Busca

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Congresso dos EUA pede que FBI repasse gravações entre Trump e ex-diretor

Republicano é acusado de ordenar interrupção de investigações sobre a Rússia

Agência ANSA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, enfrenta uma das semanas mais difíceis desde que assumiu o cargo, em janeiro. O republicano é acusado de ordenar que o ex-chefe do FBI James Comey interrompesse as investigações sobre a interferência da Rússia nas eleições de 2016.

Agora, o líder da Comissão de Supervisão da Câmara dos Deputados, o também republicano Jason Chaffetz, pediu que o FBI entregue todos os documentos e gravações entre Trump e Comey.
O ex-diretor do FBI, que foi demitido há uma semana pelo próprio Trump, teria recebido uma ordem pessoal em fevereiro do magnata para arquivar as investigações sobre a relação de Michael Flynn, conselheiro para segurança nacional derrubado por um escândalo, e Moscou.

O caso foi divulgado pelo jornal The New York Times, segundo o qual Comey teria um memorando sobre o pedido. Agora, Trump está isolado dentro do Partido Republicano, cuja a maioria dos membros é contrário ao magnata. Analistas acreditam que este é um momento crucial para o futuro da legenda política.  

A possível interferência da Rússia nas eleições dos EUA em 2016, com troca de informações sigilosas, ataques de hackers e favorecimentos a Trump, tem sido investigada desde quando Barack Obama ainda estava na Casa Branca.

Nenhum comentário: