Busca

terça-feira, 3 de julho de 2018

Ausência - Um poema de Francisco Tribuzi

Ausência



Francisco Tribuzi

Por esconderes tua boca
Nos grilhões da noite
Quebrei meu beijo no mural de vidro
E derramei paixão nas sarjetas do silencio
Partistes e já se vão mil luas
Que os lugares comuns parecem ruínas
Por esconderes tua boca
Nos grilhões de vidro
Quebrei meu beijo no mural da noite!

Nenhum comentário: