Busca

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Bancários do BB encerram greve em SP; Caixa mantém

Exame.com


São Paulo - Após 31 dias de paralisação, os trabalhadores dos bancos privados e do Banco do Brasil encerraram a maior greve dos bancários em 12 anos.

Os funcionários aceitaram as propostas da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), segundo comunicado no site do sindicato. Apenas a Caixa rejeitou a proposta e permanece em greve.

Na 11ª reunião, realizada na noite desta quarta-feira, 05, a Fenaban fez sua 3ª proposta aos trabalhadores um reajuste nominal de 8% nos salários e abono de R$ 3,5 mil, além de um reajuste de 10% no vale refeição e no auxílio creche-babá e 15% para o vale alimentação.

Anteriormente, os grevistas pediam reajuste salarial de 14,78%, sendo 5% de aumento real, com a inflação acumulada de 9,31%.

Além de São Paulo, Rio de Janeiro e do Distrito Federal, os bancários saíram da greve no Acre, Amapá, Amazonas, Goiás (Anápolis e Goiânia), Maranhão, Mato Grosso, Moto Grosso do Sul (Campo Grande), Minas Gerais (Belo Horizonte, Divinópolis, Governador Valadares, Poços de Caldas, Zona da Mata), Pará, Paraíba, Paraná (Curitiba e Maringá), Pernambuco (Caruaru, Goiana, Palmares, Petrolina e São Bento do Una), Piauí, Rondônia, Roraima, Santa Catarina(Chapecó, Criciúma, Joinville e Tubarão), Sergipe e Tocantins.

Nenhum comentário: