Busca

segunda-feira, 29 de junho de 2015

O que é Perispírito?

O que é este corpo, que todos temos - embora alguns nem acreditem ter - e há quem nunca ouviu falar?... Não somos só esse corpo físico que caminha pelas ruas, pensa e age... Algo há mais que isso!... Nada somente preso a religiões.
Djalma Santos é um expositor e escritor espírita que estuda e pesquisa sobre temas importantes no campo da espiritualidade. Escreve para o Jornal Correio Espírita. 
Neste blog que escrevo, não falo ou escrevo só sobre política. É um leque aberto a todos os assuntos... Segue para leitura de hoje um novo artigo de Djalma Santos:

Perispírito ou corpo espiritual

Djalma Santos


O corpo espiritual ou perispírito é conhecido pelos filósofos de todos os tempos, e é na realidade um reflexo sutil do corpo físico, ou seja, a sua matriz, o seu molde, composto de uma matéria mais rarefeita, invisível aos olhos humanos, mas perfeitamente visível aos olhos dos sensitivos ou médiuns, que podem constatar sua existência através da visão espiritual, envergando as características humanas.

No antigo Egito, para os sacerdotes do templo de Véu de Isis, esse corpo espiritual era conhecido e chamado de “KA”; na antiga Grécia, os iniciados dos campos de Delfos e Eleusis, deram-lhe o nome de “Eidolon”, e o sábio da antiguidade Paracelso o chamou de “Corpo Sidéreo”. Os espiritualistas da Ioga e de outras doutrinas espiritualistas dão o nome de “Corpo Astral”; e o Apóstolo Paulo, um dos maiores seguidores de Jesus de todos os tempos, o rotulou de “Corpo Espiritual”.

Allan Kardec, em sua Codificação Espírita, deu-lhe um nome bem peculiar, condizente com sua participação no contexto físico-espiritual do homem, denominando-o “Perispírito”, comparando-o ao perisperma das frutas. Na realidade, esse perispírito ou corpo espiritual, que preside o dinamismo celular do espírito imortal, obrigatoriamente se reveste dos recursos subtraídos da Terra, e nela se demora, até se aperfeiçoar diante dos homens e principalmente diante de Deus.

O Apóstolo Paulo diz em uma de suas Cartas que “se semeia corpo físico, e colhe-se corpo espiritual, porque havendo um corpo carnal, certamente existe um corpo espiritual, que em síntese, é o “Corpo da Ressurreição”, ou seja, vamos ressurgir depois da morte do outro lado da vida, com um corpo de fótons, de luz, que o perispírito com a forma humana. Esse corpo sutil e rarefeito, depois da morte do corpo físico, passa ser o instrumento por excelência do espírito imortal, nas novas dimensões do espaço, no mundo espiritual.

Durante a vida física, esse perispírito ou corpo espiritual, fica agregado molecularmente as células do corpo físico, mas quando surge o fenômeno “morte”, ocorre sua desagregação, dissociando-se da vestidura carnal, e associar-se à estrutura íntima do espírito, dando ao viajor da eternidade, condições para continuar a jornada evolutiva em outras dimensões do espaço infinito, onde o desencarnado encontra novas aventuras no campo da carne e do espírito, sempre trabalhando pela sua evolução espiritual, em reencarnações sucessivas diante da vida plena e estuante.

O Perispírito possui sete centros de forças, que são: o Centro Coronário; o Centro Cerebral; o Centro Laríngeo; o Centro Cardíaco; o Centro Esplênico, o Centro Gástrico e o Centro Genésico. Através desses “centros de forças, o Perispírito funciona como um modelador e organizador biológico do corpo físico, ligado as bilhões e bilhões de células da tessitura carnal, atuando com energias sutis e dinâmicas totalmente desconhecidas do homem terreno.

O Centro Coronário é o mais importante, porque está intimamente ligado à mente imortal e aos ideais superiores que parte do alto para os seres humanos; o Centro Cerebral comanda todo o cosmo físico, e distribui para os outros centros de forças, os recursos necessários à vida física e espiritual; O Centro Laríngeo é o responsável pelo aparelho fonador, pela palavra articulada, e pelas expressões da mente imortal; o Centro Cardíaco, responde pelas emoções e sentimentos que se exsudam para fora do homem; o Centro Gástrico exerce a função de assimilar e desassimilar os nutrientes necessários à manutenção do corpo físico; o Centro esplênico distribui e mantém a circulação do sangue, ou seja, todo o sistema hemático; e o Centro Genésico é o encarregado da modelagem das formas, estimulando o sistema de criação entre as almas, obedecendo aos princípios elaborados pela consciência imortal. A diretriz espiritual do homem.

A matéria de que é formado o “Perispírito” ou “Corpo espiritual” ainda é desconhecida do homem terreno, e não sofre a ação devastadora do fenômeno “morte”, e por isso acompanha o espírito depois do desencarne; mantendo sua estrutura eletromagnética intacta depois do óbito; e do outro lado da vida, é também o Perispírito, ou Corpo Espiritual, que vai moldar um novo corpo físico para a entidade espiritual que irá reencarnar, e esse novo corpo físico, terá todas as marcas sombrias ou felizes, que o espírito acumulou durante sua vida física na Terra.

Por ocasião da gestação da mulher grávida, é também o perispírito ou corpo espiritual, que aglutina a matéria necessária à formação do novo nascituro, no campo das reencarnações obrigatórias e sucessivas que o espírito imortal terá que vivenciar. As modalidades mediúnicas, e as expressões anímicas, também são da responsabilidade do perispírito ou corpo espiritual, através da intermediação entre o espírito e o corpo físico, e a ligação é tão forte, que poderíamos dizer que, o corpo físico é uma extensão do perispírito, assim como o períspirito é uma extensão do próprio espírito imortal, esse viajor incansável da eternidade, esse nômade do espaço, esse andarilho do infinito de Deus.

Nenhum comentário: