Busca

terça-feira, 25 de agosto de 2015

CUPIM INSETO X HOMEM CUPIM

Por  Agenor Santos


O Cupim Inseto sejam preto, branco ou amarelo, sempre foram repudiados e combatidos pelas habilidades de destruição, mas que os mesmos são levados pela circunstância da sobrevivência e multiplicação da sua legião; óbvio que agem silenciosamente, o que exige cuidado permanentemente, evitando assim pequenos e grandes prejuízos com móveis, a exemplo de mesas, cadeiras, guarda-roupa, piso em taco, parede  em alvenaria e árvore; é um inseto aparentemente inofensivo, mas que tem um grande poder de causar danos, que somente através de borrifadas com DDT, uma pesticida, veneno específico para erradicá-lo do ambiente.

Já o Homem Cupim por sua vez, tem por habilidade agir maldosamente, desviando recursos públicos em uma grande cadeia ramificada de pessoas coniventes com os ilícitos; uma ação as vezes de tamanha sutileza dando prejuízos que se não for detectado em tempo, poderá alcançar uma soma astronômica e difícil de recuperação. O Homem Cupim é muito mais perigoso, porque pensa, planeja e executa, colocando a sua inteligência em desacordo com as boas ações de uma pessoa de bem, ignorando a moral e a ética que são basilares e indispensáveis para o cidadão. Ocorre que infelizmente, o Homem Cupim embora consciente da sua ação, entende que o erário público pode ser partilhado ilegalmente, sem que haja qualquer punição.

É muito mais fácil combater o Cupim Inseto, que mesmo se multiplicando, o mesmo acontece com o Homem Cupim. É só fazer um retrospecto da nossa história, embora atualmente o tamanho e as consequências do efeito do Homem Cupim com os cofres públicos seja numa magnitude astronômica, contribuindo para uma quebradeira das empresas e,  com uma escalada  nunca vista de desemprego.

Todavia, apesar dos prejuízos, e somados aos equívocos de gestão, com diz o ditado popular "Tem mal que vem para o bem". O povo tomou conhecimento das falcatruas que estavam sendo efetuadas em segredo, mas que ao tomar  ciência do fato, exige que todos os culpados sejam punidos de acordo com a lei, para o bem  dos brasileiros e da Nação. Que o Homem Cupim seja erradicado do nosso convívio. Será? É só combater sistematicamente, não com DDT, mas com leis venenosas, para extirpar o câncer da corrupção do nosso País.

Agenor Boaventura dos Santos/Pedagogo/\pós-graduação em Docência Superior/Poeta.


Nenhum comentário: