Busca

segunda-feira, 20 de abril de 2015

A promessa de Marcos Pachêco e o drama dos pacientes com câncer na regional de Codó

Puxei bem dos olhos para ver se a notícia era atual..., e marquei bem na data: 20/4/2015 - Data de hoje - publicada no blog do Acélio. O assunto é sobre a eterna angústia dos doentes do Maranhão em busca de tratamento nos hospitais e demais unidades de Saúde de Teresina...
Realmente, o atual governo do Maranhão alega - toda hora - que encontrou tudo destrambelhado. Mas, por que, depois de mais de 100 dias de governo, ainda não resolveu esse problema que exige apenas boa vontade política? Por que o governo Dino ainda não resolveu?
Vejam a notícia que li hoje no Blog do Acélio... 

A promessa de Marcos Pachêco e o drama dos pacientes com câncer na regional de Codó

  Pachêco promete tratamento contra o câncer para Caxias
Na passagem do secretário de Estado da Saúde, Dr. Marcos Pachêco, por Codó um assunto foi inevitável – o tratamento de pacientes com câncer na regional que engloba Codó, Timbiras, Coroatá, Peritoró, Alto Alegre do Maranhão e São Mateus.
Ouvindo os secretários destes municípios descobrimos que há uma divisão em relação à oferta deste tratamento pelo vizinho Estado do Piauí, para onde prefere ir a maioria dos pacientes.
De acordo com o secretário Ricardo Torres, Codó, por exemplo, tem hoje 27 pessoas, que ainda são recebidas  para tratamento em Teresina.
A LUTA DE PERITORÓ
Situação diferente vive quem é de Peritoró. Lá existem 7 em lutando contra o câncer e nenhum deles é aceito no Piauí.
A secretária do município, Antonia Mesquita, explicou que só é possível atendimento no PI se o maranhense conseguir provar residência em Teresina, do contrário é reenviado à Peritoró.
“A partir do momento que eles se identificam como do Maranhão eles devolvem e dizem assim – procure a Secretaria Municipal de Saúde do seu município. O paciente vem e aí inicia a nossa angústia de procurar leito pra esse paciente”, explicou a secretária
Nós ouvimos o secretário estadual sobre o problema. Disse que o contato com a medicina do Piauí está sendo reestabelecido, mas a prioridade agora é criar atendimento contra o câncer em Caxias para que toda esta região seja atendida.
“Isso  foi bem encaminhado, nós estamos trabalhando na reabertura da porta de Teresina, só que a entrada desse paciente tem que ser pela via da regulação não pode ser demanda pessoal, ele tem que entrar pela via da regulação. Nós já reabrimos e estamos trabalhando para montar um sistema de quimioterapia em Caxias para que o maranhense que precisar de quimioterapia não precise ir pra Teresina, pra ser tratado em Caxias e, num futuro bem próximo, se Deus quiser, nós vamos trabalhar para criar um sistema de radioterapia em Caxias’, prometeu.

Nenhum comentário: