Busca

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Bate-papo com o além

Crônica do amanhecer

De HS

Com tanta coisa acontecendo no planeta, principalmente no nosso brasilzão, com muita gente banhada nas águas da lava jato, prisões de engravatados e as aparições dos carrões de Collor; com o Flávio Dino insistindo em apertar os mais ricos e com gente de espírito alegre em toque de maldadezinha torcendo por um tira-teima do Ricardo com o visconde Saraiva Barroso, na esquina do primeiro beco, caso que, se acontecer, vai sair faísca”. Tudo isso é coisa de gente da terra!
Eu prefiro, hoje, buscar os meus amigos do além.
Pensei em Sérgio Porto – o nosso querido Stanislaw Ponte Preta – o criador de Tia Zulmira, Rosamundo e Primo Altamirando, com seu estilo de boas crônicas que acabou por gerar o  Festival de Besteira que Assola o País – FEBEAPÁ...
Li o Sérgio Porto por demais! Era e é gostoso ler o Sérgio!
Imaginei o repórter Antônio Maria, com suas picantes crônicas no Jornal Última Hora dando porrada no Carlos Lacerda!
Vou trazer também o Silveira Sampaio à minha memória de hoje. Esse nasceu no Rio e morreu no Rio. Chegou a este mundo da terra nossa em junho de 1914 e retornou ao mundo espiritual em novembro de 1964. Muitos cariocas ainda lembram Silveira Sampaio e também - claro!... - do Sérgio e do Antônio Maria. Os três, por vezes, com suas crônicas picantes - faladas os escritas -, sempre esticavam problemas e irritação como presentes ao Carlos Lacerda. O Carlos ficava raivoso com eles!
Quem foi Silveira Sampaio?  Médico pediatra, teatrólogo, radialista, jornalista, escritor, e apresentador do programa de TV Bate-Papo com Silveira Sampaio, na época de seus bons tempos. Como cronista, em cada crônica uma lição, uma lição de vida!..., apesar de seu estilo crítico, porém de bom humor.
 ... E ele foi "simbora" no ano de 1964, em novembro!... Faz tempo!  E lá, no além, ele continua repórter, dizendo-se “repórter do outro mundo” – “repórter do além.”

Pela mediunidade de Zíbia Gasparetto, o espírito Silveira Sampaio ditou algumas obras como Bate-Papo com o Além... Li todas as crônicas deste livro, revelações interessantes em textos alegres trazendo a verdade de uma vida que não morre, que continua na marchar constante da evolução, nesta caminhada de muitas estradas onde cada um tem a liberdade de escolher entre o bem e o mal... Tudo vai depender de cada um...   
É bom não esquecer que esta caminhada espiritual é eterna em busca sempre da evolução e que a passagem pela terra é apenas uma passagem..., apenas passagem..., um passa tempo que precisa ser vivido na prática do bem...

De HS, direto não sei de onde!!!    

Nenhum comentário: