Busca

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Roubo na Petrobras poderia dar casa e escola para milhões de brasileiros, calcula Rossoni

Êta meu Brasil...  A roubalheira foi grande!...

"Não é possível que, mais uma vez, ninguém soube e ninguém viu lá no Palácio do Planalto. É muito tempo e muita roubalheira para não se perceber", disse o deputado federal Valdir Rossoni  



O deputado federal Rossoni (PSDB-PR) ficou indignado ao tomar conhecimento dos números do balanço da Petrobras que escancararam um prejuízo de R$ 21,5 bilhões em 2014 e a estratosférica sangria de R$ 6 bilhões com corrupção. “Essa fortuna desviada da Petrobras encheu os bolsos de uma quadrilha de corruptos, estraçalhou a imagem da empresa e, pior do que tudo, o roubo bilionário entra como prejuízo para ser pago pelo povo.”       
O que mais revolta o deputado é a constatação de que todo esse dinheiro poderia ter melhorado em muito a vida daqueles brasileiros que de fato precisam. Para exemplificar, Rossoni um cálculo aproximado e chegou à conclusão de que o desvio de R$ 6 bilhões daria, por exemplo, para construir 260.000 casas populares e seria possível manter 13.380 escolas de ensino fundamental para atender 6 milhões de alunos.
“Essa notícia foi mais uma pancada na crença do contribuinte, que já está pagando caro pela má gestão do governo de Dilma Rousseff e sente no bolso a disparada da inflação”, disse o parlamentar. “Foi por causa disso que o governo federal não cumpriu a lei e adiou por cinco meses a publicação do balanço da nossa maior empresa. Estava escondendo o que todo mundo sabia e agora está aí apresentado como mais uma página triste da nossa história”, afirmou.
Rossoni concorda com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e com o senador Aécio Neves sobre a possibilidade de abertura de processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff se comprovada a conivência do governo com toda essa série de falcatruas. Ele lembra que o PSDB acha que os deslizes do governo petista seguiram em 2015. "Não é possível que, mais uma vez, ninguém soube e ninguém viu lá no Palácio do Planalto. É muito tempo e muita roubalheira para não se perceber", afirma.

Nenhum comentário: