Busca

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Álvaro Dias lamenta retirada de assinaturas das CPIs do BNDES e dos fundos de pensão



O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) lamentou a retirada de assinaturas dos requerimentos das CPIs do BNDES e dos fundos de pensão. Segundo o senador, esse recuo é constrangedor para o Senado. Alvaro afirmou que é lamentável que o governo pressione parlamentares para evitar a investigação de ações do Executivo. Para o senador, deputados e senadores deveriam ter liberdade e independência para trabalhar.
Alvaro Dias lembrou que já apresentou um projeto de resolução (PRS 37/2011) para proibir a retirada de assinaturas em requerimentos que pedem CPI, mas a matéria ainda aguarda a designação de relator na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O senador também disse que os prejuízos dos fundos de pensão são bilionários e acrescentou que a oposição vai insistir na criação da CPI.
- A defesa do patrimônio dos assalariados e trabalhadores é imperativa. É inadiável a instalação dessa CPI. Portanto, é inexplicável a retirada de assinaturas. Essa CPI deveria ser suprapartidária - disse.
Para o senador, a investigação sobre o BNDES também é importante. Ele afirmou que o banco tem se desviado de sua finalidade e criticou os empréstimos feitos a países sem tradição democrática. Além de buscar a responsabilização, disse Alvaro, as CPIs também teriam a finalidade de aprimorar a legislação dos fundos de pensão e os critérios de financiamento dos bancos oficiais.

Nenhum comentário: