Busca

sábado, 19 de novembro de 2016

ONU preocupada com falta de saneamento básico global

Organização quer ação internacional para atacar crise de saneamento geralmente ignorada; iniciativa é para marcar o Dia Mundial do Toalete, este 19 de novembro.


Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A ONU quer uma ação internacional para atacar a crise de saneamento global que é "muito ignorada" em todo o mundo.
A iniciativa marca o Dia Mundial do Toalete, este 19 de novembro. A ideia é mostrar também o impacto do saneamento, ou da falta dele, sobre os meios de subsistência e ambientes de trabalho.

Doenças

As Nações Unidas afirmam que a data é importante para conscientizar a humanidade sobre os 2,4 bilhões de pessoas que vivem sem acesso a um banheiro.
Além disso, a ONU quer mostrar os índices de doenças causadas pelo acesso inadequado ao saneamento e consumo de água poluída.
Este ano, o tema para marcar a data é: "toalete e empregos" e o foco está em revelar como a falta de saneamento impacta a vida das pessoas. Segundo dados das Nações Unidas, isso causa uma perda de até 5% do Produto Interno Bruto do país.

O secretário-geral, Ban Ki-moon, afirmou que "o vaso sanitário tem um papel 
crucial na criação de uma economia forte".

Produtividade

Ele explicou que a falta de um toalete no local de trabalho ou em casa tem severas consequências de saúde que podem levar a falta ao trabalho, redução da concentração do funcionário, exaustão e também queda de produtividade".

Segundo a ONU, 17% das mortes no trabalho são causadas por transmissão de doenças. Isso serve de incentivo para as companhias investirem em acesso apropriado a saneamento com o objetivo de evitar perdas globais de US$ 260 bilhões por ano.

Ban afirmou que "cada dólar investido em água e saneamento gera US$ 4,00 em retorno econômico".

Para ele, o investimento em toaletes é especialmente importante para mulheres e meninas, que poderão ter instalações seguras e limpas para usar.

O secretário-geral disse ainda que o acesso a toaletes é crucial para a implementação do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 6, que determina água limpa e saneamento básico para todos.

Nenhum comentário: