Busca

domingo, 2 de abril de 2017

Poema de Manoel Rubim - Uma poesia em sonhos!

POEMA: A CIDADE MISTÉRIO E DO SILÊNCIO
AUTOR: MANOEL RUBIM DA SILVA

EM: 30/03/2017

As vozes da noite anunciam/
O fim de mais um dia/
Do meu alegre existir/
Espreguiçando-me renasci/
Bem cedinho, como sempre/
Dei braçadas n’ água/
Antes, orei, conversei e estive contigo/
Depois, veio à mente/
A Cidade do Silêncio e do Mistério
Por onde andam os poetas/
Como fantasmas, sonhando acordados/
Dando alma às coisas/
Lamento, era apenas um conto/
Do Olavo Bilac, que li e senti/
Confesso a vocês, não resisti/
Agora, a energia da bateria/
Que me abastece/
Virando a noite, para o outro dia/
Acabou, vou recarregá-la/
Sonhando, sonhando/
Lembrando de ti/
Perdido em mim/

Boa noite!


Nenhum comentário: