Busca

sábado, 4 de março de 2017

Poesia de Kleber Lago

TEMPO

Não conto o tempo que conta
Esse meu tempo de vida.
Conto, mas noutro sentido,
O que a vida me ensina,
O que aprendo do mundo,
Durante minha jornada
Pelo caminho em que vou.
O tempo que me perdoe
Por não perder o meu tempo
A medir quanto ele dure
Do princípio até o fim.

                        (Kleber Lago)


Nenhum comentário: