Busca

terça-feira, 14 de março de 2017

Lula diz sofrer um massacre e acorda esperando sua prisão


Pela primeira vez ouvido como réu no âmbito da Lava Jato, o ex-presidente Lula, acusado pelo ex-senador Delcídio Amaral de participar de uma trama para comprar o silêncio de Nestor Cerveró, nega ter conhecido o ex-diretor da Petrobras - "Eu não o conhecia. Só agora ele ficou famoso"

Lula disse ainda sofrer 'massacre' e que acorda todos os dias esperando sua prisão...

E ele disse mais: Eu duvido, antes, durante e depois [do mandato], os que estão presos e os que vão ser presos, que tenha um empresário, um político, que tenha a coragem de dizer que um dia me deu dez reais, que tenha coragem de dizer que Lula deu cinco centavos pra ele."

E o Lula vai dizendo, repetido o “massacre”: “sou vítima quase que de um massacre no caso Lava Jato” – E continua repetindo a mesma melodia: "Há mais ou menos três anos, doutor, eu tenho sido vítima de uma... eu diria quase que de um massacre. Ou seja, eu acho que todos aqui tem dimensão que um cidadão que foi um presidente da República [...] de repente é pego de surpresa por manchetes de jornais e televisão todo dia, todo santo dia, no café da manhã, no almoço e na janta alguém insinuando 'tal empresário vai prestar uma delação e vai acusar o Lula, tal deputado vai prestar uma delação e vai acusar o Lula. Agora vou prender fulano, agora vão pegar o Lula, prenderam o Bumlai, vai delatar o Lula, prenderam o Delcídio, vai delatar o Lula, prenderam o Papa, vão delatar o Lula'. Estou esperando pacientemente"

Nenhum comentário: