO DE REAIS custou a empreitada do Governo do Maranhão.

Foi feito o cálculo de que é um remédio muito barato para os hospitais. O problema é saber se cada paciente precisa de casquinha de uma bola ou de duas bolas e também o sabor, se de coco ou de cocô, de chocolate, de baunilha ou de açaí. Tudo feito aqui.

Foi um número tão exagerado que levou a Polícia Federal a desconfiar. Só um hospital consumiu quinhentos mil casquinhas de sorvete de uma bola, ao custo unitário de dois reais por bola. Assim, em cada cama, quem chegava encontrava o paciente chupando uma casquinha de sorvete. Faltava remédio, algodão, seringa e roupa lavada, mas sorvete jamais. Quinhentos mil sorvetes sabor Dino. Não ficou muito claro se, burlando a pesquisa, a turma também chupava picolé.

Outra coisa fantástica é o fato de que toda essa produção brutal de sorvete (e picolé?) era produzida por uma firma fantasma, que não existia, mas produzia e consumia o dinheiro que, segundo o slogan do governo, deveria ser “de todos nós”. E os marqueteiros ficaram também ouriçados com a possibilidade de substituir o slogan do Governo por “Sorvetes de Todos Nós!” Seria mais atrativo e chamativo.

Mas a coisa não ficou só por aí: para essa comilança de sorvete tinha que ter pessoal e, portanto, houve a contratação de 424 funcionários fantasmas, para preparar e para saborear os sorvetes (e os picolés?).

A operação era tão secreta que de nada sabiam o Secretário de Saúde, Dr. Carlos, o Governador, Dr. Dino, o Secretário da Articulação Política, Dr. Jerry, o Dr. dos Direitos Humanos e Participação Popular — sim, pois tanto sorvete é caso de direitos humanos e dos direitos dos políticos que apoiavam todo o governo do sorvete.

O milagre é que toda a fórmula de feitura do sorvete da trapaça era explicada ao Secretário de Saúde, com folha suplementar mandada preparar por alguém (?) de cima, que também não sabia de nada — só de tudo.

Sendo assim, entre sorvetes, picolés e roubalheira fica o pobre Maranhão com 20 mortes por semana, estradas esburacadas, filas e filas nos hospitais e nas UPAs, sem remédios e algodão. Os doentes, à beira da morte, só podem balbuciar:

— Me dá um sorvete aí!

José Sarney

sábado, 18 de novembro de 2017

Delação premiada de Rosângela Curado atormenta governo Dino…

Possibilidade de a ex-secretária resolver falar o que sabe à Polícia Federal tem mexido com os bastidores do Palácio dos Leões desde que ela foi presa na Operação Pegador

Do blog de Marco D’eça


Há um fantasma a rondar o Palácio dos Leões.

O governador Flávio Dino (PCdoB)  – e seus principais assessores e aliados – temem que a ex-secretária-adjunta de Saúde, Rosângela Curado (PDT), não suporte a pressão da prisão e resolva abrir o bico à Polícia Federal.

Rosângela foi presa na última quinta-feira, 16, acusada de ser uma das organizadoras de um esquema que desviou R$ 18 milhões da Secretaria de Saúde, entre 2015 e 2017.

A ex-secretária, que é suplente de deputada federal, está fragilizada desde que foi obrigada a deixar o governo em condições obscuras.

Depois, ela foi alçada à condição de candidata a prefeita do mesmo governo que a expurgou.

Derrotada nas eleições, após divulgação de um vídeo em que aparece embriagada – e que teria sido espalhado pelos próprios aliados do PCdoB – ela ficou ainda mais fragilizada.

Mas continuou a agir nos bastidores do governo, mantendo seu esquema de funcionários fantasmas, até ser presa pela Polícia Federal.

Rosângela Curado tem muito a dizer às autoridades policiais, principalmente pelo fato de ter sido expurgada do governo, mas mantido a influência nesse próprio governo.

E a possibilidade de ela falar atormenta Flávio Dino e seus comunistas…

Tem presidente de partido rindo pra valer...

Enquanto isso faltam recursos para saúde, educação, segurança etc... E os partidos políticos nadando no dinheiro

Com pagamentos a partidos políticos de quase R$60 milhões apenas no mês de outubro, o Fundo Partidário atingiu os R$636,3 milhões nessa farra até 31 de outubro. A expectativa é que o total distribuído aos partidos supere os R$ 750 milhões até o final de 2017 mesmo com a decisão do governo federal de contingenciar as verbas do fundo para este ano. O fundo partidário serve para bancar as atividades dos partidos e dos políticos, como viagens (incluindo jatinhos), estadia etc.

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Sport perde enxurrada de gols no 1º tempo, cai de produção e é goleado pelo Palmeiras

Após fazer um ótimo início de jogo e perder chances claras de gols, Leão desandou no segundo tempo e acabou sendo goleado por 5 a 1 em São Paulo

Cadê o Leão?

Fosse mais preciso nas finalizações, o Sport poderia ter até saído com um melhor resultado nesta quinta-feira. Tivesse mais pontaria no primeiro tempo, não estaria agora a um triz do rebaixamento. No Allianz Parque, o roteiro da partida foi melancólico para o Rubro-negro. O Leão cansou de perder gols na etapa inicial diante de um Palmeiras que parecia inofensivo. No segundo, porém, o Verdão cresceu, aproveitou suas chances, viu o adversário se desesperar e decretou a derrota pernambucana por 5 a 1 - foi o décimo jogo seguido na temporada e a oitavo consecutivo no Brasileirão sem vitórias. Para escapar da degola, o time de Daniel Paulista deve agora vencer as três rodadas restantes no campeonato.

Botafogo: Jair 'foge' de explicações, esclarece uso de Guilherme e gesto de volante

Saiu no Lance:

O tropeço de 2 a 1 para o Atlético-GO, na noite desta quinta-feira, em pleno Nilton Santos, significa o terceiro revés consecutivo do Botafogo no Nilton Santos. Mas o que explica? O comandante Jair Ventura fugiu das explicações e preferiu prometer empenho nas últimas três rodadas do Campeonato Brasileiro, decisivas para a conquista ou não de uma nova vaga na Libertadores.

- Tudo que eu falar aqui vai soar como desculpa. Me botando no lado do torcedor, assim como nós, estão chateados. Não vou falar de números, volume, finalização. Vou fazer o contrário: dizer que vamos buscar nesses três jogos que restam. Tem tudo para buscar essa vaga mesmo jogando fora. Tirar essa impressão ruim que ficou - comentou o treinador do Alvinegro, que ainda lembrou

- O Botafogo ainda é o segundo do returno, ainda está em sexto. Não só a gente perdeu - completou Ventura, que garantiu: não demorou para a entrevista coletiva pois estava 'secando' o Flamengo, concorrente direto por uma vaga na Libertadores de 2018, no vestiário.

O comandante também falou sobre a situação de Bruno Silva. Mal na partida, ele foi muito vaiado e substituído por Rodrigo Pimpão. Ao deixar o campo, o volante fez um gesto de 'estou indo embora' com as mãos. Vale sempre lembrar que ele é um alvo do Cruzeiro para a próxima temporada. Ao término da partida, o meio-campista foi 'protegido' pelos companheiros e impedido de dar entrevista pelos colegas de time.

- Não vi o lance, mas sei que ele estava com a cabeça quente. Depois eu verei e dou a minha opinião. O meu grupo é corporativista, assim como vocês (jornalistas) também são. Eles estão sempre juntos - opinou Jair.

Por fim, ele explicou a entrada de Guilherme na vaga do contestado Rodrigo Pimpão, que agora chega a 16 jogos sem marcar pelo time. O curioso é que o novo 'titular', pedido antigo da torcida, também não foi bem. Ele chegou a ser vaiado, protagonizou uma péssima finalização, mas foi mantido até o final do jogo.

- Pimpão vinha em uma situação de muita cobrança. Ele ficou muito chateado com as vaias do último jogo e resolvi preservá-lo colocando o Guilherme. Não o tirei porque precisava vencer o jogo e não tinha outras opções. Eu só coloco dois laterais com o time já à frente do placar - explicou Jair Ventura, que poupou Victor Luis. Ele ficou no banco, com um entorse no tornozelo esquerdo.

Apesar do revés, o Botafogo segue em sexto no Brasileirão, com 51 pontos. No próximo domingo, o Glorioso visita o São Paulo, no Pacaembu, em jogo da 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

'Não tem explicação': Rueda vê dificuldades para analisar péssimo momento do Flamengo

Saiu no Lance:

É difícil de explicar e também de entender. O péssimo momento do Flamengo é uma incógnita até mesmo para o treinador Reinaldo Rueda. Após a derrota de 1 a 0 para o Coritiba, nesta quinta-feira, no Couto Pereira, o treinador foi questionado sobre o que está acontecendo, mas não encontrou palavras para decifrar este enigma.
- Creio que este momento não tem nenhuma explicação. Tudo passa pela realidade, pelo momento de cada um dos jogadores e da equipe. Inicialmente, a bola parada virou uma situação que não tem explicação - disse o treinador, que crê, em partes, num problema psicológico.

- O Flamengo tenta, coloca o seu futebol, mas não tem contundência para sustentar o resultado. Há uma parte mental difícil de explicar por toda a pressão, por toda a responsabilidade. Creio que isso se repetiu. Perdemos jogadores importantes, sobretudo a ausência do Réver na defesa - lembrou.

Mais uma vez, o Flamengo dominou boa parte do jogo, teve mais posse de bola, porém não conseguiu furar o bloqueio adversário. O problema já virou rotina e incomoda a todos no clube.

- Tem a virtude do rival, que se fecha. Mas, infelizmente, não conseguimos o resultado como visitante - comentou o técnico colombiano.

O Flamengo volta a treinar na tarde desta sexta-feira, no Ninho do Urubu. No domingo, o time carioca recebe o Corinthians na Ilha do Urubu.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

MARQUETEIRO DELATOR É PEÇA CHAVE NA QUADRILHA CARIOCA


Jorge Oliveira

Barra de São Miguel, AL- O marqueteiro Renato Pereira detonou o PMDB fluminense. Não sobrou um só dos seus clientes que ele tenha poupado para se salvar da cadeia. Entregou também os amigos de quem foi sócio nas campanhas de Cabral, Pezão e Eduardo Paes. Desses políticos, Pereira não só recebeu milhões de reais durante as eleições como prestou serviço ao governo em conluio com as agências de propaganda. Ou seja: Renato Pereira foi um dos artífices de toda bandidagem que se instalou no Rio para roubar o dinheiro da população. Flagrado, fez acordo de delação, mas o ministro do STF, Ricardo Lewandowski, desfez o acerto entre ele e o Ministério Público. Agora o marqueteiro corre o risco de passar um bocado de tempo no xadrez se for condenado.

Com homenagem a Guerrero, Peru vence e leva última vaga para a Copa

O Peru está de volta à Copa do Mundo após 38 anos. Em uma partida emocionante em Lima, na madrugada desta quarta para quinta-feira, os peruanos venceram a Nova Zelândia por 2 a 0, pelo segundo jogo da repescagem das Eliminatórias para o Mundial da Rússia, e garantiram sua classificação na última vaga do torneio.

Horas antes da partida, a emoção já tomava conta dos presentes no Estádio Nacional de Lima. Sem disputar uma Copa do Mundo desde 1982, a torcida compareceu em peso e alguns já se comoveram antes de a bola rolar, com a chegada da bandeira do país, trazida por um helicóptero.

Maior ídolo da torcida, Paolo Guerrero, suspenso por doping, não pôde atuar, mas foi um dos personagens do confronto. Além de seu nome estar estampado em diversas camisas nas arquibancadas, o camisa 9 também figurou no uniforme de aquecimento de todos as atletas, que homenagearam o jogador com uma imagem do companheiro e os dizeres “Força, Paolo!”.

Corinthians vira para cima do Flu e é campeão



Foi a virada da doideira!

Quarta força do estado?

Não!

O Corinthians é heptacampeão brasileiro.

E foi no melhor estilo corintiano: na raça, com a torcida empurrando. E de virada! O time de Fábio Carille saiu atrás no placar, mas conseguiu vencer o Fluminense por 3 a 1 na Arena e confirmou matematicamente o título.

O zagueiro Henrique colocou o Flu na frente, mas Jô, agora artilheiro da competição, marcou duas vezes de cabeça para garantir o triunfo. Jadson, que entrou muito bem na partida, definiu o placar.

Assim, o time que começou o ano desacreditado chega aos 71 pontos no Brasileirão e já não pode ser alcançado por mais ninguém.

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Candidatura de Damasceno...


Crônica do amanhecer

Hélcio Silva

(15 / 11 / 2017)

Não tenho medo dos sábios; temo os espertos!... Os sábios te ensinam, os espertos te enganam. O sábio é o mestre que ensina o caminho do bem; o esperto é o atrevido malicioso que te engana: é a alma de um satanás que se esconde na malícia...

Em 2006, articulei minha candidatura pelo PTC ao Senado da República. Trabalhei esta candidatura durante quase um ano, com incentivo dos holandas.

Na convenção partidária, aos gritos e aplausos dos holandistas, eu era incentivado, a cada pausa do meu discurso, com palmas de mãos edivaldistas... E eu não sabia, no entanto, até aquele momento, tratar-se de energia “enganativa” comandada por holandão..., tudo orquestrado pela cúpula do partido que ele ainda hoje comanda.

E o Holandão gritava, para a plateia repetir: Hélcio! Hélcio!!!... - gritava quase sem parar!...

Perdi a convenção, com um resultado vergonhoso, pior, em proporção, que os 7 x 1 da Alemanha: Os holandas armaram tudo...

Não posso, todavia, dizer que não tenha sido avisado.

Dois dias antes da convenção, o deputado Manoel Ribeiro me avisou: “Edivaldo vai te enganar. Ele está negociando com outra candidatura, já foi tudo acertado...”

Não acreditei em Manoel e fui pra convenção... Deu no que deu...

No dia seguinte, Edivaldo telefonou várias vezes para a minha residência, até que eu decidi atender, com a minha cara fechada e desaforo na língua. Disse coisas que até as coisas duvidam... Acabamos por concordar um encontro num restaurante na Ponta d’Areia.  No encontro presencial, ele propôs que eu poderia ser candidato a deputado federal com apoio dele e do partido (Ele é o dono do partido - PTC)...

Quase o mandei a p...., mas preferi ter calma, pensar e dizer-lhe:

- Não me preparei para ser deputado; preparei-me para ser Senador.

Vejo, hoje, desfrutar, no cenário político maranhense, uma nova candidatura ao Senado Federal pelo Maranhão. Trata-se do Dr. João Damasceno, advogado, professor, historiador, jurista, poeta, escritor, intelectual de vasta cultura. Não tem ligação com nenhuma linha pobre do poder político dominante. Foi vereador e está preparado para o elevado cargo de Senador da República...

Avante, companheiro!

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Canadá abriga conferência sobre operações de paz das Nações Unidas

Encontro, de dois dias, será aberto nesta terça-feira em Vancouver; mais de 500 participantes de cerca de 80 países devem comparecer ao evento, incluindo ministros da Defesa; chefe das Operações de paz, Jean-Pierre Lacroix, representará secretário-geral.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.


Começa nesta terça-feira, em Vancouver, no Canadá, uma conferência de dois dias sobre operações de manutenção da paz das Nações Unidas. O encontro é organizado pelo governo canadense em parceria com os departamentos da ONU de Operações de Paz e de Apoio ao Terreno.

Ficar entre Lula e Bolsonaro é coisa do inferno!


Minha pequena crônica das 11

Hélcio Silva

(14 / 11 / 2017)

Minha avó dizia sempre, lá pelas décadas de 50, que a pior coisa do mundo é despacho na encruzilhada...

Hoje, não há mais isso. Mas, coisa pior acontece em série nesses tempos novos de hoje...

Existe coisa pior, para o povo brasileiro, que aturar – aguentar - por mais 4 ou 8 anos um Lula presidente?... Ou ter que passar 4 ou 8 anos  de um governo Bolsonaro?...  Existe encruzilhada pior que esta?... Ficar entre Lula e Bolsonaro é coisa do inferno!

O Brasil não merece..., com certeza...

             Fora Lula!... Fora Bolsonaro!...



Fomos Roubados


Minha crônica das 10 horas

Hélcio Silva

(14 / 11 / 2017)

Violência urbana, quase guerra civil; violência no campo, onde o trabalhador rural não tem vez e é esmagado pela violência...

Violência!... Violência!...

Desigualdades sociais agudas, cruéis, injustas e perversas...

Um País que não investe em Segurança, Saúde, Educação... Um País pressionado por graves problemas sociais, hoje assistindo o desespero de milhões desempregados: 14 milhões!...

Vergonha Nacional!!!...

O Brasil enfrenta a maior crise moral de sua história, com o desfile interminável de políticos 
ladrões roubando a Pátria... E roubaram!... Roubaram mesmo!...

Nem todos os políticos são ladrões: há políticos honestos, mas são poucos!...

Infelizmente, a Nação Brasileira foi sangrada, torturada pelo roubo..., onde organizações criminosas, comandadas por lideranças de políticos desonestos, roubaram milhões de brasileiro...

Quebraram o Brasil... E ainda muitos dos ladrões que roubaram pensam continuar na cúpula do poder...

Podre Poder!... Podres poderes!...

Que pena!

Hoje é um dia tão diferente...


Minha crônica das 8:30 horas

Hélcio Silva

(14 / 11 / 2017)

Hoje é um dia tão diferente; pois, nem sei mesmo o que não é diferente nele... Pois /  pois, assim é!...

Aciono a chave da memória e vou ao passado..., e volto: nada muda!... Continua tudo diferente... O ontem não é igual ao hoje; mas no hoje é tudo também diferente, entre os tudo do hoje de hoje...

Um beija-flor, beijando a flor, parece ser igual no ontem e no hoje... Mas não é!...

Ué!... Não é?...

Não... Não é...

Lembro agora meu cachorro... Meu primeiro cachorro de quando eu tinha meus 9 anos... 

Ele tinha memória!

E até escrevi uma crônica para ele, no ano passado...

Leiam a crônica sobre meu Vira-lata:

Meu vira-lata tinha memória

Crônica do amanhecer

Por Hélcio Silva

(27/02/2016)

Os animais têm alma? Eles reencarnam?

São temas ainda em debates, estudos e pesquisas...

Sei que eles amam, têm sentimentos.

Lembrei, nesta sábado, de meu primeiro cão... Era um vira-lata!

Eu era menino de meus 9 anos e comecei a chamá-lo de branquinho. Ele quase não atendia... Mas foi meu primeiro grande amigo!... Companheiro...

Certa vez, lembro bem, ele estava lambendo um montinho de cinzas mortas, daquelas onde não havia mais brasa nem resto de foguinho agonizante...

Dei um grito: lambe-cinza!...

Ele deu um pulo..., e ele fez uma festa de alegria, pulando pra cima de mim...

Daquele momento para frente, ele só atendia pelo nome de lambe-cinza...

Meu vira-lata tinha memória.