Busca

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Em Curitiba: Centro de Atenção Psicossocial do Boqueirão ganha sede mais ampla


A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba inaugurou, na manhã desta segunda-feira (6), a nova sede do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) do Boqueirão. A unidade fica aberta 24 horas e atende em média 340 pacientes por mês. O novo espaço, que funciona em uma casa alugada, é maior do que o anterior e amplia a capacidade de atendimento, além de ter um ambiente mais adequado para as atividades em grupo e individuais.
“O novo prédio tem uma área externa ampla, que possibilita o desenvolvimento adequado de atividades terapêuticas como jardinagem e ioga, que antes eram mais difíceis de serem realizadas”, explica o gerente assistencial da linha de Cuidado em Saúde Mental, Deivisson Vianna Dantas dos Santos.

Os consultórios ocupam salas que oferecem mais privacidade ao paciente. “No antigo espaço, as divisórias não vedavam completamente o som”, relata. A área de internamento também é mais confortável, com dois leitos por quarto. Há ainda espaço amplo para refeitório e área de atividades em grupo, além de uma sala de convivência exclusiva para pacientes internados.
Para a coordenadora da unidade, Daiane Ribeiro Gasparetto, a localização em uma rua mais tranqüila, também é positiva para o tratamento. “Um local mais calmo traz mais segurança no deslocamento dos pacientes”, comenta.
Um dos pacientes da unidade, que tem 51 anos e  frequenta o Caps Boqueirão há um ano, aprovou o novo espaço. “Tem uma área grande para fazer horta e atividades de educação física”, descreve. “Aqui é bem melhor, no outro espaço era muito tumultuado, com muitas escadas”, diz outro  paciente, de 43 anos.
O atendimento realizado no Caps é multidisciplinar e a equipe é formada por psiquiatras, psicólogos, terapeutas ocupacionais, enfermeiro, técnicos de enfermagem e assistentes administrativos, contratados pela Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (Feaes).
Oficinas

Na sexta-feira (10), o Caps do Boqueirão oferece oficinas abertas de jardinagem, música, dança de salão e artesanato. “Queremos convidar a comunidade a conhecer o nosso trabalho, todas as oficinas são abertas à população e haverá também um bazar”, conta a coordenadora.

Nenhum comentário: