Busca

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Câmara de Curitiba aprova criação de Comissão Processante que pode levar Galdino a perder mandato

Do Portal Banda B


Por 27 votos a zero, a Câmara Municipal de Curitiba decidiu abrir, nesta segunda-feira (26), processo para a cassação de mandato do vereador João Galdino de Souza, o Professor Galdino (PSDB). Ele foi acusado de agressão e assédio sexual pela também vereadora Carla Pimentel (PSC). O caso ocorreu na própria Câmara no último dia 14, e foi testemunhado por outros parlamentares.

A assessoria da Câmara diz que o processo deverá levar 90 dias. Ainda essa semana, o tucano deverá ser notificado. Para que a cassação seja confirmada, ao fim do processo, serão necessários os votos de dois terços dos 38 vereadores.

Galdino não compareceu à sessão de hoje e não apresentou sua defesa.

Por sorteio, foram escolhidos os vereadores da Comissão Processante: Tico Kuzma, Mestre Pop e Felipe Braga Côrtes. De acordo com a Câmara, a comissão terá cinco dias para notificar o acusado, que poderá apresentar defesa prévia em até 10 dias. O prazo máximo para o processo de cassação de mandato é de 90 dias.

Nenhum comentário: