Busca

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Curitiba tem melhor ensino público do País de 1º a 5º ano

Paraná Portal


Curitiba superou a meta é a capital com o melhor ensino público do País. O Ideb, Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, em Curitiba é de 6,3 para os anos iniciais do ensino fundamental, do 1.º ao 5.º ano. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (8) pelo Ministério da Educação.

O índice da capital paranaense supera o anterior, de 5.9 alcançado em 2013 e a meta de 6.0 estabelecida pelo MEC para a cidade.

As séries finais do ensino fundamental, do 6.º ao 9.º ano, em Curitiba – que tem onze das 185 escolas da rede ofertando esta demanda – ficaram na segunda colocação entre as capitais. Todas as onze escolas avançaram e o índice neste grupo passou de 4.7 alcançados em 2013 para 5.3 nesta edição.

Paraná

O Paraná está entre os estados que não alcançaram a meta estipulada para o Ideb com relação ao ensino médio. As escolas particulares ainda sofreram queda de dois décimos na nota, passando de 5,7 para 5,5, um ponto abaixo da meta de 6,5.

Na nota geral, o Ideb do Paraná subiu um décimo, e passou de 3,8 em 2013 para 3,9 em 2015. O desempenho somente das escolas estaduais subiu dois décimos, com uma nota que passou de 3,4 para 3,6. A meta para as escolas estaduais era de 4,2. No ranking nacional, o estado aparece na quinta colocação.

No ensino médio, apenas os estados de Amazonas e Pernambuco cumpriram a meta para a etapa consideradas as escolas públicas e privadas.

O Ideb é um indicador de qualidade dos ensinos fundamental e médio. O índice avalia a qualidade do ensino no país, com base em dados sobre aprovação e desempenho escolar obtidos por meio de avaliações do MEC.

Desde a criação do indicador, foram estabelecidas metas que devem ser atingidas a cada dois anos por escolas, prefeituras e governos estaduais.

Educação compartilhada

A responsabilidade pela educação brasileira é compartilhada pelos três níveis de governo. Cabe aos municípios proporcionar creches, pré-escolas e ensino fundamental. O Estado deve priorizar o ensino médio, mas também atuar, em parceria com os municípios, na oferta de ensino fundamental. Já o papel da União é organizar o sistema como um todo e regular o ensino superior.

Nenhum comentário: