Busca

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Escrever com bom humor, com alegria!


Eu que já não vivo bem-humorado, mergulhado em águas de revolta com tantos problemas vergonhosos acontecidos na Nação, como posso escrever com bom humor?
- "...E escrever com alegria, usando lápis ou caneta, em folha de papel, fechando o envelope, após ativar a grude com a saliva da ponta da língua. Botar nos Correios, e só!..." - Disse-me uma figura espiritual sentado à mesa, bem à minha frente..., aparecendo para me tirar do sério.

...E eu comecei o fuxico - uma pequena crônica!

A EDUCAÇÃO DE ONTEM

De HS



Acorda-me o bem-te-vi com sua divina melodia, em cânticos de doces ternuras! Há muitos dias ele não aparecia. Pelo tempo que passou fora - sem aqui cantar - possivelmente teria indo passar uma temporada com meu filho lá no Canadá. 
E com o seu cantar sereno de regresso, na manhã suave e fria de hoje, me fez lembrar meus tempos de Liceu, naquela época em que os governos se empolgavam com Educação de qualidade. A gente estudava mesmo! O Liceu era uma Escola Pública. Para ser liceista, passava-se por uma prova de seleção (era um vestibular difícil). Ninguém ingressava por pistolão, isto é, por ser filhinho do papai. Hoje os filhos dos papais políticos ganham até eleições de presente, nos pleitos políticos!...
Conheci um cara (ainda conheço) que estudou no Liceu - gente de Pinheiro chegando pra capital, meio encabulado - e, depois, saiu de lá sabido, tão sabidinho, por isso, ingressando em tudo de quantas eram as Academias de Letras que passassem pela sua frente, por ser emérito escritor e grande poeta pelas suas qualidades..., sendo mais tarde dono cartorial dos poderes políticos da terra e até "O Dono do Mar". Mas a sabedoria não parou por aí. O fulano era sabidinho mesmo e bem esperto!... O cara foi governador do Estado, presidente da República, organizou uma oligarquia de 50 anos... E agora, um pouco fracassado pelo peso da idade e pelas besteiras que seus oligarquistas fizeram, perdeu o poder para outro sabido que, embora nunca tenha sido liceista, sentou praça nos Maristas, outro colégio graduado em promover sábios..., e sabidos!

O Maranhão já foi um grande centro de ensino de qualidade. Hoje - infelizmente - a Educação Pública de qualidade acabou... As lágrimas rolam em nossos olhos:
Uma emoção de saudade!... Claro! Saudade da Educação de qualidade! 

Não se faz uma grande Nação sem boas Escolas!

...Menino! Põe essa carta nos Correios a quem interessar possa.

Não esquece que é porte simples...










Volta logo, antes do anoitecer!

Nenhum comentário: