Busca

terça-feira, 26 de maio de 2015

Saúde em Curitiba: Avanços técnicos da rede municipal são destaque na apresentação de resultados do 1º quadrimestre de 2015


Os resultados referentes ao trabalho da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) no primeiro quadrimestre de 2015 foram apresentados na manhã desta segunda-feira (25) em audiência pública na Câmara Municipal de Curitiba. Entre os dados expostos, foram destacados avanços técnicos implantados em diferentes serviços, proporcionando mais agilidade em diagnósticos, melhores condições de trabalho e maior proximidade com os usuários do sistema de saúde.
Durante a sessão, foi enfatizado o trabalho desenvolvido por profissionais do Laboratório Municipal de Curitiba e do Departamento de Rede de Atenção à Saúde (Dras). Desde abril, os laudos do exame de eletrocardiograma têm sido feitos a distância, reduzindo o tempo de espera pelo resultado de duas semanas para cerca de 48 horas. Os médicos ligados ao Dras e ao Hospital de Clínicas (HC) têm acesso ao exame por meio de um sistema informatizado, liberando o laudo pelo mesmo caminho para que seja impresso e entregue ao paciente pela unidade de saúde.
Já no Laboratório Municipal, novas metodologias de exames foram adotadas para agilizar resultados referentes ao diagnóstico de tuberculose, acompanhamento de pacientes com diabetes (hemoglobina glicada) e diagnóstico de alguns casos de anemia (contagem de reticulócitos).
A agilidade também é perceptível no atendimento das unidades móveis. Com a implantação do projeto de descentralização do almoxarifado e da central de material estéril para as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), o tempo e os gastos de deslocamento para abastecer ambulâncias do Samu e do Siate foram reduzidos. Agora, os veículos são preparados para atender o usuário em uma das nove bases de atendimento de ambulâncias de Curitiba, facilitando o processo de trabalho.
O Telessaúde foi outro projeto que recebeu destaque durante a apresentação na Câmara dos Vereadores. Com a plataforma on-line – uma parceria da SMS com o HC e a Secretaria de Estado da Saúde –, médicos das unidades de saúde e especialistas do HC podem trocar informações sobre casos clínicos, orientando a melhoria dos cuidados na própria unidade e reduzindo o tempo de espera por consultas. A espera de um adulto pelo atendimento inicial com um neurologista, por exemplo, caiu de 18 meses para quatro semanas.
“Quando olhamos o todo referente às nossas ações, acompanhamos a amplitude dos nossos avanços e conseguimos identificar áreas em que ainda podemos implementar novos métodos de trabalho e tecnologias”, afirma o superintendente de Atenção à Saúde da SMS, César Monte Serrat Titton.
Investimentos
Entre os resultados referentes à ampliação da estrutura de saúde do município, a superintendente executiva, Jane Sescatto, destacou, nos primeiros meses de 2015, a conclusão das unidades de saúde Coqueiros, no Sítio Cercado, e Sabará, na Cidade Industrial de Curitiba. Além disso, houve a mudança do Distrito Matriz para um novo espaço e a inauguração da nova sede do Laboratório Municipal. “Através do programa federal Requalifica UBS, ainda houve investimento na revitalização de nove unidades básicas de saúde neste primeiro quadrimestre de 2015, sendo que duas foram concluídas nesse período e as outras continuam em andamento”, diz Jane.

Jane e Titton representaram o secretário municipal da Saúde, Adriano Massuda, na sessão com os vereadores. O secretário está em viagem à Índia para representar Curitiba em um encontro mundial que reúne experiências bem sucedidas para o controle da Aids.

Nenhum comentário: