Busca

quinta-feira, 21 de março de 2019

Com Greca, Ratinho anuncia incentivos para a produção de veículos elétricos


A segunda edição do Smart City Expo Curitiba 2019 começou nesta quinta-feira (21/3) com o anúncio inédito no país de uma inovação no campo da energia limpa, conservação ambiental e de transportes.

O governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, assinou a isenção do IPVA à circulação de veículos elétricos e híbridos e um despacho ao Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) para a isenção de ICMS a veículos com propulsão elétrica.

Também assinaram com o governador, o chefe da Casa Civil do Estado, Guto Silva, o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, e Roberto Marcelino, do Icities.

"Viemos lançar hoje esta inovação com o prefeito Rafael Greca e todos os prefeitos do Brasil para que o Paraná e Curitiba estejam na vanguarda da tecnologia" afirmou o governador. A ideia, segundo ele, é baseada em solução aplicada nos Estados Unidos.

"Curitiba e o Paraná têm no seu DNA a inovação. É uma alegria ter um evento como este aqui na nossa cidade. Não poderia deixar de participar desta feira juntamente com o prefeito Rafael Greca e vários prefeitos do Brasil presentes", afirmou o governador.

"Este é um governador à altura do Paraná, que já tem a energia mais limpa do mundo com as hidrelétricas e agora avança nas novas tecnologias", destacou Greca.

Ratinho Junior também destacou que o Governo do Estado lançou o aplicativo de monitoramento de estudantes, para que os pais possam acompanhar a presença dos filhos na escola, e o Uber do Trabalho, um portal de prestadores de serviços.

"Estamos trabalhando para que o Paraná seja referência para o Brasil e o mundo. Para ser um Estado moderno é importante a inovação no setor público", completou o governador.


Curitiba: Flexibilização para contrato de servidor temporário pronta para plenário


A proposta de emenda à Lei Orgânica do Município (LOM) que flexibiliza a contratação de funcionários temporários para o serviço público está pronta para votação no plenário da Câmara Municipal de Curitiba (CMC). Nesta quarta-feira (20), a Comissão Especial instalada para analisar a matéria, aprovou parecer favorável ao trâmite, elaborado por Bruno Pessuti (PSD).

Protocolado em outubro pela Prefeitura de Curitiba, o projeto (001.00003.2018) suprime trecho da LOM que proíbe a contratação de temporários para “atividades que possam ser regularmente exercidas por servidores públicos” e fixa o processo seletivo simplificado (PSS) como forma de ingresso para essas contratações, “ressalvados os casos de situação de emergência, calamidade pública, combates a surtos epidêmicos e campanhas de saúde pública de caráter eventual”. Essas duas últimas situações serão incluídas na Lei Orgânica, que apenas cita calamidade pública.

DISPUTA PELA PREFEITURA DE CURITIBA JÁ ESTÁ NA TELA: QUATRO CANDIDATOS EMPATADOS, SEGUNDO PESQUISA...

Deu no Portal Banda B

Quatro nomes aparecem empatados na disputa pela prefeitura de Curitiba em 2020

O Paraná Pesquisas entrevistou 904 eleitores curitibanos entre os dias 16 e 20 de março. A margem de erro é de 3,5 pontos porcentuais.


A eleição para prefeito de Curitiba irá acontecer daqui a 14 meses e já há nomes como prováveis candidatos ao cargo. De acordo com um levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, divulgado nesta quinta-feira (21), quatro nomes aparecem tecnicamente empatados na disputa: o atual prefeito Rafael Greca (PMN); o deputado federal Gustavo Fruet (PDT); o secretário estadual de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost (PSD); e o deputado estadual Fernando Francischini (PSL). A margem de erro é de 3,5 pontos porcentuais.

Ministério Público do Maranhão e Polícia Civil cumprem mandado de busca e apreensão em Timbiras e Coroatá

Operação foi motivada por contratação irregular de empréstimos para idosos


O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), do Ministério Público do Maranhão, e a Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor), da Polícia Civil, cumpriram mandado de busca e apreensão, na manhã desta quinta-feira, 21, nos escritórios da empresa Promotora Bom Jesus e nas residências dos proprietários Francinete de Sousa Dantas e Francisco Alves Pereira e da funcionária Samara da Silva dos Santos.

Os escritórios e as residências estão localizados nos municípios de Timbiras e Coroatá. Foram apreendidos cartões bancários, computadores, celulares, contratos de empréstimos, documentos pessoais, entre outros itens.

O Ministério Público do Maranhão ajuizou Ação Civil Pública, em 12 de março, contra o Estado do Maranhão e a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), devido à poluição ambiental provocada pelo Hospital Macrorregional de Coroatá.


O Ministério Público do Maranhão ajuizou Ação Civil Pública, em 12 de março, contra o Estado do Maranhão e a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), devido à poluição ambiental provocada pelo Hospital Macrorregional de Coroatá. Pertencente ao Estado, o hospital é administrado pela empresa. A manifestação foi proposta pelo promotor de justiça Luís Samarone Batalha Carvalho.

De acordo com a apuração da 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Coroatá, a unidade despeja diariamente dejetos sanitários e resíduos na área onde está situado o prédio hospitalar, pondo em risco a saúde dos pacientes e dos moradores do entorno do hospital.

Ex-prefeita Suely Torres Pereira denunciada pelo Ministério Público do Maranhão

MATÕES - MPMA oferece Denúncia contra ex-prefeita por crime ambiental

O Município de Matões e a ex-prefeita Suely Torres Pereira foram denunciados pelo Ministério Público do Maranhão, no último dia 12 de março, pela prática de crime ambiental. Por meio de um procedimento investigatório da Promotoria de Justiça de Matões, embasado em laudo de vistoria da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), de 2016, foi constatado o lançamento de resíduos sólidos a céu aberto no povoado Mangueira, sem qualquer tipo de tratamento adequado.

Devido à conduta, a ex-prefeita poderá ser condenada à pena de reclusão de um a cinco anos, conforme está previsto na Lei nº 9.605/98, que dispõe sobre as sanções decorrentes das atividades lesivas ao meio ambiente. Além disso, a Lei nº 12.305/2010 proíbe a disposição final de resíduos sólidos, com lançamento in natura, a céu aberto.

O Município de Matões também está sujeito a sanções penais e administrativas, independentemente da obrigação de reparar os danos causados, de acordo com a Constituição Federal.

Ao mencionar o laudo da Sema, a promotora de justiça Patrícia Fernandes Gomes Costa Ferreira, titular da Promotoria de Matões, informou que são depositadas no povoado, em média, 20 toneladas de lixo, como resíduos domiciliares, industriais, da construção civil, podas de árvore, varrição, pneus, eletrodomésticos, entre outros.

“Essa descarga inadequada dos resíduos pode ocasionar a poluição do solo e das águas subterrâneas, comprometendo os recursos hídricos, já que não são feitos nem o preparo do solo e nem o tratamento dos efluentes líquidos derivados da composição do lixo”, observa a representante do Ministério Público.

AÇÕES CIVIS

Em razão dessa conduta, o Ministério Público já havia ajuizado, em 2014, duas Ações Civis Públicas (de obrigação de fazer contra o Município de Matões e por improbidade administrativa contra a ex-prefeita Suely Pereira). Na primeira ação, foi requerida a condenação do Município para realizar a destinação e disposição final ambientalmente adequadas, sem prejuízo da implantação do Plano Municipal de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos.

Michel Temer é preso pela Lava Jato; PF faz buscas por Moreira Franco

Mandados foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da Justiça Federal do Rio de Janeiro. Procurada pela G1, a defesa do ex-presidente não atendeu.

G 1

O ex-presidente Michel Temer foi preso em São Paulo na manhã desta quinta-feira (21) pela força-tarefa da Lava Jato. Os agentes ainda tentam cumprir mandados contra Moreira Franco, ex-ministro de Minas e Energia e mais seis pessoas, entre elas empresários.

Preso, Temer será levado para o Aeroporto de Guarulhos, onde vai embarcar em um voo e será levado ao Rio de Janeiro em um avião da Polícia Federal. O ex-presidente deve fazer exame de corpo de delito no IML em um local reservado e não deve ser levado à sede da PF de São Paulo, na Lapa.

Os mandados foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, responsável pela Lava Jato no Rio de Janeiro.

Desde quarta-feira (20), a PF tentava rastrear e confirmar a localização de Temer, sem ter sucesso. Por isso, a operação prevista para as primeiras horas da manhã desta quinta-feira atrasou.
O G1 ligou para a defesa de Temer, mas até as 11h25 os advogados não haviam atendido a ligação. Ainda não está claro a qual processo se referem os mandados contra Temer e Moreira Franco.

O ex-presidente Michel Temer responde a dez inquéritos. Cinco deles tramitavam no Supremo Tribunal Federal (STF), pois foram abertos à época em que o emedebista era presidente da República e foram encaminhados à primeira instância depois que ele deixou o cargo. Os outros cinco foram autorizados pelo ministro Luís Roberto Barroso em 2019, quando Temer já não tinha mais foro privilegiado. Por isso, assim que deu a autorização, o ministro enviou os inquéritos para a primeira instância.

Entre outras investigações, Temer é um dos alvos da Lava Jato do Rio. O caso, que está com o juiz Marcelo Bretas, trata das denúncias do delator José Antunes Sobrinho, dono da Engevix. O empresário disse à Polícia Federal que pagou R$ 1 milhão em propina, a pedido do coronel João Baptista Lima Filho (amigo de Temer), do ex-ministro Moreira Franco e com o conhecimento do presidente Michel Temer. A Engevix fechou um contrato em um projeto da usina de Angra 3.
Michel Temer (MDB) foi o 37º presidente da República do Brasil. Ele assumiu o cargo em 31 de agosto de 2016, após o impeachment de Dilma Rousseff, e ficou até o final do mandato, encerrado em dezembro do ano passado.

Eleito vice-presidente na chapa de Dilma duas vezes consecutivas, Temer chegou a ser o coordenador político da presidente, mas os dois se distanciaram logo no começo do segundo mandato.

Formado em direito, Temer começou a carreira pública nos anos 1960, quando assumiu cargos no governo estadual de São Paulo. Ao final da ditadura, na década de 1980, foi deputado constituinte e, alguns anos depois, foi eleito deputado federal quatro vezes seguidas. Chegou a ser presidente do PMDB por 15 anos.

Oh, yes, nós temos bananas


Edson Vidigal


Repare bem no macaco. No reino em que sendo apenas súdito parece o mais disposto, alegre e feliz.

O leão proclamado o rei desfila sua juba sem graça alguma. E quando arreganha os dentes, fingindo sorrir, não é nada cordial.

O rei e sua entourage farejam sangue em carne viva.

O macaco, não. O macaco é vegano. Apaixonado por banana.

Da dieta dos macacos, de cuja espécie, aliás, dizem, descendemos, inferiu-se o quanto dependeríamos, e dependemos, sim, e muito, da banana como alimento.

Macaco não tem pressão alta nem prisão de ventre. Nem AVC, leia-se acidente vascular cerebral, nem câncer, nem Parkinson, nem depressão. Se não lhe faltar banana, tudo bem.

Ele vai acabar com a cidade




Bom dia meus amigos e minha amigas,

Deus abençoe a todos!

Minha pequena crônica da manhã

Hélcio Silva

Acordei com um frio dos bons, um frio aconchegante, suave!

Sento-me à mesa do café, um bolinho de tapioca com manteiga real e pedaços de queijo fazem parte do cardápio!

De repente chega Daniel de La Touche, meu velho companheiro de 1612. 

Mais tarde chegou o almirante François de Rosely, sentando-se também, à mesma mesa, de frente para Daniel.

Em voz suave, Daniel pergunta:

- Quando vai terminar o mandato deste atual prefeito da cidade?

E eu tentei responder, porém, Daniel se adiantou:

- Porque se demorar muito, ele acaba com a cidade...

E Rosely, mastigando o gostoso bolinho de tapioca, completou:

- Verdade!

Até mais ver meus amigos...

Depois conto mais da história...


Esta é minha cidade: praça Gonçalves Dias!

Eu sou filho do Mar!


Até mais ver!!!!

POR LAVAGEM DE DINHEIRO E TRÁFICO DE INFLUÊNCIA, LULA NOVAMENTE

Luís Cláudio, filho de Lula, também envolvido

PF indicia Lula e filho por lavagem e tráfico de influência


A Polícia Federal indiciou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seu filho, Luís Cláudio por supostos crimes de lavagem de dinheiro e tráfico de influência. A investigação, que é abastecida pela delação da Odebrecht, mira pagamentos à empresa de marketing esportivo Touchdown, de propriedade de Luís Cláudio. Segundo a PF, a empresa teria recebido R$ 10 milhões em alguns anos 'apesar de seu capital social de R$ 1 mil'.

As informações foram reveladas pelos repórteres Bruno Tavares e Robinson Cerântula, da TV Globo, e confirmadas pelo Estado.


quarta-feira, 20 de março de 2019

Ex-deputado Domingos Brazão é citado pela PF como ‘possível mandante’ da morte de Marielle

Por Jovem Pan


O ex-deputado estadual Domingos Brazão, do Rio de Janeiro, é citado pela Polícia Federal como um dos “possíveis mandantes” do assassinato da vereadora carioca Marielle Franco (PSOL). A informação é dos jornalistas Flávio Costa e Sérgio Ramalho, do portal UOL.

Duas pessoas ligadas à investigação confirmaram que o ex-emedebista é um dos alvos de procedimento instaurado pela Delegacia de Homicídios do Rio.

Em julho do ano passado, Domingos Brazão prestou depoimento à polícia e negou participação no crime. Marielle Franco foi morta em março de 2018, ao sair de um evento no Rio. O carro em que ela estava sofreu uma emboscada e foi atingido por diversos disparos de arma de fogo. O motorista, Anderson Gomes, também morreu na ocasião.

URGENTE! KAJURU REBATE AMEAÇA DE GILMAR MENDES EM CALAR SENADOR E DÁ RESPOSTA ARREBATADORA NO SENADO

Veja, aqui, no blog, o vídeo em que o senador Jorge Cajuru, no Senado Federal, se defendo das ameaças do ministro Gilmar Mendes...


Kajuru ataca Gilmar mendes, que pede providências do STF

Parlamentar acusa ministro do STF de vender sentenças e ter sociedade com ex-governadores que respondem a ações na Justiça

COLUNA DO FRAGA

Paulo Lima, do R7

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, encaminhou no início da noite desta terça-feira (19) ofício ao presidente da Corte, Antonio Dias Toffoli, pedindo providências contra o senador Jorge Kajuru (PSB-GO). A informação foi confirmada pelo R7.

O vídeo de uma entrevista de Kajuru à rádio Bandeirantes, em que o senador acusa Gilmar Mendes de “vender sentenças”, viralizou nas redes sociais. O senador diz que o ministro terá que prestar depoimento na CPI da Lava Toga.

“Queremos saber como você tem 20 milhões de patrimônio. De onde tirou? De Mega Sena? Herança de quem? Foram das sentenças que você vendeu, seu canalha”, disse Jorge Kajuru.

Em outro trecho da entrevista, o senador afirma que o ex-governador do Paraná, Beto Richa, preso pela terceira vez nesta terça-feira, e Gilmar Mendes são sócios.“Beto Richa é sócio dele, Aécio Neves é sócio dele, o Marconi Perillo é sócio dele”.

terça-feira, 19 de março de 2019

BETO RICHA VOLTOU A SER PRESO




Beto Richa, ex-governador do Paraná, voltou a ser preso. Ele é acusado de corrupção em desdobramento da operação Quadro Negro, que apura desvios de dinheiro público na construção de escolas no Paraná.

Também foram presos Ezequias Moreira, ex chefe do Cerimonial, e o empresário Jorge Atherino.

O Gaeco faz busca e apreensão em imóveis da família Richa.

Palocci fala em depoimento sobre propina na compra de helicópteros franceses

Li nesta manhã no MSN Notícias:



O ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci admitiu à Justiça que houve pagamento de propina na compra de helicópteros e submarinos franceses em 2008. Na época, o Brasil assinou com a França acordos que firmavam a aquisição de 50 helicópteros e 5 submarinos.

De acordo com Palocci, os desvios foram combinados pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o então presidente francês Nicolas Sarkozy.

As afirmações foram feitas durante 1 depoimento de Palocci na manhã desta 2ª feira (18.mar.2019) para o juiz Vallisney de Souza, da 10ª Vara Federal de Brasília.

A ação em que Palocci é testemunha investiga uma suspeita de irregularidades na compra de aviões caças suecos pelo governo. Apura também a edição de uma medida provisória que concedeu incentivos fiscais para montadoras de carros.

No entanto, de acordo com o ex-ministro, ele não tem informações sobre esta ação porque quando a compra foi efetuada ele não estava mais à frente da Fazenda.

Apesar de não saber sobre os caças suecos, Palocci falou sobre irregularidades na negociação de helicópteros com franceses. De acordo com ele, em uma reunião feita em 2007 entre Lula e Sarkozy foram tratados de “ilícitos que se consubstanciaram depois no pagamento de propina no projeto de submarinos e helicópteros”.