Busca

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

OMS: mais de 300 milhões de pessoas sofrem de depressão no mundo

Agência da ONU alerta que outros 300 milhões sofrem de algum tipo de transtorno de ansiedade; a depressão é uma das principais causas das mortes por suicídio, aproximadamente 800 mil por ano.


Edgard Júnior, da ONU News em Nova Iorque.

A Organização Mundial da Saúde , OMS, alertou que mais de 300 milhões de pessoas sofrem de depressão no mundo, os dados são de 2015. O resultado é maior do que as populações do Brasil e dos outros sete países de língua portuguesa somados.
Houve um aumento de 18% nos casos entre 2005 e 2015 e o problema é mais comum em mulheres do que nos homens.

Brasil

O relatório sobre depressão e outras doenças mentais comuns diz ainda que outros 300 milhões sofrem de algum tipo de transtorno de ansiedade.
Mas os especialistas explicam que não é correto simplesmente somar os dois números para se chegar a um total de doenças mentais porque muitos podem sofrer de ambos problemas ao mesmo tempo.

No Brasil, a OMS disse que foram registrados 11,5 milhões de casos de depressão, quase 6% da população. Os casos de ansiedade foram maiores, chegaram a 18,6 milhões, pouco mais de 9% dos habitantes do país.

Os Estados Unidos registraram mais de 17 milhões de casos de depressão e basicamente o mesmo número do Brasil em relação à ansiedade, com 18,7 milhões.

Nos países europeus, como Alemanha, França, Itália, Portugal, Rússia e Reino Unido o número total de casos é bem menor do que Brasil e Estados Unidos, levando em consideração a população dessas nações. Mas em termos percentuais, os índices são semelhantes.

Nos países africanos de língua portuguesa, os números absolutos são bem menores por causa da diferença entre as populações. Mas até mesmo a comparação entre o percentual de casos e o número de habitantes foi bem inferior ao registrado no Brasil e nos Estados Unidos.

Consequências

A OMS diz que as consequências para a saúde são enormes, por exemplo, a depressão é uma das principais causas das mortes por suicídio, aproximadamente 800 mil por ano.

Além disso, ela também é a maior causa das pessoas ficarem incapacitadas para o trabalho. A ansiedade aparece em sexto lugar nessa lista.

O relatório mostra que o número de pessoas que sofrem de doenças mentais comuns está aumentando no mundo inteiro, principalmente nos países de baixa renda.

A OMS diz que apesar da depressão atingir pessoas de todas as idades e camadas da sociedade, o risco de alguém ficar deprimido aumenta com a pobreza, o desemprego e com algum fato da vida, como a morte de um parente ou amigo, o fim de um relacionamento, debilitação física ou problemas causados pelo consumo de álcool ou drogas.

Nenhum comentário: