Busca

sábado, 21 de maio de 2016

Mais torpedo contra Lula


E a notícia foi logo cedo, ao abrir do amanhecer. Viu? Não. Mas eu vi. Foi logo na manhãzinha nas páginas do msn/notícias...
E ele vai dizer, como sempre: Ô pai, eu não sabia! Juro, eu não sabia...

Mas eu fico pensando: quebraram o Brasil...
O buraco que fizeram passa de 170 bilhões... Tem gente dizendo que vai pra mais de 200 bilhões...
Todo dia aparecem novos dados completando os que já existem...

E agora vejam a notícia que li na manhã de hoje... 

O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), mandou incluir na denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva novas provas que demonstram a proximidade do petista com o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual. Ambos são acusados de participar da trama para comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró.

A ordem de Teori inclui na denúncia trechos da delação premiada do senador cassado Delcídio Amaral (sem partido-MS), que também foi denunciado por envolvimento no mesmo caso. Delcídio afirmou, nos termos de colaboração, que Esteves é um dos principais mantenedores do Instituto Lula, responsável por organizar as palestras do ex-presidente.

De acordo com o ex-senador, a relação de Esteves com Lula se deve ao fato de o ex-presidente ter sido um dos principais apoiadores dos negócios do BTG, e que Lula era um "alavancador eficaz" de negócios para agentes econômicos no Brasil e no exterior. No pedido enviado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) a Teori, o procurador-geral Rodrigo Janot aponta o "relacionamento estreito" entre o banqueiro e o Instituto Lula.

Nenhum comentário: