Busca

domingo, 25 de junho de 2017

COLUNA DO JERSAN

MISSÃO QUASE IMPOSSÍVEL

domingo, 25 de junho de 2017 



No Poder Judiciário, nos tribunais de contas e no próprio ministério público há indícios de irregularidades e, em algumas dessas instituições, há comprovação de ilicitudes, o que nos leva a acreditar na possibilidade de, em 2018 as atuais lideranças mais notáveis ficarem impedidos de concorrer às eleições. Que venha, então, gente nova, sem vícios disputar, com lisura os votos dos eleitores que ainda, lamentavelmente, são obrigados a comparecer às urnas. Mas, apesar da obrigatoriedade do voto, a abstenção será enorme exatamente por falta de credibilidade dos políticos junto à população.

Em que pese o desgaste moral do PT e do PMDB, porém, eles ainda conservam em suas fileiras “milhões de apaixonados” que não querem nem saber o que eles fazem, querem isto sim, é defendê-los e segui-los. A missão do jornalista é espinhosa e suscita dúvidas em parte da sociedade, um exemplo: quem não apóia nem Lula nem Temer, apoiaria o Aécio, tão sujo quanto? Necessariamente não. Hoje existe uma carência muito grande de políticos confiáveis, essa é a verdade e é por essa razão que a abstenção em 2018 será a maior já vista no país. Votos nulos e em branco, pelo “andar da carroagem” marcarão presença nas urnas. 

Posicionar-se numa situação dessas, em torno de um nome ou de um partido, quando a corrupção se alastra de forma absurda é, também, uma missão quase impossível para quem defende a honestidade como princípio de vida.

NO MARANHÃO

Vejam bem caros leitores. No Maranhão, hoje, existem duas forças políticas em destaque: o grupo de Flávio Dino (no poder) e dos Sarney (na oposição). Em termos de Brasil o primeiro é oposição e o segundo é governo. Há partidos aliados do governo estadual e do governo federal, como o PSDB do vice- governador Carlos Brandão. Se um jornalista entender que o PSDB deveria ficar com os sarneysistas que acabaram de livrar Aécio da degola (Leia-se João Alberto de Sousa – Comissão de Ética do Senado), ele (o jornalista) é contra Flávio Dino. Mas se ele entender que o PSDB deve ou deveria permanecer aliado ao PCdoB, aí ele é “flavista” ou comunista. Isto é: se ficar o bicho pega se correr o bicho come.

É normal a imprensa brasileira ter um lado que não é o do leitor, como deveria ser: noticiar, informar, opinar sobre fatos sem a intenção de agradar ou desagradar os poderosos. Mas, não. Sempre é observada uma tendência a favor ou contra governantes, observado o momento. Exemplificando este colunista durante 40 anos denunciou e criticou o grupo Sarney que foi sacado do poder por ex-aliados, que continuaram trilhando os mesmos caminhos por um período até que veio o rompimento esperado, agradando uns e “decepcionando” outros. Zé Reinaldo foi o precursor desse movimento seguido por Jackson e Flávio Dino. Chegamos até aqui sem saber o que nos espera no futuro.

COMO PROCEDER

Diante desses fatos narrados sou questionado por leitores sobre a minha posição sobre o atual governo (gostariam de me ver sempre na oposição, baixando o pau). Não é assim – explico – hoje o meu lado é o lado, como sempre, dos menos favorecidos que labutam diariamente pela sobrevivência. Até agora não há fatos, nem atos do atual governo que comprometam a sua imagem ou conduta. “Quando houver”... Um leitor nem deixou que eu concluísse a frase. Interrompeu-me para dizer que o governo Flávio Dino é igual ou pior do que o de Roseana, em termos de irregularidades. Restou-me pedir-lhe uma prova. Ele não a tinha.

Muito difícil ser independente e/ou imparcial nestes tempos em que a desconfiança ronda os quatro cantos do universo, por culpa de quem? Da maioria dos homens públicos, naturalmente, porque é essa maioria que envergonha, com seus atos, a Nação brasileira.

 OBRAS EM SÃO JOÃO BATISTA

Por toda esta semana deverá ser concluído o trabalho de asfaltamento da principal Avenida de São João Batista e recuperação de parte da MA-014 (alça que vai de Campina a Santana que se encontrava quase intransitável. O prefeito João Dominici, que é engenheiro civil por formação, acompanhou os serviços. A população demonstra satisfação com a boa qualidade da obra, fruto de convênio com o governo do Estado e há muito tempo esperada pelos joaninos.

Por outro lado os três poços artesianos entregues pelo prefeito João Dominici às comunidades, resolveu o problema de abastecimento de água a contento.

SHOPPING

A assessoria de imprensa do Shopping contesta informação da coluna de que lá são cobrados R$ 6,00 por hora de estacionamento. Esclareceu que esse valor é referente por três horas. Da próxima fez guardarei o comprovante de pagamento e voltarei ao assunto. 

 AS QUADRILHAS

As quadrilhas juninas estão merecendo destaque nos “arraias” e merecem a vibração e o aplauso do público. E as quadrilhas do PMDB, do PT, do PSDB, continuam agindo nos porões dos palácios e de outras instituições poderosas?...

Nenhum comentário: