Busca

sábado, 9 de maio de 2015

Substituto de Francischini criou a farsa dos “black blocks”

Fonte - PT-PR

O delegado da Polícia Federal Wagner Mesquita de Oliveira, que assume interinamente a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (SESP) no lugar de Fernando Francischini, foi quem criou a farsa dos “black blocks”, usada pelo ex-secretário e o próprio governador Beto Richa (PSDB) para justificar a repressão violenta contra os professores.
Segundo o factóide criado por Oliveira, que atua na área da “inteligência” da SESP, a repressão violenta da PM durante o massacre do dia 29 de abril aconteceu em resposta a ação de um grupo formado por cerca de 50 black blocks encapuzados que estariam jogando bombas na polícia.
No entanto, o governo Richa não tornou pública nenhuma prova da presença de black blocks. Além disso, a Defensoria Pública do Paraná e a Ordem dos Advogados do Brasil informaram que nenhum dos detidos durante o massacre era black block nem portava artefatos perigosos. De acordo com as organizações, os 14 detidos pela PM eram professores, servidores ou estudantes.

Nenhum comentário: