Busca

quinta-feira, 6 de abril de 2017

“Estive hoje com o ministro José Dirceu”, disse o bispo Crivela... E Boris Casoy foi demitido... Assim era o governo Lula...

Li hoje - somente hoje, porque só foi revelado hoje... E li a notícia neste meu recanto da Ilha de Upaon-Açu...
O Boris falou e fez cinco ataques a Dirceu no Jornal da Record... O Dirceu reclamou para o Grivela... E o Crivela entrou em ação: O Boris foi demitido da Record.
Vou republicar a notícia que li nesta manhã, no Portal “Notícias ao Minuto”..., de um fato passado depois de um tantão de anos!

Leiam:

Boris Casoy revela que demissão da Record envolve ex-ministro do PT

Boris Casoy decidiu falar pela primeira vez sobre sua polêmica saída da Record, em 2005. Na ápoca, o veterano jornalista comandava o 'Jornal da Record', na emissora que já trabalhava há 8 anos. Em entrevista dada a Marcelo Bonfá, Casoy revelou detalhes do atrito que teve com o chefe, o bispo Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro atualmente.

"Eles interromperam meu contrato. Eles disseram que queriam mudar o jornal. O bispo Crivella me ligou um dia e disse: 'Estive hoje com o ministro José Dirceu e ele me disse que só no jornal de ontem você fez cinco ataques a ele'. Eu disse: 'Olha eu não fiz ataque nenhum'. O bispo então disse: 'Pra mim isso não me interessa. Eles são o poder e nós temos interesses'", declarou Casoy.

O jornalista foi até o presidente da emissora e reclamou sobre o episódio com o bispo. Em seguida, teve o contrato interrompido, segundo informa o RD1

Boris revelou que ele não foi o único a sofrer com a situação. "Ele querendo que repórteres entrevistassem ele e dizia: 'Nós pagamos seu salário'".

Atualmente o 'JR' é apresentado por Adriana Araújo e Celso Freitas.

Nenhum comentário: