Busca

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

DIÁRIO DO HÉLCIO

(11/08/2016)




Hoje é quinta!


Vejo o sol chegar reclamando que encontrou nuvens pesadas antes de pousar seus raios luminosos em nosso planeta.

Mas o Rei Sol chega, nunca deixa de chegar!... Apesar das turbulências, ele chega!...

Bom Dia Sol!...

Bom Dia meus amigos e amigas que também receberam o Sol...


TEMPO DAS MATAS...


Lembro-me do tempo que eu era também garoto das matas... E nossas matas virgens, exuberantes e lindas viviam sem as ameaças da destruição.

Sentia o cheiro das amendoeiras, caminhando eu via suas folhas caírem... 

Maracanã com suas palmeiras de juçara e suas palmeiras de babaçu / Ouço o galo cantar anunciando que a porta do tempo se abriu para o dia chegar / E um bem-te-vi ainda sonolento aguardando a hora de cantar / E o sabiá, mais apressado, já começa a flautear!...

E abro os olhos... E vejo o tempo... Que beleza, aqueles tempos!

ABRO A PORTA...


Lá vem o jumento carregando a vinagreira, o quiabo e o maxixe, o jerimum e o cheiro-verde...

E seu Vicente cantando: “Tem vinagreira, tem quiabo, tem maxixe... Tem pimentão, tem cheiro-verde / pras meninas de olhos verdes!!!...

ERA TUDO ALEGRE...


Naquele tempo era tudo alegre.

A maioba era linda! Muitas frutas, belas árvores!...

O rio da maioba era pura natureza, de águas cristalinas...

Via-se o fundo do rio, de areias limpas... Os peixinhos passavam felizes!... 

Pareciam dançar valsas, entre as águas!

UMA ILHA DE MANGUES...


O cheiro do mangue era cheiroso!...  Vivia o caranguejo feliz... Ah! Havia o chama-maré!

A Ilha era cercada de mangues. E a maré chegava todos os dias para banhar o mangue...

Era naquele tempo! Tempo bom!

MENINA DA PONTA DA AREIA...


Nos terreiros de umbanda chegava (baixava, como se dizia) a menina da Ponta d'Areia com sua alegria... E cantando:

“Sou menina / Sou menina / Sou menina da Ponta d’Areia // Eu sou princesinha das ondas do mar...”

Era uma alegria quando ela chegava... A umbanda ficava iluminada, cheia de luz!...

O ANJO DA LUZ VERDE...


Deve encerrar o meu Diário deste amanhecer de hoje, com muita saudade daquele tempo, onde a natureza era linda...

E vou sair voando por ai, lentamente, mas, antes, deixo a recordação do texto que escrevi dia 28 de abril desde ano (2016) sobre o Anjo da Luz Verde (pequena reflexão)... Vai aqui apenas o início do texto:

- Os anjos te protegem. Há sempre um coral de anjos em cânticos lindos elevando a todos os que vivem no planeta. Esses cantos são belas melodias de paz, que muitos não querem ouvir! -

Para ler todo o texto de O ANJO DA LUZ VERDE, clique aqui: http://blogdohelciosilva.blogspot.com.br/…/o-anjo-da-luz-ve…

Nenhum comentário: