Busca

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

A CASSAÇÃO DO FILHO DO MARQUÊS


Crônica da tarde

Hélcio Silva

(05 / 12 / 2016)


Há dias ouço o balbuciar de que a eleição que dobrou o mandato de Edivaldo Junior foi a mais viciada já vista em nossos tempos na história política da cidade de São Luís. Uma vergonha para quem tem vergonha..., como dizia seu Zé Matéria, o barbeiro que cortava o nosso cabelo na praia do caju, na sua casinha, em frente a uma grande amendoeira, que era nossa sombra da tarde!

Durante e logo depois da eleição deste ano para prefeito de nossa cidade, muitas foram as denúncias de compra de votos, uso da estrutura pública, pressão contra servidores e falsas promessas, estas últimas com sorrisos de traições e mentiras contra o povo... Coisas do diabo!

Passadas as eleições, eu me interrogava: “Vai ficar por isso mesmo, nada vai acontecer?”

Na tarde de hoje, o sol escaldante, a boca seca e o suor descendo pelo corpo, eu caminhava agoniado com um calor sufocante que me esganava, quando um grito chegou de longe - lá da avenida 4 - na Cohab:

- Hélcio, meu colega, quantos anos!

- Meu irmão, meu amigo!...

Dei-lhe aquele abraço... Era um amigo meu, dos tempos da Universidade...

Começamos uma conversa.

Em dado momento do papo, ainda na avenida 4, ele me informava que Edivaldo Holanda Junior vai perder o mandato por abuso de poder econômico e político, acrescentando que já há uma ação em andamento na justiça. Dizia-me que as provas são claras evidências da fraude.

Papeamos mais um pouco até ao CSU...

Ele foi cuidar da vida dele e eu fui para casa, como se diz aqui na nossa terra.

Em casa, abri os blogs... Ucha!... Uché!... Uchiiii!...

Achei!...

No blog do Marco Aurélio D’ Éça eu li hoje, agora, nesta tarde desta segunda: 

“Eduardo Braide vai pedir a cassação do mandato de Holandinha…” -  Deputado anuncia ação judicial contra a eleição do prefeito Edivaldo Júnior, por abuso de poder econômico e compra de votos e diz que a eleição de 2016 “foi a mais viciada da história do Maranhão”.

Nenhum comentário: