Busca

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Poesia de Anaira



A ILHA DA LOUCURA

Na Ilha da Loucura
A Chuva é de Sangue
E as Árvores são de Algodão Doce
As Pessoas não mentem
Elas dizem a verdade, doa a quem doer
As casas são feitas de pelos de Animais
Que morrem de velhice
Não existe tecnologia
Tudo é manual
Como no dia em que Adão e Eva nasceu
Na Ilha da Loucura tudo é intenso
A água é vermelho cor de sangue
Mas o Sangue tem cor azul
As Árvores andam
E são os Animais que fazem fotossíntese
As Pedras cantam para afastar a solidão
E os peixes voam...
Os pássaros vivem em Aldeias Jardins
E as flores voam como Borboletas
Os Homens moram em casas nas Árvores que andam
Como Macacos...
E os Macacos não existem
Existem Unicórnios
Rosas e Borboletas Azuis!

(Anaira Mafeoli)


Um comentário:

Anaira Mafeoli disse...

Gratidão Helcio Silva, ótimo dia.