Busca

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Gaeco faz operação e mira funcionários da Secretaria de Urbanismo em Curitiba

Foram expedidos oito mandados de prisão temporária, sete de condução coercitiva e 12 de busca e apreensão.

Do G1 PR

Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) realiza uma operação na manhã desta quinta-feira (1º) contra irregularidades na concessão de alvarás na Secretaria de Urbanismo de Curitiba. A ação batizada de "Al Barã", e as ordens judiciais estão sendo cumpridas na capital e em Colombo, na região metropolitana.

Por volta das 11h, em uma coletiva de imprensa, o coordenador do Gaeco, Leonir Batisti, comentou a operação. De acordo com as investigações, um grupo de pessoas ligadas a funcionários já demitidos da secretaria teria recebido vantagens indevidas para facilitar trâmites burocráticos para liberação de alvarás e licenciamentos e transferência de imóveis.

A operação investiga se essas pessoas interferiam nas autorizações ou se apenas solicitavam e recebiam dinheiro para auxiliarem nas liberações. Conforme o Gaeco, as irregularidades ocorreram no segundo semestre de 2016.

Ao todo, foram expedidos oito mandados de prisão temporária, sete de condução coercitiva, que é quando a pessoa é levada para prestar depoimento, e 12 de busca e apreensão. Entre os alvos estão ex-funcionários, funcionários, intermediários e particulares. 

Um dos mandados de condução é contra o ex-secretário municipal da Copa do Mundo de 2014 Reginaldo Cordeiro.

Os investigados devem responder pelos crimes de associação criminosa, concussão, 
corrupção ativa, corrupção passiva e tráfico de influência.

O secretário de urbanismo Marcelo Ferraz Cesar disse que a Prefeitura de Curitiba está colaborando com as investigações. "Antes de assumirmos a gestão já haviam ruídos e boatos que existiam casos anômalos dentro da aprovação de projetos ou liberações. Nós estamos colaborando de maneira plena para as investigações", disse.

Nenhum comentário: