Busca

domingo, 2 de abril de 2017

Coluna do Jersan

RETRATO OFUSCADO



Politicamente, por culpa da maioria dos nossos representantes legais, no Congresso Nacional, nas Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais o Brasil passa pelo pior momento da sua história. Basta uma simples análise do comportamento nada recomendável e absolutamente inaceitável dessa maioria a que nos referimos - e que os leitores a conhece muito bem- para concluir que ela é a responsável por esse retrato ofuscado aqui e lá fora de um país gigante e amado, porém, vergonhosamente considerado um dos mais corruptos do mundo.    
Mas o leque da corrupção causadora dessa falta de credibilidade e fator de desconfiança da sociedade se abre agora e atinge em cheio tribunais de contas – como o do Rio de Janeiro – cujos conselheiros estão envolvidos em práticas de atos ilícitos e presos. É mais um escândalo que poderá alcançar outras instituições que tem como obrigação principal fiscalizar a aplicação do dinheiro público. A corrupção está nas universidades, nas casas legislativas, nos governos. São agentes públicos corruptos que não se contentam com os salários que recebem e metem a “mão grande” nos cofres da União, nos ministérios, dos Estados e dos Municípios, sem piedade, por que “a carne é fraca”? Perguntem aos dirigentes partidários...
O resultado é lastimável: o desemprego cresce, a confiabilidade nos governantes despenca e o povo sofre as conseqüências de toda essa canalhice que é praticada por esses poderosos, contra a União.

Nos tribunais de justiça e até no Supremo Tribunal Federal poderão surgir denúncias comprometendo os seus membros. O ex-governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, preso e sob investigação, acena para uma possível delação premiada, com o firme propósito de colocar o Poder Judiciário na berlinda. Caso isso venha a ocorrer, talvez, nem o Ministério Público escapará, porque a intenção de quem está no fundo do poço é colocar todos no mesmo espaço e mostrar que a corrupção está em todos os setores e que ninguém se safa desse caldeirão de água fervendo e suja.

Na sessão que os deputados cassaram o mandato de Eduardo Cunha ele foi claro ao afirmar que “hoje sou eu, amanhã serão vocês”. Lógico que ele sabe quem são os “companheiros” nessa aventura espúria de se beneficiar com o dinheiro da corrupção. Nas casas legislativas, na previdência social, nos correios, nos fundos de pensão, também existem indícios e em alguns casos até denúncia de roubo do dinheiro público. É o caos moral e ético atingindo em cheio essa gente que “não tem vergonha de ser rico”, à custa de um povo trabalhador que ama este país dilapidado por quem deveria zelá-lo e defendê-lo. Lamentável!

TRABALHO PELA RECUPERAÇÃO I
A prefeitura de São João Batista, por determinação do prefeito João Dominici está trabalhando para recuperar o tempo e os bens que foram surrupiados dela. A coluna teve acesso a um relatório da Secretaria de Educação mostrando como estava e como se encontra atualmente a situação da importante pasta: “         as escolas estavam completamente sucateadas – a maioria em estado depredada – e com a documentação desorganizada, sem informação; muitos professores e auxiliares administrativos estavam fora do espaço de trabalho; todos os conselhos em situação irregular; recursos provenientes do FNDE e outros, bloqueados por falta de prestação de contas e informações obrigatórias, por simples omissão da gestão anterior; os ônibus que deveriam transportar os estudantes danificados, parados e escolas construídas com recursos federais não tiveram a construção concluída.

TRABALHO PELA RECUPERAÇÃO II
Logo no primeiro mês da administração de João Dominici foi concedido reajuste salarial de 7,64% aos professores e junto ao governo estadual conseguiu a estruturação de três salas multifuncionais para atender crianças com necessidades especiais além de 84 (oitenta e quatro) aparelhos de ar condicionado, um curso de LIBRAS e um ônibus do Programa “Caminho da Escola”.
Através da SEMED a nova gestão assinou convênio com a Universidade Federal do Maranhão para a efetivação do curso de Letras direcionado à graduação dos professores municipais. Todas as carteiras escolares foram reformadas e a língua inglesa foi implantada no ensino fundamental nas escolas da sede, a princípio. 

CARA DE PAU
No Maranhão as rodovias estaduais e mesmo as federais sempre renderam bons lucros para os empresários do setor (alguns deles foram presos pela operação Lava Jato). Cobravam caro e realizavam péssimos serviços. A prova disso é o estado deplorável em que elas se encontram. O asfalto não dura dois períodos chuvosos intactas. Os buracos surgem em todo o leito das rodovias. E quando um prefeito se propõe diretamente ou através de convênios, asfaltar as ruas e avenidas de sua cidade, logo aparece empresa sem experiência técnica, sem equipamentos concorrendo nas licitações, com o claro propósito de atrapalhar o serviço.

Tem empresa que não dispõe sequer de um “carro de mão”, entra na concorrência apresentando uma planilha de preços bem abaixo do normal com a única intenção de prejudicar o município. Primeiro porque se ganhar não dá conta de realizar um trabalho a contento, segundo, exige aditivo e terceiro o caso esbarra geralmente na Justiça que demora encontrar solução para o caso. É muita cara de pau! E as estradas estão aí, de novo, precisando de recuperação imediata.

PAGAMENTO
Enquanto o governador Flávio Dino honra com a antecipação do pagamento do servidor estadual do mês de março,  o prefeito Edivaldo Holanda ainda não autorizou o pagamento dos Barnabés municipais e nem dá qualquer  satisfação. Essa pedra eu cantei antes da eleições de 2016. E agora eleitores???


Nenhum comentário: