Busca

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

O grito de Ana Amélia, lá do Rio Grande do Sul


Ontem, no inicio da noite, publiquei a matéria... Digamos que foi o grito da jornalista e senadora Ana Amélia, lá do Rio Grande do Sul, anunciando, da tribuna do plenário do senado, a sua lamentação de que o país (o nosso querido Brasil) perdeu 572 mil empregos de janeiro a agosto deste ano.
Isso é muito grave e reflete o desastre do governo petista... Alguém leu?
Pois bem, disse a senadora, em seu discurso:
- O pior é que as perspectivas não são nada boas, pois os especialistas estimam que, em dois anos, dois milhões de brasileiros ficarão desempregados -.
Em seu discurso no Plenário, afirmou ainda a senadora “que, em seu estado, o desemprego subiu para quase 6 % no segundo trimestre do ano. Como consequência, somente na cidade de Caxias do Sul, por exemplo, 200 operários pedem diariamente o seguro-desemprego.”
Diz mais a senadora Ana Amélia na matéria publicada na Agência Senado e no meu blog:  
- Essa situação do desemprego, da paralisação econômica, é a situação mais dramática deste momento que nós estamos vivendo. O efeito dessa desaceleração é mais crise social -.
Para Ana Amélia, a crise no Rio Grande do Sul se agravou com as enchentes e geadas de granizo que prejudicaram bastante a agricultura gaúcha, provocando perda da safra de trigo e da produção de uva e outras frutas.
A senadora ainda contou que esteve em Caixas do Sul discutindo com os micro, pequenos e médios empresários locais o projeto de lei que aumenta o teto de faturamento das empresas para enquadramento no programa Simples Nacional para R$ 14,4 milhões.

Nenhum comentário: