Busca

sábado, 3 de dezembro de 2016

Após cortejo e cerimônia, 50 corpos deixam a Colômbia rumo a Chapecó

Lance


O povo colombiano prestou sua última homenagem aos mortos na queda do avião da Chapecoense. Na tarde desta sexta-feira, muitas pessoas foram às ruas para acompanhar os 37 carros que seguiram cortejo da funerária até a base aérea. Com muita comoção, a maioria das pessoas carregava lenços brancos e flores enquanto os veículos com os 50 caixões passavam.
O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, e o embaixador do Brasil na Colômbia, Júlio Bitelli, cumprimentaram os colombianos. Bastante emocionados, eles foram muito aplaudidos pelos presentes.

– Chapecó chora, mas estamos confortados pelo imenso carinho do povo colombiano. Eles compartilharam o nosso sofrimento. Muito obrigado. Pelo carinho e competência para fazer o que fizeram por nós – afirmou o prefeito.

Os caixões estavam cobertos por uma bandeira da Chapecoense que tinha a inscrição “campeões para sempre“. Os corpos foram levados até a Base Aérea de Rio Negro, onde três aviões da Força Aérea Brasileira os aguardavam.

Com a base aérea em silêncio, foi realizada a cerimônia de repatriação das vítimas do acidente. Antes da entrega dos corpos aos militares brasileiros, os colombianos fizeram uma cerimônia militar com marcha fúnebre. Um padre ainda fez uma oração em português e espanhol. Depois disso, os 50 caixões foram colocados nos aviões. Foram 17 no primeiro, 17 no segundo e 16 no terceiro, que partiram da Colômbia por volta das 19h20.

As três aeronaves modelo Hércules deixaram a Colômbia rumo a uma escala em Manaus para reabastecer. A previsão é de que os corpos cheguem neste sábado, às 7h, a Chapecó. Depois, haverá o velório coletivo na Arena Condá.

Nenhum comentário: