Busca

sábado, 5 de novembro de 2016

Sabem quem foi Paulo Freire?



Fonte – EBC

“Eu sou um intelectual que não tem medo de ser amoroso”. Essa frase tão delicada é de Paulo Freire. Você já ouviu falar dele? Provavelmente você conhece algumas escolas que levam seu nome, porque são mais de 300 instituições de ensino chamadas Paulo Freire espalhadas pelo Brasil. Mas o que levou Paulo Freire a ser tão importante?

Ele nasceu em Recife no dia 19 de setembro de 1921. Foi alfabetizado em casa, pelos próprios pais, escrevendo com gravetos na terra do quintal. Com o tempo, sua paixão por ensinar o tornou um dos maiores educadores do Brasil. Ele desenvolveu um método de alfabetização de adultos, na década de 1960, que valorizava a bagagem pessoal e a realidade que cada aluno trazia para a sala de aula.

Mas isso era muito diferente do que se costumava fazer com adultos analfabetos no Brasil naquela época. Valorizar as experiências dos alunos? O que é isso? Por causa de suas ideias – consideradas subversivas – Paulo Freire foi preso por 72 dias. Ele teve que viver exilado no Chile durante anos. Morou também nos Estados Unidos e na Suíça.

Já de volta ao Brasil, suas experiências foram colocadas em prática quando foi nomeado secretário de educação da cidade de São Paulo, em 1989. Durante os dois anos e meio de sua gestão à frente da secretaria, ele promoveu uma verdadeira revolução, como relembra a deputada Luíza Erundina, do PSB de São Paulo, que era prefeita na época.

"Eu diria que foi uma verdadeira revolução na Educação da cidade, que ainda hoje tem reflexos bastante positivos por parte dos educadores, dos funcionários da Educação na cidade, das próprias comunidades, que tiveram um envolvimento muito grande na política de Educação, na vida das escolas, na gestão do programa de ensino-aprendizagem."

Paulo Freire escreveu dezenas de livros, traduzidos para mais de 40 idiomas. Recebeu o título de Doutor Honoris Causa de 27 universidades espalhadas pelo mundo. Ganhou vários prêmios da área educacional, como o belga "Rei Balduíno para o Desenvolvimento" e o "Prêmio Unesco da Educação para a Paz".

Paulo Freire faleceu em São Paulo, no dia 2 de maio de 1997.

Nenhum comentário: