quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Chiquitinho foi o melhor Prefeito de São João – Artigo de Luiz Figueiredo

CHIQUITINHO: um exemplo a ser seguido

Luiz Figueiredo


A região da Baixada Maranhense, pela sua proximidade de São Luís, sempre recebeu muita influência da capital, nas áreas comercial, social e política. Várias lideranças surgiram sob o beneplácito e apoio de nomes que estiveram a frente de grandes embates políticos como Clodoaldo Cardoso, Vitorino Freire, Newton Belo, José Sarney, Clodomir Milet, Lá Toque, Alexandre Costa, Neiva Moreira e muitos outros.

Acompanhando essas movimentações políticas, lideranças a nível municipal foram surgindo e muitos chegaram a postos importantes até mesmo ao governo do Estado. A luta nos municípios girava em torno das eleições municipais, cada um procurando eleger os melhores candidatos. Isso nem sempre acontecia porque muitos, como hoje, depois de eleitos esqueciam os compromissos assumidos deixando os eleitores perplexos e decepcionados.

Essa falta de responsabilidade de gerir a coisa pública veio se agravando gradativamente até chegarmos aos dias de hoje, quando apesar de haver uma legislação mais rigorosa de combate aos abusos, como a Lei de Responsabilidade Fiscal, muitos desafiam a população, o judiciário e os órgãos de controle, cometendo desatinos e desviando criminosamente os recursos públicos, destinados a promover o bem-estar da população.
Entretanto há muitos casos de políticos que se entregaram de corpo alma ao cumprimento dos mandatos outorgados pelo povo.

A Baixada sempre teve bons gestores, mas a grande maioria tem deixando a desejar. Não quero cometer injustiça, mas com base numa análise feita recentemente, farei referência aos prefeitos que se destacaram com eficiência e denodo: CHIQUITINHO, em São João Batista; Isaac Dias em São Bento; Denizard Almeida em Cajapió; Nilson Garcia em Palmeirândia; Maneco Paiva em Pinheiro; e mais recentemente Costinha e Dr. Marcone em Olinda e Cajapió respectivamente.

Chiquitinho foi uma grande liderança pelo seu carisma e dedicação em defesa dos interesses da população da Baixada. Iniciou as suas atividades no serviço público em São Luís sendo indicado para Delegado do Censo em Pinheiro, interventor no município de São Vicente, depois prefeito eleito e deputado estadual por quarto mandatos. Seu último mandando foi o de prefeito de São João Batista, quando conseguiu juntar sua liderança, autoridade, e experiência para realizar uma profícua administração cujos pontos positivos todo mundo recorda com saudades.

Inicialmente devemos lembrar o seu trabalho na área da educação, construiu, só nesse mandando, mais de trinta prédios escolares todos de ótima qualidade. A merenda escolar era farta e nutritiva, fardamento escolar para todos, comemorações das datas cívicas especialmente o 7 de setembro, uma fábrica de móveis para as escolas e muito apoio ao corpo docente. Melhorou a infraestrutura urbana da cidade calçando ruas e incentivando a produção de tijolos, gerando emprego e renda. Construiu a Praça da Saudade, hoje praça de eventos.

Na saúde seu trabalho foi admirável, concluiu e colocou em funcionamento o Hospital, com corpo médico eficiente e a medicação sempre disponível. Para qualquer situação mais complicada havia sempre um avião à disposição, sem distinção de cor partidária. Adquiriu uma frota de treze veículos, entre dois tratores todos com a manutenção sempre em dia. Todo mundo lembra que no dia da entrega para um adversário mandou revisar toda a frota e entregou todos em perfeito funcionamento, o patrimônio do município foi todo tombado conferido e entregue.

Uma atitude admirável que poucos gestores cumprem. As estradas vicinais conservadas, o aterro da Raposa, e energia trifásica para o Porto. Assistência social de qualidade visando atender os mais carentes. Chiquitinho não conseguia ficar longe do seu povo, queria estar presente e acompanhar o andamento das obras pessoalmente, e não faltava ao expediente na prefeitura. Ampliou a sede do poder municipal e adquiriu móveis oferecendo melhores condições de trabalho para os funcionários.

Lutou pela instalação da Agência do Banco do Brasil, oferecendo apoio logístico, e doando terrenos de sua propriedade para construção do prédio da agência e residência do gerente e de funcionários. Poços e lavanderias em várias localidades, tudo isso com recursos da prefeitura e diga-se que na verdade administrava dois municípios porque Olinda Nova ainda não havia sido criado. São tantas as boas ações que fica até difícil citar.

Foi uma administração salutar admirada e elogiada até por adversários, e conseguia reunir todos em um só evento para congraçamento e confraternização. Não sei se na nossa região tivemos alguém com essas qualidades, competência e dedicação.

Chiquitinho é um caso à parte. Um exemplo a ser seguido…

Luiz Figueiredo

Nenhum comentário:

Busca