Busca

sexta-feira, 17 de julho de 2015

E o Cunha teria dito ser merecedor de US$ 5 milhões.



Estava tudo molhada de gasolina, só faltando o riscar do fósforo... E aí riscaram!
O Júlio Camargo, o ex-consultor da Toyo Setal e um dos delatores do esquema de corrupção que atuava na Petrobras, afirmou em seu depoimento, na cidade de Curitiba, que foi pressionado pelo presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha, a pagar US$ 10 milhões em propinas para que um contrato de navios-sonda da estatal fosse viabilizado. Do total do suborno, o ex-consultor revelou que Eduardo Cunha disse que era "merecedor" de US$ 5 milhões.
E vem agora a reação do presidente da Câmara anunciando seu rompimento político com o governo Dilma Rousseff. O deputado Eduardo Cunha disse que a partir de agora passará a integrar as fileiras de oposição à gestão petista. "Eu, formalmente, estou rompido com o governo. Politicamente estou rompido", enfatizou em coletiva de imprensa no salão verde da Câmara.
E vem a minha pergunta:  “que tem isso do dono “merecedor dos US$ 5 milhões” de ligações com o governo? Alguma ligação? Ele já estava rompido com a Dilma!... Ou não?! Mesmo assim, nessa história da lava jato, conforme as notícias das idas e vindas, estão agora - quase todos - no mesmo balanço..., aliadinhos!

  

Nenhum comentário: