Busca

quarta-feira, 8 de março de 2017

Chefe da ONU diz que "direitos das mulheres são direitos humanos"



António Guterres fez a declaração para marcar o Dia Internacional da Mulher, esta quarta-feira, 8 de março; secretário-geral afirmou que elas continuam enfrentando discriminação e violência em todo o mundo.

Edgard Júnior, da ONU News em Nova Iorque.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou que os direitos das mulheres são direitos humanos.

Em declaração feita para marcar o Dia Internacional da Mulher, este 8 de março, Guterres afirmou que esta mensagem é ignorada, com frequência, em todo o mundo.

Discriminação

Guterres disse que as mulheres continuam enfrentando discriminação e violência, indo desde as salas de aula às salas de reuniões até os campos de batalha.

Falando em inglês, ele disse que está 100% comprometido com a promoção da liderança das mulheres e da igualdade de gêneros.

O chefe da ONU afirmou que o mundo está atravessando tempos difíceis e que milhões de mulheres e meninas estão na linha de frente.
.
Em artigo publicado em vários jornais pelo mundo, Guterres declarou que "posições de liderança ainda são majoritariamente ocupadas por homens, enquanto a lacuna econômica baseada no gênero se aprofunda em todo o mundo graças a "atitudes ultrapassadas e machismo".

O chefe da ONU disse que os direitos que as mulheres têm sobre seus corpos estão sendo questionados e enfraquecidos. Segundo ele, frequentemente, as mulheres são alvo de intimidação e assédio no mundo virtual e na vida real.

Violência

Nos piores casos, extremistas e terroristas constroem suas ideologias baseadas na submissão de mulheres e meninas e as escolhem para violência sexual e baseada no gênero, casamento forçado e escravidão virtual.

Guterres lembrou que o acesso das mulheres a serviços de saúde e educação tem benefícios para famílias e comunidades, que se estendem às gerações futuras. Um ano a mais na escola pode aumentar em até 25% a renda de uma menina no futuro.

Quando as mulheres participam plenamente da força de trabalho, são criadas oportunidades e crescimento.

Participação

O chefe da ONU disse que diminuir a diferença de gênero no emprego poderia adicionar 12 trilhões de dólares no PIB mundial até 2025.

Além disso, dar mais participação às mulheres em instituições públicas garante mais representatividade, aumenta a inovação, melhora o processo decisório e beneficia sociedades inteiras.

Guterres explicou que a igualdade de gênero é central para a Agenda 2030. O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável número 5 pede especificamente igualdade de gênero e empoderamento de todas as mulheres, e isto é central para o alcance de todos os 17 ODSs.


Nenhum comentário: