Busca

sábado, 16 de maio de 2015

Nota de Esclarecimento do PT-PR

O Diretório Estadual do PT repudia a tentativa de criminalização pelo governo Beto Richa (PSDB) do ato praticado pelo filiado Roges Sezoski, ex-funcionário da Liderança da Oposição da Assembleia Legislativa, durante o massacre contra professores no dia 29 de abril.

Ao contrário das informações divulgadas pela Corregedoria da Alep e da campanha promovida pelo governo tucano em blogs e redes sociais, o filiado não jogou um “vaso de 50 quilos” nem tampouco “atentou contra a vida de policiais”, mas uma planta que se dissolveu ao chegar no chão e não causou perigo a nenhuma pessoa que estava no pátio.

O PT considera a atitude do filiado injustificável ao mesmo tempo que condena a tentativa do governo Richa de distorcer o fato buscando tirar o foco do massacre que deixou 213 professores feridos no Centro Cívico.

Curitiba, 16 de maio de 2015.

Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores

Nenhum comentário: