Busca

sábado, 8 de outubro de 2016

Poema de Lucinda

Mais um poema de Lucinda que coloco no blog...

                                         ******

Espero querer, / no meu querer encontro / motivos de sorrir / com claros sóis a margear / minhas praias interiores. (Raimunda Lucinda Martins)

                                         ******


MEU QUERER
(ou PASSADO E PRESENTE)

Espero querer,
no meu querer encontro
motivos de sorrir
com claros sóis a margear
minhas praias interiores.
Salgadas pérolas
ao sabor do vento que bate
no meu rosto, faz-me levar
junto a saudade do tempo
em que vivi alegremente,
inocentemente, sem me dar conta
da maldade...
Espero querer,
no meu querer encontro
motivos de sorrir
com claros sóis a margear praias
que brincava nas areias de minha
cidade que chora pelo seu passado
como eu choro pelo meu que se foi
num olhar parado numa lua cheia
de um rio que vi correr para o mar,
mas que acabou morrendo de dor
pelo descaso do homem que por ali
um dia passou .
Assim, salgadas pérolas tornam
a serem levadas pelo vento que bate
em meu rosto e eu torno a me ver
criança, cheia de outroras esperanças
Oh, como eu gostaria de querer
e poder tornar real o meu presente
um pedaço do passado que eu deixei ir...
Vivo por vidas passadas, vidas que eu carrego,
entre o agora e o ontem, que basta eu falar com
o vento e olhando a paisagem da minha cidade,
me traz correndo junto com as areias de suas belas
praias...
Eu e a cidade somos uma só...
Eu estou nela e ela dentro e fora de mim...
Simples assim!

(07/10/2016)

Raimunda Lucinda Martins




Nenhum comentário: