Busca

domingo, 21 de agosto de 2016

O DOMINGO COM A CRÔNICA DA ANA

BOM DOMINGO A TODOS!


"O DIA "

Ana Campos*


Um dia que foi pensado... tão bem planeado e silenciado.
Como uma prenda foi guardado e embrulhado com lacinho encarnado, florzinhas em rosado...
De sonhos foi matizado. Era aquele dia encantado como há um ano atrás, onde houve outro desigual, precisamente no mesmo dia, no mesmo mês. Não, não pode ser engano outra vez!...
Mas o despertador bem cedinho tocou, lembrando que há uma estrada a percorrer, e vamos lá despachar, que o tempo passa a correr...
É uma viagem de encontros e desencontros, há muito estava anunciada e de tanto desejada, de perfeita não teve nada. E á terra do destino, difícil foi a chegada.
Que aventura me esperava... Ah, mas eu fui acompanhada, e apesar da turbulência e de alguma contradição, de alma e coração fomos dando rizada e no meio de tanta palavra trocada, até teve piada e a sua graça...
E assim se fez história para sempre ser recordada e poder ser contada.
Quilômetros fui fazendo... Ai meu Deus que me senti perdida no tempo...
As horas iam passando, no restaurante, já todos estariam almoçando... E eu só me ia questionando, o porquê de tudo aquilo estar a acontecer?
Mas não, não me dei por vencida, nem tão pouco fiquei aborrecida.
Aos Céus pedi intercessão e entrei em oração.
Foi de tal serenidade que Agradeci á Divindade, tal ter acontecido e acreditando sempre no prelúdio do que haveria de ser... É com Fé que inverti o caminho, tomei o rumo certo e cheguei ao destino.
Assim superei todas as condições adversas e tendo como certas as palavras do Senhor : " Não vos afligíeis, eu estou convosco "
Foi um dia mesclado, direi pintado de quase todas as cores...
Viajei, gargalhei, ri e chorei. Rezei, brinquei e abracei a amizade e por ela fui abraçada também!
Um dia de encontros e desencontros...
Quem sabe se para o ano, no mesmo dia, no mesmo mês, o Sol brilhe de vez como um brilhante Francês!...
PS. Agradecendo á minha amiga Ana Carvalhosa. pelo dia, pelo poema surpresa que me dedicou e declamou,que tanto gostei... ( já tinha sido escolhido outrora por mim / Nada é por acaso )
tendo como fundo o piano da amiga Cínthia Moretti, " Belíssimo "

*Ana Campos é escritora, cronista portuguesa. As crônicas de Ana Campos são transmitidas semanalmente, às sextas-feiras, pela Rádio Portuguesa do VAR

Nenhum comentário: